Skip to content

Vitória de Odone foi justa e previsível

outubro 8, 2010

 

Foto: Ricardo Duarte/ClicRBS

 

Sem nenhuma novidade, Paulo Odone é o presidente eleito do Grêmio em votação no Conselho Deliberativo. O ex-presidente assumirá o clube pela quarta vez neste próximo biênio (2011 a 2012), por meio de 222 votos dos 279 conselheiros presentes, contra 54 destinados ao candidato da situação, Airton Ruschel. Dois conselheiros votaram em branco e um anulou seu voto.

A vitória do ex-presidente era praticamente um consenso, um futuro previsível. Fora Fábio Koff, não havia outra personalidade dentro da situação capaz de bater Paulo Odone numa eventual eleição. Tal missão se tornou quase impossível com a vitória da oposição na chapa Renova Tricolor, assim elegendo 150 conselheiros, tornando-se ampla maioria no Conselho Deliberativo. Por isso, as chances de Airton Ruschel ultrapassar os 30% da Cláusula de Barreira eram quase zero.

Vitória justa? Sem dúvida. Era melhor que o associado votasse? Concordo plenamente. Todavia, não podemos misturar os fatos. A Cláusula de Barreira em 30%, embora seja um excesso, ainda é legal dentro do clube, portanto, atribuir a esse fator uma injustiça na vitória de Odone é exagero. Espera-se que a atual composição do Conselho Deliberativo reduza para 20% a cláusula, porém, isso é outro assunto.

Além disso, mais uma vez se torna necessário afirmar que a situação, em sua maioria, votou contra a redução da Cláusula de Barreira para 20% quando teve oportunidade. Ironicamente, entre aqueles que disseram não a uma medida que deixaria o clube ainda mais democrático, estava o próprio Airton Ruschel.

Foi tal gesto que impediu que a situação, representada pela chapa Dá-lhe Grêmio, elegesse seus conselheiros, já que atingiu 25,11% dos votos dos associados. O mesmo se pode dizer sobre a chapa Terceira Via Grêmio (independente), que teve 24,46% da preferência dos sócios. Então se a Cláusula de Barreira fosse de 20%, é bastante plausível que Ruschel tivesse mais representantes no Conselho Deliberativo e assim passasse para o segundo turno.

Quanto à volta de Paulo Odone, comemoro bastante. Queria sim um segundo turno para que os candidatos apresentassem suas propostas e que os sócios participassem desse processo importante do clube. Mesmo não ocorrendo o desejado, inegavelmente que o atual contexto pede a volta de Odone, querido por grande parte da torcida do Grêmio. Acredito que o presidente eleito e Renato possam fazer com que torcida e clube andem juntos, tornando o próprio Grêmio mais forte.

 

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. outubro 8, 2010 5:12 pm

    AGORA E SO ACABAR COM AS DIVIDAS todas 0% ok . ORGANIZAR , QUALIFICAR TER PROFICIONAIS EXECUTIVOS EM TODAS DA AREAS do CLUBE . E DEPOIS SIM IR DE CABECA DENTRO DE CAMPO , ” TRAZER JOGADORES BEM QUALIDICADOS com bola no PE e COPO ok , PARA SERMOS CAMPEOES DE NOVO .

  2. outubro 8, 2010 5:15 pm

    O GREMIO TEM EM SUAS MAOS UMA ( MINA DE R$$$$$$ ) , BASTA SABER USA – LA . = ARENA GREMIO okkkkk . ( CAMPANHA DE SOCIOS ) .

  3. giovani montagner permalink
    outubro 8, 2010 7:39 pm

    previsível e certo, justa já não digo. não contesto o fato da sua votação acontecer no colégio eleitoral, ou conselho deliberativo, já que o estatuto assim permite. minha contestação e sobre as reais motivações para ser o presidente.
    sou grato por retirar o Grêmio da segunda divisão em 2005, mas igualmente tenho receios sobre sua motivação para assumir a direção naquele momento, pois, era um ex-político completamente esquecido, sem previsão de retorno para a vida pública. graças a exposição na presidência do tricolor, conquistou projeção e com isso os votos para retornar. fora o fato que aquele ano, não podemos esquecer, foram marcados por sucessões de fatos errados (contratações erradas, queimação de hugo de leon e mario sergio, entre outros) e um grande acerto (mano menezes).
    neste momento, sua obstinação pelo cargo de presidente visa apenas um motivo: indicar o presidente da Grêmio empreendimentos. por que? bom, tenho minha suspeitas. digamos que não seja apenas para colocar o nome dele e de um na placa na inauguração do novo estádio.
    posso estar sendo injusto? sim. sinceramente espero estar errado e estando, reconhecerei.
    que seus atos a frente do Grêmio retirem minhas dúvidas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: