Skip to content

Por um fim à mentalidade medíocre

abril 27, 2011

Foto: Ricardo Rimoli/Lancenet

Após perder para o Universidad Católica por 2×1 no primeiro jogo das oitavas-de-final da Libertadores da América, em pleno estádio Olímpico, um incidente me irritou ainda mais do que o fato do Grêmio repetir a série de erros que vem cometendo nesta temporada. Tudo que não precisava saber é o presidente Paulo Odone fazer uma nova menção da “Batalha dos Aflitos” como referência para virarmos o jogo em Santiago. Meu Deus, fico indignado com isso.

Como o mandatário de um clube Campeão Brasileiro, da América e do Mundo pode ser tão medíocre? Odone sempre vem com a mesma conversa fiada sobre “imortalidade”, “raça”, “superação”, mas nunca ouvimos sair da boca  dele “qualidade técnica” e “elenco”. Pior do que isso é ver que grande parte da torcida está anestesiada pela “imortalidade” e “Batalha dos Aflitos”.

Grêmio Campeão Brasileiro. Isso sim é referência.

Nas décadas de 1980 e 1990, não se falava de imortalidade e sim da qualidade do time. O Grêmio teve as suas grandes conquistas através de jogadores aguerridos, como também técnicos, experientes e inteligentes. Esse é o verdadeiro Grêmio Copero, o mais vitorioso e que nos fez gremistas. O Tricolor, assim como grande parte da torcida, perdeu essa exigência. Contenta-se com discurso de “garra”, “superação”, “imortalidade” e “Batalha dos Aflitos”, esquecendo que apenas isso é insuficiente para formar um time vencedor.

Afinal, a raça não foi o suficiente para nos dar o título da Libertadores em 2007, porque ficou escancarada a superioridade do Boca Juniors, que tinha também um time técnico e experiente, lembrando os melhores times do Grêmio. Em 2008, não conquistamos o Brasileirão, pois não tínhamos peças de reposição e seguimos com um time medíocre, cujo ataque era formado por Reinaldo, Soares, Marcel e Perea.

Grêmio Campeão do Mundo. Isso sim é referência.

Logo, por favor, larguem mão dessa mentalidade medíocre que vem assolando o Grêmio nos últimos anos. Não precisamos de discurso de “imortalidade”. Na verdade, precisamos de time, qualidade técnica, reposição no banco de reservas e experiência. Enfim, precisamos recuperar aquele Grêmio vencedor, perdido desde 2001. Afinal, estamos há 10 anos sem um título de expressão. Isso é bom?

Odone precisa ser alertado sobre isso, pois seu discurso está beirando ao ridículo. Não precisamos de um presidente populista, precisamos de um presidente presente e que lute para solucionar todos os problemas do clube. Por mais que a “Batalha dos Aflitos” seja um dos episódios mais emocionantes da história gremista, o nosso atual presidente transforma esse incidente num verdadeiro câncer e na maior conquista gremista, o que nem de perto é verdade.

Grêmio Bicampeão da América. Isso sim é referência.

O nosso atual presidente chega a esquecer que a sua maior conquista como mandatário gremista foi a Copa do Brasil em 1989 e não o Campeonato Brasileiro da Série B em 2005. Aliás, essa lacuna vai escancarando a mediocridade desse discurso. Enquanto Hélio Dourado conquistou o primeiro Campeonato Brasileiro e Fábio Koff levou o nosso Tricolor à América e ao Mundo, Odone se contenta com “Batalha dos Aflitos”.

Chega de pensamento mágico, pois não estamos ganhando nada com isso. Se não mudarmos esse pensamento medíocre, jamais voltaremos a ser aquele time Campeão do Mundo e Campeão da América. Caso Odone não tenha capacidade de fazer isso, então é melhor que saia da presidência.

22 Comentários leave one →
  1. Diego permalink
    abril 27, 2011 12:52 pm

    Cheguei chorar de raiva com a atuação do juiz, mas ainda mais puto com o time do gremio, de uma forma geral, onde é recheado de jogadores “imortais da boca pra fora” e com pouca vergonha na cara…. É isso ae, estamos indo, novamente, rumo a mais um gauchao! abraço a todos….

  2. Daniel H. Eberhardt permalink
    abril 27, 2011 3:28 pm

    Fecho 100% com este teu comentário. Essa história de elevar a famigerada batalha dos aflitos a uma categoria de feito épico da nossa história me irrita desde aquela época. Aquele foi um episódio cuja reação a ele deveria ter sido de apenas e tão somente alívio ao término do ocorrido e ter servido de base para algo pelo que não deveríamos voltar a passar jamais.
    Para voltarmos a ganhar campeonatos importantes, sinto dizer isso, mas vamos ter que nos portar como o “co-irmão” fez quando estava inferiorizado. Precisaremos ter calma, pés-no-chão e pensarmos a médio e longo prazo montando equipes que possam nos trazer titulos e criar um sistema onde possamos revelar bons jogadores para mesclar com contratações de jogadores que possam dar resposta positiva.
    Sei que o que estou escrevendo é genérico mas essa já presumível eliminação espero que sirva de lição. Eu esperava que o fato deles terem empatado em quantidade de Libertadores conosco o ano passado já tivesse feito soar o alarme, mas não foi o caso.
    Dá-lhe Gremio (nas boas e nas ruins) !

  3. Maria permalink
    abril 27, 2011 4:18 pm

    Ótimo comentário Bruno.
    Já começo a temer pelo que pode acontecer no campeonato brasileiro. O Grêmio precisava e continua precisando de contratações, a direção é péssima e o Renato faz o que pode.

  4. Josiane permalink
    abril 27, 2011 5:01 pm

    Concordo com o comentário, acho que a Batalha dos Aflitos serve como feito heróico, mas eu quero lembrar da conquista do mundial, do Renato fazendo gol, André catimba caindo de barriga ao comemorar, sair no intervalo perdendo de um a zero, mas tendo a certeza que o time ia virar no segundo tempo, como acontecia com o time do Jardel, Paulo Nunes, Arce. Dinho dando carrinho. Este é o problema de ter um politico como presidente, ele quer vitrine, quer voto.

    • Josiane permalink
      abril 27, 2011 5:08 pm

      Acho que não era o catimba que caiu de barriga, me corrijam por favor!!

      • Luiz permalink
        abril 27, 2011 5:42 pm

        foi ele sim.

      • heraldo permalink
        abril 29, 2011 4:55 pm

        era o catimba ,mais foi no campeonato de 1977. um a zero na macacada.

  5. Régis Woetchumas permalink
    abril 27, 2011 5:22 pm

    Melhor postagem sobre mais esse flagelo que estamos sofrendo. São 10 anos ou mais de fracassos com exporádicos bons momentos. O Grêmio de hoje é o rival dos anos 90, um fracasso total que vive de secação…Tá dificil! Ninguém aguenta mais. Fora Odone, fora conselho submisso, fora politicagem, fora grupos de m. politicos, fora, fora, fora!

  6. Nilton Oliveira permalink
    abril 27, 2011 8:35 pm

    Infelizmente sou obrigado a concordar também 100% com o texto.
    A diretoria empurra o torcedor para uma ilusão, um sonho, um devaneio, que é a tal a “imortalidade” nos salvará sempre.

    Outra coisa, já passou da hora do Renato. Deu. Tchau!
    Muito obrigado pela arrancada do ano passado, mas o Grêmio precisa de mais.

    do resto eu nem vou falar, já to puto da minha cara.

    • heraldo permalink
      abril 29, 2011 5:16 pm

      de o nome do substituto, senão é sacanagem.

  7. abril 27, 2011 10:29 pm

    Muito bem falado. abs M

  8. Gremista de Coração permalink
    abril 27, 2011 11:51 pm

    É… penso o mesmo, para mim ja chega de Odone, o melhor presidente q ja tivemos foi Fábio Koff, Grêmio Campeão da América… do Mundo, um baita time, e hj ganhamos mal e mal um gauchao… nos classificamos pra libertadores e saimos logo logo e entao eguimos levando o ano empurrando com a barriga. Este time nao tem chances de ser tri-campeão, só mesmo um milagre para isso ocorrer. Temos referencias, tivemos equipes brilhantes, isso precisa voltar! mas temos dinhero para contratações q fassam a total diferença??? complica mesmo nos irmos longe…

  9. giovani montagner permalink
    abril 28, 2011 12:17 am

    estas correto, o que ficou do episódio aflitos foi a certeza de mais um ano na segunda divisão fazendo um papel ridículo, para o alívio do retorno a primeira divisão.
    é um dos motivos pelo qual acredito que somente após a saída do odone as coisas podem melhorar. enquanto isso torcerei, sem muitas expectativas.

  10. Lopes permalink
    abril 28, 2011 12:19 pm

    Bruno, fecho com você. Muito bom ler um comentário seu novamente. Acredite, boa parte da torcida tricolor concorda contigo e não vai mais nesse papo de imortalidade. Como se isso fosse algo tipo, um superpoder, o heroico Grêmio. Sabemos que muitos vão dizer que quem faz esse tipo de comentário é do contra e pessimista, prefiro pensar que sou realista e não sou fanático a ponto de não enxergar a realidade. Como um internauta escreveu, também me injuriei com o arbitro, mas também, e principalmente, com a falta de qualidade do meu time. Vou torcer sempre contra, mas acho, infelizmente, que nosso vizinho vai mais longe que nós na LA. Faltou também ao Tricolor, dois ou três castelhanos que pusessem o dedo na cara do juiz e metessem o pé como eles fizeram conosco. Coisa que não falta no time do aterro. Além do que no Uruguai, por exemplo, jogares com qualidade recebem 10% dos valores pagos no Grêmio ou menos ainda. Mas nosso técnico não gosta de estrangeiros, não é mesmo. Fico com pena do Rochemback e mais 1 ou 2 em campo, pela falta de qualidade do restante. Enfim, vou continuar acreditando, mas está difícil, bem difícil!!! Ah, temos ainda a IMORTALIDADE, quem sabe não dá!!!! Rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs é preciso manter o bom humor!!!rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs

  11. heraldo permalink
    abril 29, 2011 4:52 pm

    O feito histórico da batalha dos aflitos, não mascarará a ridicula partida do GREMIO em casa contra a portuguesa, se tivessemos ganho em casa poderiamos ter perdido de 1 milhão a zero que tinhamos subido.Não mascara tambem a teimosia de mano meneses, que escondeu anderson na sala do presidente.A batalha dos aflitos tem que nos lembrar que o GREMIO sempre pode mais, mas o que mais ela deve nos lembrar que jamais poderemos ser um time mediocre da 2ª divisão.

  12. Filipe Almeida Hackford permalink
    abril 30, 2011 11:26 am

    Na verdade eu lembro do termo “imortaliadde” ainda nos 90’s, mas era algo falado em poucas ocasiões e em referência ao hino. De 2003 pra cá é que foi banalizado o uso disso.
    Pra falar a verdade até gosto dessa “mistica”, mas ela nunca foi e nunca será suficiente pra ganhar algo. Coisa que o Odone já deveria ter aprendido em 2007 e 2008 e o que tudo indica ele só tinha interesse em ser “imortalizado” como presidente da Arena…

    Eu me sinto enganado por ele, o desgosto e a decepção são tão grandes que acho que devo desculpas ao Duda, sim aquele que tanto malhei, aqui mesmo o critiquei. Eu não entendo a lógica de uma direção que não monta um time competitivo pra ganhar uma Libertadores,
    que exigiu um baita esforço pra conseguir classificação. Não entendo o que se passa na cabeça dessa direção, ainda mais quando o Grêmio mostra ser o time brasileiro mais fraco nessa competição e a direção se contenta com um time que mostra sérias necessidades.

    E sobre os eventos dos aflitos, aquilo alí foi um mico grande que o Odone transformou em mico maior ainda fazendo dvd pra torcida passar vergonha. Aquilo pra mim deveria ser esquecido e não “imortalizado”. Uma coisa é um Paulo Sant’ Ana de porre glorificar uma vitória e exagerar nas palavras, outra coisa é um presidente usar um mico como “ideologia de vida”. O Odone fez o Grêmio se apequenar na década passada e parece que quer mais nessa outra.

  13. V ITOR ALENCASTRO permalink
    maio 1, 2011 9:42 pm

    TÁ NA HORA DE ELEIÇÕES DIRETAS PARA PRESIDENTE DO NOSSO GRÊMIO, CHEGA DESTES POLITICOS, QUE SÓ USUFRUEM DA INSTITUIÇÃO GREMISTA, TA NA HORA DE A TORCIDA MANDAR NO GRÊMIO, CHEGA DE PASSAR VERGONHA, POR NÃO TER UM ELENCO DIGNO DE VESTIR A CAMISA TRICOLOR.
    BALNEARIO CAMBORIÚ-SC

  14. Silvio Moraes permalink
    setembro 22, 2011 11:44 pm

    Eu não aguento mais tanta ruindade!!! chega de desgosto!!!Caiam na real gremistas, vamos deixar de sofrer!!! Torcemos para um dos piores times do Brasil na atualidade, e além da ruindade ainda somos passivos, não temos mais personalidade, não nos impusemos nem dentro do Olimpico. Enfim, não assustamos mais ninguém.TIME HORRÍVEL, MEDÍOCRE!!! Enquanto ficarmos nos enganando que esse amontando de cabeça de bagre é time, não ganharemos mais de ninguém!!!Quer jogar seu dinheiro fora?,Vá ao Olimpico!!!A grande obra do sr. Odone!!! Transformou o mais temido time brasileiro num timinho de freiras!!! Chega, para mim deu.Sou apenas socio-torcedor , mas cada vez que vou a Porto Alegre vou ao Olimpico na gremiomania comprar camiseta etc…, e vou com frequência.Colaboro. Mas agora CHEGA!!!!!!

  15. Silvio Moraes permalink
    setembro 22, 2011 11:58 pm

    Leio nas NOTÍCIAS GLOBO ESPORTE aqui ao lado que o Grêmio tentaria recuperar a agressividade contra o Botafogo. Reconheçamos gremistas, houve agressividade. Aliás, nunca vi um time agredir tanto seu torcedor, nunca vi um amontoado de cabeças de bagre agredir tanto quem paga ingresso e banca os salários desses indignos. Ta louco, e pensar que éramos o time mais temido do Brasil, todo mundo tinha medo de jogar aqui, agora nossa casa é salão de baile de qualquer time medianamente arrumado. Que tempo é esse? Eu pensei que já tinha visto tudo com Guerreiro e cia, mas com Odone vai longe também!!!Que tristeza!!!

Trackbacks

  1. Abaixo a Batalha dos Aflitos! « Cão Uivador
  2. Abaixo a Batalha dos Aflitos! | Cão Uivador
  3. Provavelmente não passaremos | Cão Uivador

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: