Skip to content

Brasileirão’11: Na conta de Victor

maio 29, 2011

O Grêmio se recuperou da derrota na primeira rodada e venceu Atlético Paranaense pelo placar de 1×0, através do gol contra de Rafael Santos, aos 13 minutos do primeiro tempo. A partida na Arena da Baixada foi marcada por um primeiro tempo equilibrado, ainda que fraco tecnicamente por ambas as equipes, e por um segundo tempo em que brilhou a estrela de Victor.

Ao contrário do que geralmente ocorre, o Grêmio se destacou no duelo mais pelo sistema defensivo do que pelo ataque. Naturalmente que os desfalques no setor ofensivo prejudicaram o time gremista, mas Renato também não ajudou ao preterir Damián Escudero para escalar Lins entre os titulares. O Tricolor praticamente não teve ataque durante os 90 minutos.

Foto: Agência Lance

Ainda assim, quis a sorte nos ajudar desta vez. Num dos lances mais bisonhos deste Campeonato Brasileiro (dificilmente será superado até seu término), o zagueiro Rafael Santos recuou a bola para Márcio (aquele mesmo que passou no Olímpico em 2004). No entanto, o goleiro atleticano foi pego de surpresa por seu companheiro e não consegui evitar o gol contra do jogador rubro-negro. Grêmio 1×0.

Logo após o gol, o time de Renato tinha o domínio do jogo, aproveitando-se da limitação do Atlético e também por estar em vantagem. Todavia, o pecado, além da inoperância ofensiva, era a quantidade de passes errados. Lúcio fez, na minha avaliação, a sua pior partida neste ano, ao mesmo tempo em que Douglas, apesar de prejudicado pelos recuos desmesurados de Lins e Viçosa para o meio-campo, também teve uma atuação pífia.

Foto: Agência Lance

Se o ataque não funcionou, coube ao sistema defensivo segurar a vantagem. Saimon fez uma grande partida, ao lado de Mário Fernandes (enquanto teve fôlego), Neuton, Rochemback e Fernando. Até Rafael Marques se destacou no segundo tempo. Mesmo assim, torna-se impossível não eleger Victor como o melhor jogador gremista. O goleiro fez diversas defesas difíceis no segundo tempo, quando o Grêmio se abdicou no direito de atacar e apenas se defendeu diante da pressão do Atlético. Enfim, esses três pontos vão para sua conta.

Apesar desses pontos conquistados, ainda enxergo equívocos que não podem ser cometidos. Por isso mesmo, classifico como um erro ao avaliar essa vitória com “a cara do Grêmio”. Se essa fosse a nossa cara, então não seríamos o que somos atualmente. Apesar de ser formado em grande parte por reservas, o time de Renato tinha que segurar o jogo através do toque de bola, para quebrar o ritmo do adversário e aproveitando os contragolpes. Isso é básico no futebol profissional.

Foto: Agência Lance

Todavia, o Grêmio recuou em demasia no segundo tempo e teve que contar com o bom trabalho do sistema defensivo. Essa é uma forma errada de segurar o placar, em que precisamos contar com nova atuação fora de série do nosso arqueiro e da limitação do Atlético Paranaense (diga-se, um dos candidatos ao rebaixamento se nada for feito para melhorar). Por isso, classifico o placar como sensacional, mas com futebol fraco.

Apesar disso, a vitória merece ser comemorada. O Grêmio se recuperou do resultado negativo contra o Corinthians e, se ganhar do Bahia, sobe para seis pontos e se manterá entre os primeiros até as chegadas dos reforços, que se apresentam nesta semana (Gilberto Silva, Miralles, Marquinhos). Assim nos manteremos na briga pelo título até o time receber os novos contratados e os recuperados do Departamento Medico.

5 Comentários leave one →
  1. Daniel permalink
    maio 29, 2011 9:31 pm

    Vitória é vitória. Mesmo que seja de meio a zero. O espetáculo fica pra outro dia.

    • maio 29, 2011 9:46 pm

      Concordo, mas não é o espetáculo que se exige, apenas um bom futebol, que não é o mesmo de jogar bonito.😉

      • heraldo permalink
        maio 30, 2011 11:42 am

        ham?

  2. Lopes permalink
    maio 30, 2011 3:53 pm

    O mais importante veio, os 3 pontos. Agora, que foi sofrido ah foi! Começamos bem, tocando, dominando, cadenciando o jogo, mas depois… quanto sofrimento, e pro Atlêtico – PR, que apesar de ser chato em casa (aliás, como a grande maioria), convenhamos é candidato a segundona. E o nosso gol! A verdade é que não temos ataque. O bicho deveria ir pro zagueiro atleticano, mas… Azar deles, sorte nossa. Precisamos dos reforços pra ontem, dos retornos de André Lima, Leandro e cia urgentemente. Enquanto isso, é melhor vencer com gol contra, sofrido, que dominar, ter muitas chances e sair derrotado, feito carroça desimbestada!!!

  3. Maria permalink
    maio 30, 2011 7:14 pm

    Não levamos gol.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: