Skip to content

Gauchão’11: Renato roeu a roupa do Rei de Roma

maio 9, 2011

Depois da eliminação na Libertadores 2011, o único objetivo do Grêmio para salvar o primeiro semestre era conquistar o Campeonato Gaúcho 2011. Com uma atuação muito distinta da que teve domingo passado e na última quarta, o Grêmio derrotou o Internacional em pleno Beira-Rio, de virada, e largou em vantagem para conquistar a competição.

Foto: Fernando Gomes / ClicRBS

Foto: Fernando Gomes / ClicRBS

Os torcedores da Dupla preferiram passar o dia das mães em casa. Depois da eliminação dos clubes na Libertadores, menos de 24 mil torcedores compareceram ao Gre-Nal 386. Na escalação tricolor, algumas mudanças. Rafael Marques, de péssima atuação na quarta, deu lugar a Vilson e sequer ficou no banco. No meio, Escudero jogou ao lado de Douglas e Viçosa formou o ataque com Leandro, deixando Borges no banco e evidenciando ainda mais o mau momento que vive o jogador.

E diferente do que se viu nos dois últimos jogos, quando a apatia e a falta de qualidade fizeram com que o time parecesse “morto” em campo, o Grêmio soube aproveitar bem o gramado do Beira-Rio e criou boa parte das oportunidades de gol do jogo. Com a bola rolando, o Grêmio dominou boa parte do jogo. Numa tarde inspirada de Rochemback, o time de Renato Portaluppi praticamente não apresentava defeitos no meio e no ataque. Com exceção de dois gols claros perdidos por Junior Viçosa, o Grêmio envolveu o Internacional. O único furo, como há muito tempo vem sendo, foi a defesa. Logo no começo, Andrezinho abriu o marcador para os colorados.

Tão logo o Inter abriu o marcador, o Grêmio tratou de se recompor e ajeitar os poucos erros que insistiam em ser tão evidentes. Mas o Inter também apresentava suas falhas. Numa delas, no final da primeira etapa, o goleiro Renan saiu de maneira atabalhoada do gol e não achou Viçosa, que acabara de cabecear a bola para a rede. O gol dava ao Grêmio uma certa vantagem e toda justiça ao placar.

Escudero teve boa participação no primeiro tempo - Foto: Pedro Revillion

Escudero teve boa participação no primeiro tempo - Foto: Pedro Revillion

E se o Grêmio encerrou o primeiro tempo pressionando o rival em seu campo, logo aos 46 segundos do segundo tempo o resultado da pressão deu efeito novamente. Leandro recebeu pela direita, tirou os marcadores da jogada e chutou de bico. A bola morria no fundo das redes e a torcida colorada morria nas arquibancadas, tal qual ocorreu na quarta passada.

Com suas opções dando resposta e vivendo uma tarde iluminada, Renato ainda viu uma falha de Gilson (curiosamente, uma das únicas no jogo) dar o gol de empate ao Inter, marcado por Leandro Damião. Mas a vitória tricolor era mais do que merecida. E como futebol algumas vezes também é justo, cinco minutos após o empate, novamente fomos brindados com uma falha grotesca de Renan. Assim como no primeiro gol, o arqueiro vermelho sai estabanado do gol, caçando borboleta, após o lançamento milimétrico de Lúcio (que substituiu Douglas), e leva outro gol por cobertura. A vitória, a justiça e a supremacia total em campo estavam estabelecidas e comprovadas.

Viçosa perdeu gols, mas fez dois e deu a vitória ao tricolor - Foto: Valdir Friolin

Viçosa perdeu gols, mas fez dois e deu a vitória ao tricolor - Foto: Valdir Friolin

Ainda que a defesa tenha apresentado falhas grotescas, especialmente com Rodolfo, o Grêmio mostrou-se melhor preparado e menos abatido com a eliminação na Libertadores. O único prejuízo do jogo foi a expulsão de Escudero, exagerada no meu ponto de vista. O argentino teve ótima atuação no primeiro tempo, mas esteve discreto no segundo.

E assim findou a partida. O Grêmio venceu o Gre-nal 386 e pode até perder por 1×0 ou 2×1 no próximo domingo, no Olímpico, que será campeão do Gauchão 2011.

4 Comentários leave one →
  1. Daniel permalink
    maio 9, 2011 8:26 am

    Já trataram de armar pro argentino não jogar a próxima partida. As lesões pelo menos passam com o tempo, mas essas arbitragens de merda não acabam nunca.

    • maio 9, 2011 8:33 pm

      Olha cara, sei lá, mas o Escudero deu uma tranca por trás e qualquer falta por trás é sujeita a cartão… está certo que ele não havia feito nenhuma falta até o momento, mas eu acho que não foi tão injusto assim. Ele poderia ter tirado o pé e acompanhado o jogado do Inter, já havia alguém fechando o meio do campo…

  2. Maria permalink
    maio 9, 2011 7:09 pm

    Uma boa vitória, mas os reforços são indispensáveis. Espero que a diretoria faça a sua parte.

  3. giovani montagner permalink
    maio 9, 2011 8:42 pm

    finalmente o Grêmio estreou em 2011, pena ser tarde.
    apresentou características do ano passado: toques curtos rápidos e avanço dos jogadores de trás.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: