Skip to content

Gauchão’11: A uma vitória das duas taças

abril 23, 2011

O Grêmio está a uma vitória de levar duas taças para o memorial Hermínio Bittencourt. No próximo fim de semana, o time de Renato Portaluppi pode levar tanto a Taça Farroupilha como a taça definitiva de Campeão Gaúcho de 2011, diante do Inter ou do Juventude. Essa condição surgiu após vitória sobre o Cruzeiro por 3×2, no estádio Passos D’Areia. O jogo foi marcado pela superioridade gremista no meio-campo e nas laterais, mas também pelas mesmas falhas no setor defensivo.

Antes da partida, Renato surpreendeu a todos com a escalação de William Magrão no meio e Lúcio de volta para a lateral-esquerda. Muitos estranharam a formação com três volantes, mas a iniciativa do técnico gremista foi muito bem vinda. O Grêmio precisava de alguma mudança, após realizar duas partidas muito ruins contra o Oriente Petrolero e Ypiranga. Com essas alterações, o meio-campo passou a ter maior estabilidade defensiva e também deu maior liberdade aos dois laterais subirem para o ataque, principalmente Gabriel, que voltou a se destacar após uma sequência de partidas apagadas.

Foto: Ricardo Duarte/Agência RBS

Apesar disso, dois fatores complicaram a partida para o Grêmio. O primeiro deles foi o próprio Cruzeiro, que mais uma vez justificou a razão de ser a sensação do Campeonato Gaúcho. Embora o time do Renato marcasse bem, a equipe cruzeirista não se intimidou, mostrando bom toque de bola para conseguir espaços e contragolpes rápidos. O segundo fator foi o maior deles: os problemas de nossa zaga, principalmente no que se refere à bola aérea. Novamente o Tricolor cometeu os mesmos erros de sempre neste ano de 2011.

Não adianta nada se o meio-campo estiver organizado, o time ter jogadas pelas laterais e Leandro desequilibrar na frente, se a zaga insistir em levar gols bobos em bolas alçadas na grande área. Renato, que conseguiu arrumar o meio-campo e deu uma luz no fim do túnel, precisa ajeitar o sistema defensivo de uma vez por todas, pois estamos numa fase da Libertadores em que falhas desse tipo são carimbo para eliminação.

Foto: Edu Andrade/Gazeta Press

As seguidas falhas na zaga em bolas aéreas dificultaram a partida para o Grêmio e deram sobrevida ao Cruzeiro. Ou seja, era para ser uma partida controlada pela equipe de Renato, que ganhou ares de drama por conta do próprio Tricolor. No primeiro lance, Rafael Marques permitiu que o Claudinho subisse mais alto. No segundo gol do Cruzeiro, marcado por Léo Maringá, houve falha coletiva, principalmente no que refere a posicionamento dos defensores.

Por outro lado, William Magrão foi uma grata surpresa, não apenas pelo gol. Ao contrário dos críticos que diziam ser absurdo usar três volantes, o jogador sabe sair ao jogo e se destaca muito mais por essa característica do que propriamente na marcação. Mesmo assim, ele já ajudou Adilson e Rochemback a marcarem a saída de bola do Cruzeiro (diga-se, baita partida do Alemão), assim como deu liberdade para Lúcio e Gabriel subirem ao ataque. Ou seja, era outro Grêmio em campo, mais encorpado.

Foto: Ricardo Duarte/Agência RBS

Sobre Leandro, o guri não me cansa de mostrar que é um jogador promissor. No gol, após receber passe de Borges, ele teve a calma de dar o drible e depois finalizar. Não é a primeira vez que esse jovem mostrou possuir em campo. Quanto ao próprio Borges, ainda está muito aquém do que se espera dele. Tudo bem, ele fez a assistência no primeiro gol e também sofreu um pênalti claro ignorado pelo senhor Vinicius Costa. No entanto, ainda está muito abaixo de um camisa 9 que o Grêmio precisa para ganhar a Libertadores.

Lúcio, que lesionado não enfrentará o Universidad (junto com Victor), deve permanecer na lateral-esquerda, pelo menos por enquanto. Renato deve repetir essa formação para o jogo de terça, apenas colocando Neuton e Marcelo Grohe no time titular. Também vale registro que gostei do Carlos Alberto, que mostrou boa movimentação, apenas lhe faltando um pouco mais de objetividade. Para finalizar, o gol da classificação não redime a falha de Rafael Marques no primeiro gol do Cruzeiro. De resto, que venham os chilenos.


Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. Gremista de Coração permalink
    abril 24, 2011 1:22 am

    E q jogo… era só nos fazer e eles empatavam. Até q Rafa Marques fez o gol da classificação. Gostei de ver o Grêmio fazendo 3 gols, o pior da noite mesmo foi perder o São Victor e o Lúcio tb é? baah agora fica complicado mesmo mas… q venham U. Católica GREMIO É IMORTAL! vamos com fé

  2. Alfredo permalink
    abril 24, 2011 4:08 am

    Faltam quatro adversários até o Mundial de Clubes…

  3. roque permalink
    abril 25, 2011 4:27 pm

    Pergunta para uma enquete: O que assusta mais o torcedor gremista, a zaga do time ou o presidente falastrão?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: