Skip to content

Situação de Renato é dramática

maio 2, 2011

"Não aguento mais perder jogadores", desabafou Renato - Foto: Diego Vara / Agência RBS

Estão cada vez mais dramáticas as condições de trabalho de Renato Portaluppi na casamata tricolor. Para a partida decisiva contra o Universidad Católica em Santiago, pelo segundo encontro das oitavas-de-final da Libertadores, o técnico não contará com Fábio Rochemback, Gabriel e Willian Magrão, que se lesionaram no Grenal 385. Os três jogadores se somam a André Lima, Victor, Lúcio e Bruno Collaço, além de Borges suspenso e Carlos Alberto dispensado. Logo, o Grêmio embarcou para o Chile com 17 jogadores.

Por essa situação dramática, não se pode condicionar a manutenção de Renato no comando técnico ao resultado diante do Universidad Católica. O treinador, que havia perdido Jonas no começo do ano e ainda não obteve uma reposição no mesmo nível, praticamente será forçado a escalar um time reserva na Libertadores. Afinal, entre os que seriam titulares, podemos citar Victor, Collaço, Gabriel, Rochemback, Magrão, Lúcio e André Lima. Borges e Carlos Alberto seriam alternativas de banco.

Renato vem cometendo muitos erros em 2011, isso é um fato que não pode ser desmentido e tampouco deixado de lado. Afinal, a aposta interminável em Gilson, a retirada e reposição de Lins na Libertadores e o 3-6-1 no Grenal apenas mostram que o técnico gremista também não está em grande fase. Porém, não há como lhe cobrar a Libertadores deste ano, pois o time do Grêmio em 2011 está muito enfraquecido se comparado ao de 2010, que encerrou o Campeonato Brasileiro como o time de melhor futebol do país.

A gestão de Paulo Odone começou de forma desastrosa e atordoada, com tudo dando errado e também tomando decisões questionáveis. Até a compreensível a dispensa de Carlos Alberto, por exemplo, foi feita de maneira errada, uma vez que realizada um pouco mais de semana após a divulgação da nova lista dos 25 inscritos na Libertadores. Poderiam ter feito essa medida antes e inscrever Jonas Pessali, mantendo Renato com uma opção de banco, que provavelmente seria usado contra o adversário chileno.

Também se torna necessário indagar sobre trabalho do preparador físico Flávio de Oliveira, que fez bom serviço na temporada 2008, mas vem causando questionamentos nesta temporada. Afinal, peguemos o exemplo do Internacional, que também disputa Gauchão e Libertadores. Por que o movimento do Departamento Médico é tão grande no Olímpico e pouco vista no Beira-Rio?

Qualquer seja a resposta, Renato não pode ser culpado caso ocorra a eliminação na Copa Libertadores, apesar de não viver seus melhores dias. O Departamento de Futebol não obteve êxito em lhe dar um elenco variado para a disputa da competição sul-americana e o Departamento Médico vive cheio. Nestas condições, não há como cobrar de um treinador um título de uma competição tão difícil como a Libertadores.

9 Comentários leave one →
  1. Matias Schuler Guenter permalink
    maio 2, 2011 7:46 pm

    O inter não jogou o primeiro turno do gauchão. Tinha o Inter B pra fazer fiasco… Enquanto isso os titulares faziam uma pré temporada decente…

    • maio 2, 2011 11:23 pm

      Matias, mesmo assim, o Inter usou titulares em alguns jogos. Mas isso não me parece justificar a disparidade de lesões entre os clubes.

    • maio 2, 2011 11:28 pm

      Matias, um dado do amigo Perin, do Almanaque Esportivo.

      Adílson, Collaço, Douglas, Roca, Gabriel, Lúcio, R. Marques e Borges, todos jogaram entre 19 e 17 jogos. No Inter, Andrezinho, Guiñazu, Damião, Kléber, Nei, W. Matias e Zé Roberto – Entre 18 e 15. Ou seja, a diferença, mesmo que mínima, não justifica a disparidade de lesões entre os dois clubes.

  2. Gremista de Coração permalink
    maio 2, 2011 9:20 pm

    Renato tem uma parcela de culpa pequena, o problema é mesmo a falta de jogadores! e a direção nao faz nada para isso (tudo bem q o mercado esta escasso, mas nao fizeram um planejamento a longo prazo) agora estamos a espera de um milagre desses 17 jogadores para um 2×0 no chile para tentar nos salvar, e tb o gauchao… q está quase escorregando das nossas maos! se for assim até no brasileiro,vamos mal e mal a uma copa do Brasil futuramente! SOLUÇÕES JÁ!

  3. Luis SB permalink
    maio 3, 2011 1:06 am

    Concordo com o colega tricolor do primeiro comentário, o inter teve mais tempo de pré temporada enquanto o Grêmio teve menos de 15 dias. esse foi o diferencial no ultimos resultados.

    • maio 3, 2011 8:57 am

      Mas essa colocação é defasada da mesma maneira, quando comparamos o Grêmio com Cruzeiro e Santos, que começaram a pré-temporada no mesmo período. Eles também jogam estaduais e Libertadores. O Santos usou titulares em grande parte do Campeonato Paulista. Logo, essa visão está enganada.

      Além disso, o Inter teve maior tempo de férias porque foi o último clube brasileiro a chegar ao recesso. Portanto, teve o mesmo tempo de descanso em relação a todos os demais clubes.

      A hipótese mais plausível e que não está no post é a adaptação dos jogadores a uma nova metodologia de um preparador físico. No Inter, Fabio Mahseredjian está há anos no Beira-Rio. No Olímpico, muda-se de preparador a toda temporada. É preciso dar um basta nisso.

  4. luis Boeira permalink
    maio 3, 2011 5:19 pm

    A sim, também concordo que não devemos mudar de preparador fisico, a cada temporada que passa, eu fui contra a saida do Paulo Paixão.

  5. giovani montagner permalink
    maio 3, 2011 6:15 pm

    tem diversas áreas que deveriam estar “blindadas” na mudança do conselho de administração, o caso das categorias de base é o mais notório.
    após ler e refletir sobre o momento do nosso tricolor, quero reconsiderar, fazer o mea culpa e prometo parar de encher. minha crítica ao renato é sua insistência na manutenção do esquema tático que deu certo ano passado, que não conta mais com os mesmo jogadores ou mesmo com características parecidas, por isso tenho cobrado sua retirada do comando técnico do Grêmio e agora julgo injusto. devemos apoia-lo e cobrar da direção reforços. apesar das dificuldades, erros e acertos, considerei alentador o desempenho no grenal, defesa poucos riscos correu e ganhou todas as jogadas aéreas, passei a acreditar num bom desempenho no chile.
    o renato ainda precisa evoluir taticamente, mas e porque isso não pode ocorrer enquanto treina o Grêmio? cabe a ele estudar, fazer intercambio na europa, a exemplo do que o mano fez, e certamente teremos muitos títulos.

  6. maio 4, 2011 12:52 am

    São teorias demais e vergonha na cara de menos.
    Acho que o Renato tem SIM culpa no cartório. Não sozinho, lcaro, mas pensem bem.
    O esquema dele funcionava em 2010 quando tínhamos dois centroavantes matadores e dois laterais agudos. Hoje, não temos esses jogadores, logo devíamos pensar em mudar o esquema já que os jogadores ou estão lesionados ou não dão conta da titularidade.
    Contratar jogadores também é prioridade. Não tem dinheiro? Que se procure jogadores bons e baratos nos rincões do Brasil, jogadores que se nãop são brilhantes que funcionem bem em um esquema bem feito e que joguem com fome de bola.
    E tudo isso só para o Brasileirão, porque a Libertadores acabou para o Grêmio e mesmo que Grêmio vença o Ruralito, vamos combinar que esse campeonato não vale NADA, né?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: