Skip to content

Gauchão’11: pela invencibilidade e liderança

fevereiro 9, 2011

É em Ijuí que o Grêmio tentará manter a invencibilidade que perdura desde 28 de outubro do ano passado, quando o Grêmio foi batido pelo Fluminense por 2×0. Mais do que os três pontos, o técnico Renato Portaluppi espera que o grupo, um misto de vários reservas e alguns titulares, conquiste o entrosamento que será fundamental para as semanas seguintes. Com o grupo principal envolvido diretamente na Libertadores 2011, o “time B” do Grêmio receberá, esporadicamente, alguns reforços do elenco principal para disputar o Gauchão 2011.

Ainda que o elenco principal esteja treinando em Porto Alegre, os outros jogadores farão questão de defender o primeiro lugar na Taça Piratini, o primeiro turno do campeonato. Vencendo o São Luiz, hoje à noite, a partir das 22h, em partida adiada da 6ª rodada, o Grêmio não poderá mais ser alcançado por nenhum concorrente, garantindo a condição de líder e conquistando o direito de jogar todas as decisões da fase mata-mata no Olímpico.

E a Taça Piratini é, ao menos por enquanto, o próximo objetivo gremista. Isso porque o tricolor espera o título do primeiro turno da competição para que possa, na Taça Farroupilha (segundo turno), dedicar-se mais a Libertadores.

Mas o confronto de Ijuí servirá também para ver o centroavante Borges que, depois de não jogar praticamente todo o segundo semestre do ano passado em decorrência de uma fratura, iniciará novamente uma partida como titular. Na semana passada, Borges atuou por alguns minutos na vitória do Grêmio por 2×1 diante do Caxias. Ao lado dele, deverá jogar Diego Clementino.

Já a zaga deve ter de volta a dupla que, até a semana passada, reinava absoluta no time titular. Paulão e Rafael Marques, titulares hoje, deverão, em breve, disputar com Vilson uma vaga ao lado de Rodolfo. Já no meio, Portaluppi colocorá Vinícius Pacheco, herói da vitória gremista sobre o Liverpool no Olímpico, ao lado de Mithyuê.

O time que enfrenta o São Luiz deverá ter Marcelo Grohe; Mário Fernandes, Paulão, Rafael Marques e Bruno Collaço; Adilson, Matheus Magro, Vinícius Pacheco e Mithyuê; Diego Clementino e Borges.

Mas nada é garantido. Como hábito, Renato costuma divulgar a escalação oficial apenas 45 minutos antes do jogo, como manda o Estatuto do Torcedor.

A única certeza é que o treinador, acordado com a direção, estará na casamata comandando o Grêmio para seguir invicto.

______________________________________________________________

O blog Grêmio 1903 tem novo perfil no Twitter. Siga o @BloGremio1903 e fique por dentro das atualizações de conteúdo do blog. Contamos contigo como nosso seguidor.

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. heraldo permalink
    fevereiro 9, 2011 5:12 pm

    o ruralito, não é de nenhuma importancia, certo, mas, para quem esta disputando uma Libertadores ou uma copa do Brasil, o 1° turno se torna muito importante , em 2 aspectos, 1°para quem preferir, serve como laboratório e para ajeitar o time, e 2°, ganhando-o, o foco no 2° turno podera ser 100% em alguma competição maior, e mesmo que aja pedras no caminho, poderá o 2° turno ser usado para não se ter , disputas pelo titulo do ruralito e tambem servindo para consolidar ainda mais ,o time para a disputa do brasileirão.

    • Daniel permalink
      fevereiro 9, 2011 8:45 pm

      O que estraga o Gauchão é a quantidade absurda de jogos em pouco tempo. São 8 na primeira taça, 7 na segunda, três em cada mata-mata e dois na decisão final (que pode nem acontecer se algum time ganhar os dois turnos, ocupando um espaço de tempo desnecessário). Ou seja, 23 rodadas em um campeonato com 16 clubes. Além disso, acaba sendo desorganizado porque várias partidas só são definidas depois que se conhecem os times classificados, tendo que marcar tudo em cima da hora.

      Fiz as contas aqui com o calendário e, se o sistema fosse o mesmo do Paulistão, seria possível começar o campeonato na segunda semana de fevereiro (mais de um mês de pré-temporada) e acabar no mesmo dia que termina atualmente, com uma grande final certa e não apenas provável. Com o modelo atual, Grêmio e inter não têm tempo suficiente pra se preparar e não conseguem conciliar o ruralito com as disputas mais importantes, sendo obrigados a usar time reserva e tirar o (pouco) prestígio do título.

  2. Rodrigo permalink
    fevereiro 9, 2011 8:22 pm

    Meu comentário não trata do mesmo assunto do post.
    Gostaria de utilizar o espaço para falar sobre a campanha de marketing que está sendo feita em torno da nova camisa do Grêmio, quem poder dar uma conferida no hosite http://www.camisadogremio.com.br, vale a pena olhar.
    Fiquei desconfiado quando a Topper foi anunciada como nova forncedora, mas parece que o trabalho está sendo bem feito e a Topper está considerando o Grêmio como seu maior e melhor “produto”, acho que será uma perceria de sucesso.

    Quanto ao ruralito eu sou gremista e não gosto de perder nem campeonato de futebol de botão!
    O que está sendo feito é o que deveria estar sendo feito, time reserva e pratas da casa para que possamos separar logo o joio e o trigo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: