Skip to content

Falta de regularidade que custa títulos

dezembro 12, 2010

Foto: Rodrigo Coca/Foto Arena/Agência Estado

A irregularidade vem se tornando o maior problema do Grêmio no Campeonato Brasileiro. Ao menos, é o que se conclui ao analisar os dados das três últimas edições da competição nacional. Por meio deles, é possível concluir que estivemos perto da taça, mas pelo desequilíbrio do time, seja entre primeiro e segundo turno ou entre jogos no Olímpico e fora dele, o torcedor gremista não pôde comemorar o título brasileiro.

No Campeonato Brasileiro de 2008, o Grêmio de Celso Roth chegou desacreditado à competição, após eliminações precoces do Gauchão e da Copa do Brasil. Porém, o time gremista surpreendeu, obtendo a melhor campanha do primeiro turno, ganhando assim o Troféu Osmar Santos, dado pelo jornal Lance. O Tricolor fez 41 pontos, 12 vitórias e apenas duas derrotas. Os comandados de Roth tinham no contra-ataque a sua maior arma, resultando em grandes goleadas fora do Olímpico, como 7×1 no Figueirense e 4×0 contra o Atlético.

No entanto, o esquema de Roth foi por água abaixo no segundo turno. Para muitos, o próprio técnico, constantemente alvo de críticas dos torcedores gremistas, é o maior culpado. De minha parte, questiono, porque o Grêmio viveu um drama em dois setores: ataque e lateral-esquerda. Destaque no primeiro turno, Anderson Pico sumiu na segunda parte do Campeonato Brasileiro. Por essa razão, Hélder passou a ser o titular, embora jamais tenha se mostrado confiável para tal responsabilidade.

O maior problema, porém, foi o ataque, que fez 34 gols na primeira metade da competição e não passou dos 24 no segundo turno, o que é péssimo para um time de contragolpes. Logo, se o ataque não colabora, a defesa também desanda. Assim o Grêmio sofreu 23 gols na segunda parte do Brasileirão, 11 a mais em relação ao primeiro turno. Então o time de Celso Roth o fez a quarta campanha do segundo turno e ficou com o vice do Brasileirão, atrás do São Paulo.

Em 2009, sob o comando de Paulo Autuori na maioria dos jogos, o Grêmio era invencível em casa, chegando a 14 vitórias, simplesmente uma campanha de Campeão Brasileiro. A taça seria nossa, se não fosse os péssimos resultados obtidos fora do Olímpico. O Tricolor conseguiu ser o segundo pior visitante do campeonato, colecionando 13 derrotas e vencendo apenas uma partida. Com tamanho desequilíbrio, o Grêmio ficou apenas na oitava colocação.

Neste ano, tivemos um péssimo primeiro turno, com ameaça constante de rebaixamento, quando o time ainda era treinado por Silas. As razões dessa desastrosa campanha passavam pela falta de padrão tático e também de comando do técnico, que foi demitido na 13ª rodada, após derrota para o Fluminense, no Olímpico. Junto com ele, o então diretor de futebol, Luiz Onofre Meira, também deu adeus, dando fim a um ciclo que não deixará saudades a nenhum gremista.

Logo em seguida Renato assumiu a casamata, teve dificuldades no começo, mas fez com que o Grêmio conseguisse uma arrancada pouco vista no futebol brasileiro. Da zona de rebaixamento para a Libertadores da América de 2011 e, de quebra, a melhor campanha do segundo turno, o que lhe garantiu o Troféu João Saldanha. É fácil de concluir, portanto, que novamente faltou regularidade nos dois turnos para sermos campeões brasileiros.

 

Confiram, logo abaixo, os dados das campanhas do Grêmio no Brasileirão de 2008 a 2010:

 

Grêmio no Campeonato Brasileiro 2008

1° turno: 1° colocado, 41 pontos, 12 vitórias, 5 empates e 2 derrotas, 35 gols feitos, 12 gols contra, 23 gols de saldo (Troféu Osmar Santos)

2° turno: 4° colocado, 31 pontos, 9 vitórias, 4 empates, 6 derrotas, 24 gols feitos, 23 gols contra, 01 gol de saldo

Classificação final: 2° colocado, 72 pontos, 21 vitórias, 9 empates, 8 derrotas, 59 gols feitos, 35 gols contra, 24 gols de saldo


Grêmio no Campeonato Brasileiro 2009

Em casa: 1° colocado, 47 pontos, 14 vitórias, 5 empates, 0 empate, 53 gols feitos, 19 gols contra e 34 gols de saldo.

Fora de casa: 19° colocado, 8 pontos, 1 vitórias, 5 empates, 13 derrotas, 14 gols feitos, 27 gols contra, -13 gols de saldo

Classificação final: 8° colocado; 55 pontos, 15 vitórias, 10 empates, 13 derrotas, 67 gols feitos, 46 gols contra, 21 gols de saldo


Grêmio no Campeonato Brasileiro 2010

1° turno: 16° colocado, 20 pontos, 4 vitórias, 8 empates e 7 derrotas, 23 gols feitos, 26 gols contra, -3 gols de saldo

2° turno: 1° colocado, 43 pontos, 13 vitórias, 4 empates, 2 derrotas, 45 gols feitos, 17 gols contra, 28 gols de saldo (Troféu João Saldanha)

Classificação final: 4° colocado, 63 pontos, 17 vitórias, 12 empates, 9 derrotas, 68 gols feitos, 43 gols contra, 25 gols de saldo

Anúncios
5 Comentários leave one →
  1. heraldo permalink
    dezembro 12, 2010 10:42 am

    nãoé pelo em ovo,nem chifre em cavalo, nem dente em frango, é um fato,1°semestre 2008, não existia por aqui o pior erro(comparado somente a bilica e capone) o tal de shouza, em 2010,2°semestre tambem esta naba não estava no time.
    E agora,vão falar que esta se recuperando,tem que pegar ritmo, e bla-bla-bla,.
    Não tenho medo algum de queimar minha lingua,pois este shouza, é o pior jogador que ja vestiu o manto sagrado.
    nunca jogou, não joga,e nunca jogara B..ta nenhuma.

  2. Daniel permalink
    dezembro 12, 2010 3:10 pm

    Playoffs no Brasileirão, já! A Imortalidade prefere aparecer em decisões.

  3. dezembro 12, 2010 4:06 pm

    Em 2008, o segundo turno não foi tão bom, mas, além do ataque e da lateral, o problema também foi o São Paulo. Eles fizeram um segundo turno espetacular. Uma derrota apenas, para o Grêmio. O Grêmio teve uma queda até normal no segundo turno. Não deveria ter, mas mesmo assim, no final, teve 72 pontos. Com essa pontuação dava pra ser campeão em quase todas as outras edições. O Grêmio teve seus problemas, mas o São Paulo foi muito bem.

    Se em 2008 o SPFC fosse treinado pelo Ricardo Gomes, digamos, talvez o final fosse diferente. Mas era o Muricy. E ele conseguiu fazer o time ficar 18 rodadas sem perder. E no final das contas, fiquei lamentando muito aquele jogo contra o Goiás, aquela derrota de virada. O Grêmio perdeu pontos em outros jogos fáceis, mas esse me marcou mais. Enfim, espero que em 2011 isso mude. Renato deu provas de que podemos sonhar com coisas grandes.

    • Sancho permalink
      dezembro 13, 2010 11:15 am

      Concordo 100%.

  4. observador permalink
    dezembro 13, 2010 3:09 pm

    Bah o Tcheco pode ser alvo de muitas criticas mas foi um jogador q honrou a camisa do tricolor,agora em 2008 além da nossa defesa ser podre,pereira,helder…o roth ainda cometia uns absurdos de colocar o andersor pico na meia e o roger de volante!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: