Skip to content

Gauchão’11: classificação num empate preocupante

abril 11, 2011

Com um futebol complicado de se acompanhar, o Grêmio apenas empatou com o Santa Cruz, neste domingo (10), no Estádio dos Plátanos, em Santa Cruz do Sul.

O lateral-esquerdo Gílson. Não entendi porque Renato o escalou. Tudo bem que o momento era propício, afinal o jogo era longe do Olímpico, palco das mais recentes e merecidas vaias destinadas ao jogador. Mas Renato não precisa escalar Gílson apenas para agradá-lo. Ainda que o Grêmio já estivesse classificado e o primeiro lugar fosse, digamos, indiferente, não fazia sentido levar a campo um time fraco para enfrentar o Santa Cruz. Bruno Collaço poderia muito bem ter saído jogando, até para que pudesse continuar ganhando ritmo.

Na defesa, Mário Fernandes teve boa atuação, novamente aventurando-se em jogadas de ataque. Mas ainda falta ao jovem mais confiança, principalmente na bola aérea.

Leandro (à direita) teve atuação discreta. Foto: Fernando Gomes / ClicRBS

Leandro (à direita) teve atuação discreta. Foto: Fernando Gomes / ClicRBS

O meio-campo não teve uma atuação muito satisfatória, mas o resultado não passou diretamente pelo setor. Pessalli e Lúcio movimentaram-se muito bem. Adílson desarmou bem e Willian Magrão foi o melhor em campo. Conduziu a bola, cadenciou a saída de bola como se fora um meia e jogou de forma bastante ofensiva, aparecendo por diversas vezes na frente. É inegável que, em outros tempos, o jogador era um reserva absoluto, mas com o passar do tempo o volante vem aprimorando sua condição física, impondo seu ritmo de jogo e ganhando espaço no elenco.

Mas se houve um setor que pode receber a “culpa” pelo resultado insatisfatório de hoje, este setor é o ataque. Leandro foi inoperante. Não se pode esperar que o guri brilhe em todo jogo, bem pelo contrário. É preciso ter calma e consciência de que haverão jogos em que ele não vai render tudo aquilo que esperamos, ora pela sequência exaustiva de jogos, ora pela marcação pesada em cima de alguém que tem apenas 17 anos.

O fator negativo da partida foi a péssima pontaria de Borges que, mais uma vez, parecia não estar afiada. O centroavante perdeu gols incríveis durante todo o jogo. Não vive sua melhor fase aqui. Arrisco: se André Lima estivesse em condições, estaria na vaga de Borges. Seria o mínimo que Renato poderia fazer.

Para a partida de quinta-feira (14), diante do Oriente Petrolero, Renato já antecipou que não contará com Carlos Alberto. O jogador segue no Rio de Janeiro tratando de problemas particulares. Com isso, Escudero deverá voltar a receber oportunidade, já que hoje ficou de fora dos minutos iniciais do jogo, entrando na metade do segundo tempo. E muito bem, diga-se de passagem.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: