Skip to content

Victor: o arqueiro que decide

novembro 30, 2010
tags:

Foto: Valdir Friolin/ClicRBS

Sob um forte Sol de domingo no estádio Brinco de Ouro, o Grêmio buscava fazer o segundo gol contra o Guarani. Apesar da vantagem mínima, a partida se mostrava perigosa, com os anfitriões pressionando e a defesa gremista dando claros sinais de que não estava em seus melhores dias. Para piorar, Jonas teve grande oportunidade de matar o jogo com gol vazio, mas conseguiu perder. Esse lance seria capital para o Grêmio se complicar na luta pelo G-4, se não fosse um nome: Victor.

Apenas dois minutos depois do incrível gol perdido pelo camisa 7, Baiano tem cobrança de falta muito perigosa. Ele era, até então, o melhor jogador do Guarani e dava trabalho para Victor de todas as maneiras, inclusive, nos escanteios Era um duelo particular entre os dois. O meia atacante chutou e a bola foi rumo ao ângulo esquerdo do gol. Um goleiro comum não teria chance de evitar o pior, mas Victor não é um arqueiro como qualquer outro. Ele fez o inacreditável e evitou um gol certo, por meio de uma defesa magnífica.

Em seguida, o Grêmio conseguiu ampliar a vantagem, com gols de Jonas e Diego Clementino. Enfim, os três pontos estavam garantidos e a possibilidade de Libertadores é real. Muito se fala, porém, do efeito Renato nessa ascensão espetacular do Tricolor no Campeonato Brasileiro. Não ouso a questionar, naturalmente. Contudo, é preciso acrescentar mais um nome nessa lista, exatamente o de Victor.

O Grêmio teve uma distribuição desigual de penalidades, com 10 contra e cinco a favor. Podemos discutir a falta de critério e a razão de tamanho desequilíbrio, já que Corinthians e Santos têm mais que o dobro de pênaltis a favor. Mas o efeito disso tudo apenas não foi mais drástico, porque Victor defendeu cinco cobranças. Além disso, ele teve regularidade espantável ao longo deste Brasileirão. Não importava qual era o momento, o Grêmio sempre contou com seu arqueiro quando este era exigido.

Não entendo a razão de Victor não estar em primeiro na disputa entre goleiros no Bola de Prata, prêmio dado pela Revista Placar e ESPN Brasil, por mais que Fábio e Rogério Ceni sejam altamente capacitados. Além de uma participação decisiva durante a competição, é figura garantida na seleção brasileira do técnico Mano Menezes. Contudo, mesmo que não receba o prêmio, nenhum goleiro do futebol brasileiro conseguiu ser tão regular como o camisa 1.

Por três anos consecutivos, Victor se manteve como maior ídolo tricolor em atividade na atualidade. Claro que a vinda de Renato pode ter ofuscado, em parte, o tamanho da consideração do torcedor gremista por seu arqueiro, assim não se tornando o centro das atenções no Olímpico. Apesar disso, considero que Victor tenha uma participação tão fundamental quanto ao técnico gremista. Para muitos, será o melhor goleiro atuando no Brasil pela terceira temporada consecutiva. Com toda justiça, pois ele provou, diversas vezes, que é o diferencial em momentos decisivos.

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. observador permalink
    novembro 30, 2010 1:15 pm

    Faço minha as suas palavras caro amigo,parece q Victor já virou “our concour”,ficar elegendo ele como melhor perdeu a graça(no bom sentido).Depois do Danrlei penamos muito nessa posição,teve tanta gente medíocre vestindo a 1 do tricolor q nem vale a pena lembrar.Aí aparece esse rapaz,sereno,bom carater,reserva do glorioso Paulista,trazido pelo Mancini…e em pouco tempo mostrou ser não apenas um bom goleiro mas um fenômeno na sua posição,qero q ele seja nosso goleiro até 2050 heeh!!

  2. novembro 30, 2010 6:06 pm

    Bruno,

    A escolha de Fábio do Cruzeiro é porque ele vai disputar o título e foi regular o tempo inteiro. Victor começou mal o #b10 , com atuações fracas nas primeiras rodadas (irregularidade causada pelo choque emocional de não ter sido convocado para a Copa do Mundo). Além disso, passou vários jogos fora (ou por lesão, ou por estar servindo à Seleção).

    Neste ano, infelizmente, a escolha de Fábio do Cruzeiro é justa.

    []’s,
    Hélio

    • novembro 30, 2010 10:21 pm

      Tenho que concordar amigo, o Victor entrou em má fase no Brasileiro, deslanchou quando o Renato veio ao Olímpico. Porém, só o que ele fez nesse 2° já foi mais que o goleiro Cruzeirense, na minha opinião.

      Abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: