Skip to content

Renato e Silas: um é técnico e um projeto de técnico

outubro 1, 2010

Foto: Montagem sobre fotos Valdir Friolin e Jefferson Botega/ClicRBS

Houve um momento em que via em Silas um técnico promissor, ainda precisando amadurecer, mas já figurando entre os principais técnicos do Brasil. Já Renato, olhava torno, desconfiado, achando que era mais um motivador do que um técnico de verdade. Em suma, houve um momento que apostava mais em Silas do que Renato. Minha sorte, porém, é do arrependimento não matar.

O Renato do Grêmio é mais maduro e pouco lembra aquele que passou pelo Fluminense com o discurso que “vamos brincar no Brasileirão” ou “estamos a cinco metros de disputar outra Libertadores e os outros estão a 5 mil quilômetros”. Como técnico, Renato amadureceu, passou a cuidar mais das palavras, demonstrando que não é mais um jogador, e sim um comandante.

O técnico gremista se porta como um líder, aquele que fala a língua do boleiro e é respeitado como líder. Não expõe o jogador, pelo contrário, defende o quanto pode, até mesmo aqueles que são alvo de críticas (algumas justas) da torcida, como ocorre com Fábio Santos. Assim, consolida a hierarquia por meio do respeito, estabelecendo a ordem, o que acarreta também num ambiente propício para o aumento da produtividade, neste caso, o jogador desempenhando fielmente a sua função tática e demonstrando mais vontade em campo.

Mas Renato não se resume apenas a motivação e disciplinador. O que mais me espantou no então técnico gremista é a sua visão de jogo. O Grêmio passou a ser um time com esquema consolidado, seja este com 4-4-2 ou 3-5-2.  O aproveitamento de passes certos melhorou, assim as tabelas rápidas. Além disso, o time gremista tem jogadas ensaiadas, algo que não via há meses no Olímpico.

Por sua vez, Silas parece ter desandado. Não se pode tirar o mérito pela conquista do Campeonato Gaúcho, mas parece que o título o iludiu ao pensar que esse seria a sua garantia de permanência no Olímpico, seja por bem ou por mal. Também não se pode desprezar a campanha gremista na Copa do Brasil, mas para um clube que a conquistou quatro vezes, parar nas semifinais está longe de satisfazer o torcedor.

Apesar disso, os times montados por Silas sempre mostravam deficiência defensiva, tanto que o Grêmio levou gols nos 10 primeiro jogos deste ano. Os passes eram um terror, com o time abusando no direito de errá-los desmesuradamente. Tabelas? Jogadas ensaiadas? Não eram comuns nos times montados por Silas.

Pior do que isso, o time era rachado. Havia tempos que o torcedor gremista não via zagueiro reclamando de atacante e vice-versa. Menos ainda dois jogadores brigando no vestiário, outro reclamando diante dos microfones sobre o planejamento do clube. Contudo, Silas mesmo monta esse tipo de ambiente. Por diversas vezes, expôs Mário Fernandes por meio de críticas diante da imprensa.

Atitude idêntica ocorreu nesta semana, quando Silas disse que não faz gol contra, deixando na conta dos jogadores a responsabilidade pela péssima campanha. Por mais que ele tenha razão, uma vez que no Brasil existe uma supervalorização do técnico, jamais se expõe um jogador dessa maneira, como reclamou, com toda razão, o zagueiro Jean. Agora, o técnico está ameaçado e caso não vença o Flamengo, fechará um desastroso 2010.

São exemplos como esses que mostram Renato já se firmou como técnico, não apenas com o título da Copa do Brasil e o vice na Copa Libertadores, mas também porque amadureceu pessoalmente e taticamente. Silas, por sua vez, segue como um projeto de grande técnico, podendo até ser um dia, mas suas atitudes e a falta de organização de seus times ainda mostram que ele foi cedo a um grande clube. Agora, corre risco de se queimar, caso seja demitido na Gávea.

Anúncios
9 Comentários leave one →
  1. observador permalink
    outubro 1, 2010 3:01 am

    Pô Bruno falou exatamente o que penso,o Renato amadurecu e muito,e tbm ele tem 1 titulo relevante a copa do brasil,já o pastor Silas está a um passo de se tornar tão folclórico quanto Joel Santana,não sei quantos jogos silas comandou o Flamengo mas pelo q sei só ganhou 1(posso estar enganado)e já deu declaraçoes do tipo “não é vergonha o Gremio cair pra segunda divisao,pois estamos lutando com raça e vontade”,”o lateral Edilson é um dos melhores do Brasil,logo,logo estará na seleção brasileira”e mais recentemente no Fla “o empate foi o resultado de uma não vitória”!!Sem contar que empilhou jogadores medíocres no Gremio com seu aval: ferdinando,ozéia,wiliam,uendel…

  2. Daniel permalink
    outubro 1, 2010 10:54 am

    O Silas me decepcionou. Pela campanha que fez no Avaí, achei que pelo menos nos pontos corridos ele pudesse nos levar a alguma coisa, mas o desempenho sob o comando dele no Brasileiro acabou sendo mais desastroso que o resultado da Copa do Brasil e da Sulamericana. Graças a Deus, Renato chegou e, ao diabo, chegou tão tarde. Mas ao contrário do que alguns pensam, santo de casa faz milagre sim. E ainda acredito que o St. Portaluppi vai nos trazer muito mais num futuro próximo.

  3. Alfredo Carlet permalink
    outubro 1, 2010 1:55 pm

    Os árbitros da cbf nos fazem jogar com time quase reserva, com sua furiosa distribuição de cartões.

  4. Johnatan santos permalink
    outubro 1, 2010 3:25 pm

    O silas é uma vergonha como técnico, ele tá mais pra interino e olhe lá . Não sabe fechar o grupo não sabe escalar os melhores não sabe nada, mas não da pra culpa o duda pela contratação do silas pois o eu mesmo o contrataria depois da campanha que ele fez a frente do avai nas séries a e b. O erro foi não ter mandado ele embora depois da derrota para o são paulo antes da copa. NÚMEROS DE SILAS: NOS ÚLTIMOS 17 JOGOS NO COMANDO DE GRÊMIO E FLAMENGO 1 VITÓRIA.

  5. José Germano Pires Junior permalink
    outubro 1, 2010 8:27 pm

    Quem me conhece sabe que não é oportunismo !
    Desde meados do gauchão, o Silas conseguiu me fazer deixar de ir ao monumental um monte de vezes !
    Aquele time era morno, sem tática definida, sem jogadas, nada, não tinha “tezão!”
    Tá certo que papamos o co-irmão e eu festejei, mas nunca gostei do time de Silas !

  6. Nelson Luiz Ramão permalink
    outubro 1, 2010 11:59 pm

    Se não me falha a memória, Silas deixou o Grêmio na décima nona posição… Um ponto para o Renato que teve coragem de assumir o Grêmio nessa situação, mesmo correndo o risco de deixar escorrer pelo ralo a imagem de ídolo da torcida gremista… Outro ponto por tirar o Grêmio do buraco – hoje estamos em nono lugar (subimos 10 posições)… Mais um ponto por resgatar a identidade do time – hoje podemos até perder, mas perdemos lutando em busca da vitória – antes perdíamos enchiqueirados na defesa tentando garantir um empatesinho medíocre… Outro ponto por fazer com que os nossos jogadores se dediquem mais e lutem pela bola como se fosse um prato de comida… É, para surpresa de muitos, o Renato “virou a mesa”… Diante dos fatos, podemos dizer que ele, Renato, está dando de goleada… Não é mesmo? Abraços a todos.

  7. borracho permalink
    outubro 3, 2010 2:19 am

    Tu so esqueceu de uma coisa importantissima pra se comparar os dois, Silas tambem tinha o Meira Topeira pra atrapalhar o futebol! Isso contribuiu muito pro fracasso dele, nao eh atoa q ainda pagamos e vamos pagar caro pelos erros cometidos pelo Meira no comando do futebol (ate a base sofreu com ele).

  8. borracho permalink
    outubro 3, 2010 2:23 am

    Gravem bem o nome do Meira pra nunca mais deixar ele pisar no Olimpico e nos afundar de novo!

Trackbacks

  1. DIRETO AO PONTO: o futuro, enfim, parece estar favorável « Grêmio 1903

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: