Skip to content

Gauchão’11: vitória em meio ao barro

fevereiro 10, 2011

Foi um jogo típico de Gauchão. Gramado em condições precárias, muita marcação, muitas faltas e resultado sofrido. Em uma noite em que o futebol ficou em segundo plano diante das excessivas jogadas ríspidas e do gramado que mais lembrava um chiqueiro, o Grêmio bateu o São Luiz por 1×0.

E a vantagem foi adquirida logo cedo. O árbitro mal apitara o início de jogo e o Grêmio já apresentava as credenciais de favorito, mesmo com equipe praticamente reserva. Com a volta de Borges, retornando de lesão, Diego Clementino movimentava-se e, junto com os companheiros vindos de trás, tentava servir o companheiro. Era em vão. Durante todo o jogo, raras foram as chances que Borges teve de marcar.

Quem não desperdiçou a oportunidade foi Maylson. Em ótima jogada de Mário Fernandes, o meia subiu mais alto que a defesa adversária e cabeceou, exigindo ótima defesa do goleiro Vanderlei. Mas o arqueiro não contava que, ao soltar a bola, esta cairia justamente nos pés de Maylson, que empurrou para as redes e abriu o placar no Estádio 19 de Outubro, em Ijuí.

O Grêmio seguiu com superioridade. Entre uma e outra resposta modesta do time da casa, o time do técnico Renato Portaluppi respondia de forma igualmente discreta. Somente aos 31 minutos o Grêmio conseguiu assustar novamente o São Luiz. Roberson recebeu ótimo cruzamento de Maylson e, de frente para o gol, isolou.

O que já era ruim, no segundo tempo ficou ainda pior. O gramado foi perdendo o pouco de verde que tinha e passou a assemelhar-se com aqueles campos varzeanos tomados pelo barro. Os jogadores, com carrinhos e divididas, contribuíam para aumentar a precariedade do gramado e, consequentemente, do futebol. O São Luiz, no entanto, parecia mais disposto a reverter o quadro da partida. Logo no começo assustou Marcelo Grohe num chute de Fernando.

Do lado do Grêmio, Maylson seguia sendo o jogador que mais arriscava a gol, em cobranças de falta e em chutes de média distância. Por cansaço ou pelo aproveitamento não muito satisfatório nos chutes, o meia foi o primeiro a deixar a partida, dando lugar a Vinícius Pacheco. Aos 16 minutos, numa bobeira geral do setor defensivo, Rafael Marques bateu cabeça com Grohe e a bola quase sobrou para o São Luiz empatar, não fosse o corte providencial de Bruno Collaço. Em seguida, a segunda troca: Roberson dá lugar ao jovem Mithyuê.

A sequência de faltas do São Luiz ocasionou a expulsão de Bronzatti, aos 35 minutos, após falta dura em Borges. Este, aliás, pouco foi acionado em todo jogo. Com a saída de Diego Clementino, ganhou a companhia de Wesley no ataque. Praticamente nada mudou.

O centroavante ainda teve sua última chance de gol, talvez a única em toda partida. Recebendo ótimo passe, tirou do goleiro e, já sem ângulo, concluiu. Só não contava com a chegada do zagueiro Glauber, quase em cima da linha, para evitar o gol.

Com o resultado administrado, o Grêmio apenas esperou o apito final do árbitro. A vitória garantiu ao Grêmio a condição de melhor campanha no primeiro turno do Gauchão 2011. No domingo, é a vez do Novo Hamburgo, no Estádio Olímpico, a partir das 17h. Será a última rodada antes do mata-mata. E o último teste antes da estreia na segunda fase da Copa Libertadores 2011.

_____________________________________________________________________

O blog Grêmio 1903 tem novo perfil no Twitter. Siga o @BloGremio1903 e fique por dentro das atualizações de conteúdo do blog. Contamos contigo como nosso seguidor.

6 Comentários leave one →
  1. luis Boeira permalink
    fevereiro 10, 2011 9:24 am

    Gostei do formato da ficha tecnica

  2. fevereiro 10, 2011 9:29 am

    Jogo muito fraco tecnicamente. Valeu apenas pela vitória e pela volta de Borges.

  3. Fernando Larrondo permalink
    fevereiro 10, 2011 10:19 am

    Gostei muito da atuação do Maylson!!! Com ele, o lado direito do time funcionou, coisa que o Roberson não repetiu pelo lado esquerdo.

  4. Mariele permalink
    fevereiro 10, 2011 10:45 am

    O Maylson lembrou as suas boas atuações do ano passado. Jogando muito bem pelo lado direito e fazendo gols.

  5. Sancho permalink
    fevereiro 10, 2011 10:46 am

    A chuva atrapalhou; o gramado estava muito embarrado. Mesmo assim, o time ganhou sem complicações.

    Gostei da movimentação do Clementino e da vontade do Borges.

    O time reserva do Grêmio está bem.

Trackbacks

  1. Resultados do Gauchão 2011 « Grêmio 1903

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: