Skip to content

Saída de Renato não é a solução

abril 30, 2011

Apesar dos erros, Renato está longe de ser o único culpado pelo atual momento do Grêmio - Foto:Ricardo Duarte / Agência RBS

A entrevista de Renato Portaluppi nesta sexta-feira evidenciou novamente que comissão técnica e Departamento de Futebol não falam a mesma língua. O técnico gremista,  que já havia demonstrado insatisfação com a dispensa de Carlos Alberto (a meu ver, correta), criticou a falta de reposições e praticamente jogou a toalha na Libertadores,  ao deixar entender que seria um “milagre” o Grêmio, nas atuais circunstâncias, vencer a competição sul-americana.

Vale citar que Renato também não está imune a críticas nesta temporada 2011.  Afinal, Carlos Alberto e Gilson foram suas indicações, que no final não deram certo. Aliás, critica-se bastante a postura do técnico gremista em proteger seus preferidos com relação aos garotos da base gremistas. O caso que exemplifica isso é a demora em aceitar Bruno Collaço como titular em detrimento de Gilson. Neuton também daria uma resposta melhor, mas não recebe chances no setor.

Assim como também se torna injustificável a não inscrição de Jonas Pessali na lista da Libertadores. Fato que ganhou força após a dispensa de Carlos Alberto, deixando o time com um meia a menos, mas um guri bom de bola fora da relação. Portanto, Renato vem errando muito em 2011 e o excelente trabalho feito na temporada 2010 não o credencia a cometer erros na atual.

Mesmo assim, não considero ideal a dispensa do técnico gremista, caso venha a ocorrer a eliminação na Copa Libertadores da América, por dois motivos. Primeiro que o mercado brasileiro está escasso de boas opções para casamata. Segundo, que se Renato sair, o mesmo deveria ocorrer ao vice-presidente de futebol, Antonio Vicente Martins e ao presidente Paulo Odone, que juntos vêm obtendo fracassos e mais fracassos.

Fato é que o Grêmio de 2011 é mais fraco tecnicamente do que o que encerrou o Brasileirão 2010, ainda sob comando do presidente Duda Kroeff e do diretor Alberto Guerra. O primeiro erro foi Ronaldinho, em que o clube afirmou que estava tudo acertado, mas esqueceu de negociar diretamente com Milan, confiando totalmente na palavra do Assis.

Jonas pode ser considerado o segundo erro, por ser deixado pela atual administração como segundo plano, ganhando ares de prioridade apenas após o encerramento da novela de Ronaldinho. Existem outros, como a falta de um bom zagueiro (Rodolfo não justificou a que veio, embora seja também indicação de Renato), falta de um meio-campista, pois a diretoria se conformou com Lúcio improvisado. Manter Carlos Alberto na lista da Libertadores e  dispensá-lo uma semana depois é mais uma amostra de o quanto a atual gestão está perdida.

Por essa razão, centralizar tudo em Renato é um erro, embora fazer o mesmo com a gestão de Odone, também. Porém, seria muito injusto o técnico gremista sair, caso ocorra a eventual eliminação na Libertadores e os dirigentes permanecerem. É preciso dividir as responsabilidades e ter, enfim, um trabalho em conjunto.

Em 2007, o Grêmio tinha um time muito mais limitado nas mãos de Mano Menezes, mas chegou à final da competição sul-americana, com a união de diretoria, comissão técnica e torcida.  Logo, será tão difícil haver trabalho em conjunto no Olímpico? Essa seria uma solução, ao invés de uma eventual troca de técnicos.

O presidente Paulo Odone deve deixar de ser omisso, parar com o discurso fracassado do “mito da imortalidade”, descentralizar todas as atenções a Renato e se preocupar também em dar material humano para o treinador. Afinal, se não der a Libertadores, vamos cobrar muito pelo Tricampeonato Brasileiro.

*

Off-Topic: No blog Tribuna Gremista, também me manifestei favoravelmente à titularidade de Borges no Grenal 385. Leiam e comentem.

6 Comentários leave one →
  1. Gremista de Coração permalink
    maio 1, 2011 12:06 am

    Ao meu ver Renato não devia de maneira nenhuma deixa o comando gremista, temos q trocar essa direção horrível. Analizando friamente as condições do Grêmio na LA é complicado mesmo, nao temos um elenco de qualidade para copar essa Libertadores, temos raça, vontade, fé, pode ser q isso dê certo, a esperança é a ultima q morre, mas sendo realista… Libertadores para nós (eu pelo menos acho) já acabou (mas ainda tenho a esperança de estar bem errado!)

  2. Daniel permalink
    maio 1, 2011 3:13 pm

    Costumo dizer que diretoria que demite técnico só demonstra a sua própria incompetência.

    Afinal, se ele não era bom o bastante, porque foi contratado (ou, nesse caso, mantido)? Saber que está na hora de mudar algo depois que o problema já se tornou plenamente visível não é nenhum talento extraordinário. Se a direção fosse atenta, teria se mexido logo que foram constatados os primeiros problemas na montagem do elenco e, consequentemente, do time. Gilson não seria escalado se tivessem contratado alguém realmente superior (podem falar nas opções do Collaço ou do Neuton, mas a verdade é que 90% dos treinadores tem ressalvas quanto a jogadores tão jovens, principalmente em uma competição como a Libertadores).

    Enfim, ainda confio no Renato. Mas a verdade é que ele não pode tirar leite de pedra a vida inteira. Fazer jogadores como Rafael Marques e Fábio Santos renderem o que renderam no ano passado foi ótimo, mas foi muito melhor vê-lo fazer o mesmo com o Douglas e o Rochemback, porque esses tinham muito mais potencial a ser explorado. Agora imagina se o Odone desse mais algumas peças desse nível pra ele em vez de perder um mês correndo atrás de um ex-atleta sem caráter (que não viria de qualquer forma já que o Milan disse não ter recebido um centavo do Flamengo).

    • Daniel permalink
      maio 1, 2011 3:35 pm

      Só para acrescentar, criticar as indicações do técnico não faz sentido se levarmos em conta que é a própria diretoria quem avalia e paga pelas contratações. O Renato trouxe jogadores em quem confiava e com quem tinha uma boa relação, mas teve que pensar também no custo (e ainda assim tirou dois jogadores da Europa). Em resumo, com muito mais limitações, fez o trabalho do Odone e do AVM melhor do que eles. Mais do que isso só se ele fosse amigo do Lionel Messi ou do Cristiano Ronaldo.

  3. giovani montagner permalink
    maio 1, 2011 9:01 pm

    gostaria muito que o renato fosse o nosso alex ferguson, 25 anos como treinador do manchester. tem tudo para isso, é gremista e tem uma baita personalidade. porém taticamente ele deixa muito a desejar ,essa é a minha critica. começamos o quinto mês do ano e o time continua uma bagunça, embora concorde que nossa direção em nada o ajudou, tem só atrapalhado.
    prefiro a sugestão de todos saírem, na impossibilidade disso, que tragam um técnico que entenda de tática, garanto que a equipe renderia mais.

    • Daniel permalink
      maio 2, 2011 6:21 pm

      O Renato não é inferior a nenhum técnico brasileiro atual em termos de tática (talvez só ao Felipão, mas são estilos diferentes, um mais ofensivo e outro mais defensivo). Ele arrumou a bagunça do Silas no ano passado, mas perdeu as principais peças daquele esquema: Os botes do Paulão, a criatividade do Gabriel (que não saiu do time, mas caiu muito de nível), a sintonia da dupla Fábio Santos-Lúcio, a movimentação do Jonas e a presença de aérea do André Lima. Desse jeito fica difícil organizar uma equipe. Enquanto times que já eram bons – como o Cruzeiro e o Santos – se reforçaram de um ano para o outro, nós só tivemos perdas.

  4. Vinícius permalink
    maio 2, 2011 9:10 pm

    Penso que até o Sir Alex Ferguson comete das suas lá em Manchester, haja vista as polêmicas com Beckham, Nistelrooy e outros tantos. Por isso acredito que o Renato, que não é inferior a nenhum outro treinador brasileiro na atualidade, pode e deve permanecer no comando do nosso clube, pois tem o gremismo no sangue como nós todos. Pensanso friamente, também acho dificílimo ganhar essa LA, talvez seja até melhor cairmos diante do UC do que dos Macacos nas quartas de final. De qualquer forma, ainda há um longo caminho em 2011, e tempo bastante para a diretoria repensar suas atitudes e reforçar o elenco do clube.
    COM O GRÊMIO ONDE O GRÊMIO ESTIVER.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: