Skip to content

Vicente Martins por um fio

janeiro 24, 2011

 

Foto: Gremio.net

Há um pouco mais de um mês no comando do Departamento de Futebol, a situação de Antonio Vicente Martins é mais trágica do que o pior dos pessimistas poderia imaginar. O vice-presidente gremista está sim a um fio de cair na direção, após a novela Ronaldinho, o susto de um possível mico envolvendo Vinicius Pacheco e mais esse golpe da saída de Jonas, além da demora para contratar, deixando o diretor em situação delicada no Olímpico.

Talvez haja azar também, mas os erros são claros. No caso Ronaldinho, Vicente Martins, junto com Paulo Odone, cometeu o grande pecado de eleger Assis como intermediário do Grêmio na negociação do Milan, sequer enviando um representante do clube ou ele mesmo acompanhar a negociação diretamente com o clube italiano. Esse distanciamento fez com que o Grêmio levasse a rasteira de jogador e seu irmão.

Logo depois, a sensação que tenho é que o caso do Vinicius Pacheco quase derrubou Vicente do comando do futebol gremista. Se não houvesse um consenso com o Flamengo, precisaríamos procurar um novo diretor de futebol. Somado a isso, segue a demora por contratações. A torcida está impaciente e o clube agoniza no mercado de jogadores, sem dinheiro algum no caixa e parcerias para facilitar esse processo.

A saída de Jonas no Olímpico agravou ainda mais a situação já bastante desgastada de Vicente Martins. Ele errou sim, junto com todo Departamento de Futebol e com o presidente Paulo Odone na demora para renovar o contrato com o jogador. O que agrava o contexto não é a perda do ex-camisa 7 em si, pois, embora fosse artilheiro, sempre achei que Jonas devia na hora H. Mas o fato do clube estar sem dinheiro e ainda precisando achar um substituto de nome, deixam o Grêmio num quadro delicado.

Naturalmente que Vicente Martins não é o único culpado por todo esse momento crítico que o Tricolor vive. Afinal, estamos falando de um clube, formado por diversas pessoas que trabalham em prol do Grêmio. Mas Duda Kroeff, ainda no exercício da presidência, respondia aos torcedores que pediam a sua cabeça junto com a de Luiz Onofre Meira: “presidente não cai”. De fato, caiu apenas o diretor. Sendo assim, Odone seguirá no seu mandato de dois anos, mas Vicente corre sério risco, ainda mais rapidamente que seu antecessor.

 

Anúncios
15 Comentários leave one →
  1. gustavo permalink
    janeiro 24, 2011 10:55 pm

    Me desculpe as palavras,mas que merda o Mithyue não estar na relação da Pre-Libertadores, não entendo se o culpado é ele mesmo ou se os tecnicos simplemente ignoram o guri.

    É UM ABSURDO ELE NÃO ESTAR NA LISTA!!!!

    Quem é wesley????????????

    ACORDA RENATO

    Se não tivesse o Andre Lima ou Borges até poderia se pensar no Abreu,mas pode tambem chegar e arrebentar…13…

  2. Daniel permalink
    janeiro 24, 2011 11:21 pm

    Se o Rodolfo ainda vier e não perdermos mais ninguém por falhas na renovação, o Vicente deve se segurar mais um pouco no cargo, mas tudo depende da classificação na Libertadores. Ou seja, é bom que ele pare um pouco com essa (aparente) implicância com o Renato, porque é nas mãos dele que está o seu futuro. Ainda acredito no Tri, mas é hora de falar menos e agir mais.

    • janeiro 24, 2011 11:33 pm

      A relação entre Vicente e Renato é boa. Existem divergências, mas não atritos.

  3. Vanessa permalink
    janeiro 24, 2011 11:26 pm

    Mais um erro eu sinceramente acho q ele sai. Evidente q ele não é o único culpada mas como a corda sempre arrebenta do lado mais fraco!!!!

  4. Otaciano Costa Arantes Filho permalink
    janeiro 24, 2011 11:57 pm

    Acredito que, infelizmente, temos, por mais um exercício, pessoas absolutamente amadoras e sem preparo para o trato do futebol.

    A saída do Jonas, fiquei sabendo, foi muito em função da demora da direção do Gremio de resolver a palhaçada com o Ronaldinho Carioca, perdendo tempo de renovar com nosso artilheiro…

    Ou seja, as coisas estão tão ruins pro lado do Gremio, estas pessoas que comandam o Gremio não tem condições de estar onde estão e que Deus ajude o Renato, que este, sim tem estrela e vai nos levar longe!

    E vai uma sugestão: Veron!!!

    • Eduardo permalink
      janeiro 25, 2011 12:53 am

      Otaciano,
      dizem as linguas platinas que o GRÊMIO TENTOU trazer o Verón, mas diferente dos brasileiros que querem “encerrar” a carreira no clube, ele disse que não sai do Estudiantes por nenhum dinheiro do mundo.

  5. jonasbsilveira permalink
    janeiro 25, 2011 1:33 am

    Nunca gostei desse dirigente… ISL feelings… AVM foi um dos responsáveis pelo nosso AVM(Acidente Vascular Monetário)…

    Tomara que não tenha a imortalidade do Meira, que se agarrou no cargo de tal maneira que não havia quem tirasse.

  6. Filipe Hackford permalink
    janeiro 25, 2011 4:54 am

    Eu nunca gostei da idéia desse cara como vice-presidente, o passado dele não é dos melhores e pra completar tem uma cara de idiota, pelo visto não só a cara…

    Acho que seria uma boa esse cara cair fora e agora antes de colecionar uma avsta série de micos junto ao Grêmio.

  7. Paulo permalink
    janeiro 25, 2011 10:12 am

    Buenas
    Bom, concordo com você com relação ao Martins, mas a responsabilidade também é do Odone.
    Uma alteração neste momento acredito que seria prejudicial. Agora, após o Grêmio passar pelo Liverpol o Odone poderia pensar melhor e fazer essa alteração.
    E mais, por mim eles que que controlar o ego, pois isso tá prejudicando o Grêmio.
    como o franco escreveu aqui http://grem.io/5ki
    ‘simbora, Dale Grêmio!

  8. Sancho permalink
    janeiro 25, 2011 10:32 am

    O erro no caso Ronaldinho foi TER ABERTO A BOCA. Nenhum outro. Se o Grêmio tivesse que negociar com o Milan, não contrataria o Ronaldo. É simples assim. Como o Ronaldo não veio, ficou o MICO.

    O tal zagueiro russo (me esqueci o nome) vazou a negociação. A direção deveria ter negado o interesse, entrado em contato com o jogador, e solicitado que ele ficasse quieto até o final das negociações. Mas parece que não aprenderam com o episódio Ronaldo e ficaram só de BOCA ABERTA com o MICO na mão, de novo.

    O episódio Vinícius Pacheco foi RIDÍCULO! Não que uma direção não possa se equivocar assim (o Renato, mesmo, chegou a ser apresentado no São Paulo e nunca jogou lá), mas o cara era jogador do FLAMENGO, e o Grêmio já tinha estourado a cota de MICOS DO ANO, que dirá do mês.

    Para completar, vem o Jonas. Essa, com a participação especial dos CORNETEIROS. Aliás, a história do Jonas no Grêmio é sensacional. Foi contratado pela ATUAL diretoria no final de 2007. Mas ele sempre sofreu com lesões, é um tanto quanto louco e faz aquelas dancinhas ridículas, pelo que nunca foi levado a sério. Ele faz o estilo COLOMBIANO: muita correria, vontade e habilidade; perde muitos gols, mas faz outros tantos. Mesmo quando trocou a diretoria em 2009, ele continuou renegado. No período em que esteve no Grêmio, viu chegarem atacantes e mais atacantes a peso de ouro que não jogavam mais do que ele. Foi usado como “moeda de troca”, foi emprestado sem custo. Em 2010, fez uma bela dupla com Borges (em que era coadjuvante). Mesmo assim, tentaram colocá-lo no Goiás. Encontrou sua alma gêmea no André Lima, não se machucou e desatou a fazer gols. Ao final do Brasileiro, o primeiro contrato a ser renovado tinha que ter sido o dele. Não foi. Havia outras prioridades. Primeiro jogo no Olímpico em 2011, o que acontece? É vaiado. Não tinha porque ficar mesmo. E o Grêmio recebe pouco mais de R$2.000.000,00 de reais por isso. Se não for METADE! E nem se pode dizer que não foi merecido.

    Tchê, o Grêmio só explodindo tudo, e recomeçando do zero na Segundona Gaúcha…

    P.S.: Esqueci algum mico?!

    • heraldo permalink
      janeiro 25, 2011 12:12 pm

      sim,só existe um mico no futebol,perder pro mazembe

    • Gabriel Peter permalink
      janeiro 26, 2011 7:12 pm

      Mazembe 2×0 Interregional

  9. Bruno permalink
    janeiro 25, 2011 11:43 am

    Se esse Vicente Martins é o vice de futebol, quem é o diretor? Por que não é o diretor que aparece na mídia?

  10. Eduardo permalink
    janeiro 26, 2011 11:13 am

    Até agora não entendi o porquê do Mithiuê não estar na lista da Libertadores.
    Ele talvez seja o melhor jogador desta gurizada de reservas que até o momento quase nada mostraram, e joga muito mais do que o Maylson, o Wesley, ou o inexpressivo Matheus Carioca, apenas para citar alguns exemplos.
    Poderia entrar tranquilamente no time titular no lugar do Jonas.
    Jogador veloz, driblador e com boa conclusão a gol, que joga tanto no meio como no ataque.
    Está certo que o Renato tem muito crédito para errar, mas fica difícil aceitar uma decisão como esta.
    ACORDA GRÊMIO!

  11. marcos permalink
    janeiro 29, 2011 9:46 am

    O segredo do sucesso de um time de futebol e ter um diretor que entenda de futebol, pra fazer os chamados contratos longos com jogadores de bom potencial e este dirigente também deve ter uma razoável habilidade nas relações humanas, o Martins tem bom conhecimento de futebol, mas é meio fraco nas negociações, já o Meira é extremamente bem articulado, inteligente com a imprensa, mas não entende nada de futebol. O bom seria contratar o Pelaipe este sim é completo, sabe tudo de futebol e é muito experto nas negociações, me lembra muito o Fabio Koff e o Fernando Carvalho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: