Skip to content

DIRETO AO PONTO: com Renato, o Mundial é o meu caminho!

outubro 26, 2010

Direto ao ponto, por Talis Ramon

A renovação de contrato de Renato Portaluppi não trata-se de uma opção para a nova gestão, comandanda por Paulo Odone. Ele assumirá somente após o término do Campeonato Brasileiro. Até lá, serão aproximadamente 50 dias em busca de um objetivo que nem o torcedor e muito menos Renato tinham quando da sua chegada.

Assim que desembarcou em Porto Alegre, ele sabia da sua missão. Mais do que uma missão, era um desafio. Desafio semelhante ao que enfrentara no Vasco, sem sucesso. Renato deveria tirar o Grêmio da zona de rebaixamento. E só. Nenhum outro gremista se atreveria a pedir-lhe mais do que isso. A situação delicada deixada (e causada) pelo técnico Silas deixou o torcedor incrédulo sobre o futuro do time. Não se via solução, não se via esperança. Em 18° lugar, o Grêmio era só sucata. Uma sucata que apanhou para o Fluminense em pleno Olímpico.

Quinta-feira (28), no Rio de Janeiro, Renato terá a oportunidade (não confudam com obrigação) de comprovar a melhora do time, tantas vezes medíocre durante a “gestão Silas”. O mesmo Fluminense que no primeiro turno humilhou um falso Grêmio e provocou a queda inevitável do ex-técnico, agora nos receberá em seus domínios. Um jogão. Vencer o Fluminense não significa apenas marcar 3 pontos. Significa manter acesa a chance de disputar a Libertadores 2011. Objetivo que com Silas não era nem cogitado. E nem na chegada de Renato.

 

Renato Gaúcho, a marca da reação tricolor em 2010. Foto: AE
Renato Gaúcho, a marca da reação tricolor em 2010.   Foto: AE

 

Os mais afoitos diziam acreditar, mas eu duvidava. O próprio Renato traçou como objetivo a fuga da zona de rebaixamento, e nada mais. Conseguiu. Pensou, depois, em manter-se na zona da Sulamericana. Conseguiu. Hoje, o Grêmio briga por Libertadores. Briga, quem sabe, pelo título. Uma grande distância nos separa do líder, o qual enfrentaremos quinta. Mas se ganhamos do então líder Corinthians (1×0 no Pacaembú) e do então líder Cruzeiro (2×1 no Olímpico), porque não podemos vencer o líder Fluminense? Na Copa do Brasil já conseguimos.

Mas o objetivo desse texto nem é falar sobre esse espetáculo que acompanharemos quinta. É falar sobre o seu diretor. O grande Portaluppi. O ídolo que veio para salvar o último ano da trágica década tricolor. O Grêmio tem, acredito eu, OBRIGAÇÃO de renovar com Renato. Se trata de dar aquilo que Renato quiser, desde que não seja um valor absurdo. Mas todo e qualquer esforço financeiro é válido. O Grêmio com Renato reencontrou aquele espírito brigar, copeiro, que há anos estava escondido, guardado, morto. A retomada do Grêmio nas mãos de Renato foi algo poucas vezes vistos. Uma campanha invejável, a melhor dentre os 20 times no segundo turno. Uma reação com a marca do Grêmio. Com a marca de Renato.

Se alguém duvidava do homem-gol, aí está ele. Prestes a renovar, prester a assumir um compromisso duradouro com o seu Grêmio. Com o nosso Grêmio. E aí, torcedor, tenha certeza que iremos buscar objetivos maiores. Paulo Odone certamente sabe do esforço que terá que fazer para manter Renato. É questão de vida ou morte. Tenho medo de pensar na reação da torcida ao acordar numa bela manhã e ler nos jornais “Direção não quer manter Renato” ou, ainda, “Proposta não agrada e Renato deixa o Grêmio”.

A renovação de Renato deve ser (e creio que é) tratada como prioridade por Antônio Vicente Martins e Paulo Odone. Com ele o Grêmio começará o ano dando continuidade ao excelente trabalho apresentado no segundo semestre. Poderá disputar com dignidade e espírito de luta a Libertadores ou, na pior das hipóteses, brigar pelo pentacampeonato da Copa do Brasil e o título inédito da Sulamericana. Mas o que eu, ele e toda a nação azul queremos, é a Libertadores. Quem nos deu a taça no campo, agora tentará repetir o feito fora das quatro linhas.

E o Mundial é o meu caminho. Por que não?

‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗‗

@talisramon escreve toda segunda-feira para o @BlogGremio1903. Esta semana, porém, escreveu na terça. Na próxima, se não for demitido pelo dono do blog, voltará a escrever na segunda.

Anúncios
7 Comentários leave one →
  1. observador permalink
    outubro 26, 2010 10:54 pm

    O Vicente Martins disse q a renovaçõ do Renato é tratado como uma “contratação de lotar aeroporto”,então acho q as coisas estão bem encaminhadas.Que chegue 2011,com Renato no comando,e com o Gremio voltando ao seu lugar,ou seja empilnado t´´itulos como foi na década de 90!!

  2. outubro 26, 2010 11:05 pm

    BRUNO , POR FAVOR FALE PRO ” VICENTE e ODONE ” QUE O CONCA estara com PASSE LIVRE APARTIR DE dezembro 2011 OKKKKK . ( PODERIAUMOS JA NOS ADIANTAR NEEEEEEE ) , afinal ha um ditado ne == QUANDO O CAVALO PASSAR POR TI , se VC NAOOOOOO montar , ficara para traz COMENDO POEIRA . ok .

  3. Sancho permalink
    outubro 27, 2010 12:06 pm

    Mundial: o mais importante Torneio de Verão do planeta (mas ainda um Torneio de Verão).

    Podem dizer que isso não condiz com o que pensa o torcedor gremista. Será a mais pura verdade. Isso, de fato, é o que EU penso.

    O título mais importante da temporada é a Taça Libertadores da América. O Mundial é um belo acessório, mas não supera nem substitui o principal.

    • Daniel permalink
      outubro 27, 2010 7:34 pm

      Os europeus costumam pensar assim e às vezes acabam perdendo pra “gabirus”. Título não se desmerece, ou conquista ou não conquista.

      • Sancho permalink
        outubro 27, 2010 8:57 pm

        Dar-lhe, ao título, a devida importância não é desmerecê-lo, Daniel. Quando se chega lá, tem que jogar para ser campeão. Mas é absolutamente ridículo ficar SEIS MESES se preparando para ele e deixar de disputar outras competições com o afinco que essas também merecem.

    • outubro 28, 2010 10:28 am

      Sancho, concordo plenamente quando diz que a Copa Libertadores da América é mais importante (e difícil) do que o Mundial, seja estes Interclubes ou da FIFA. Os europeus pensam a mesma coisa com a Uefa Champions League. Mas o que dificulta essa compreensão por parte do torcedor brasileiro é a bagunça que a própria Libertadores é, devido à incompetência da Conmebol. A Champions tem clima de Copa do Mundo a cada jogo, uma grife que ajuda bastante a torná-lo o torneio mais importante do planeta para o europeu. Nesse quesito, a Libertadores está bem atrás.

Trackbacks

  1. DIRETO AO PONTO: a procura de um meio-termo « Grêmio 1903

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: