Skip to content

DIRETO AO PONTO: quem se atreve a duvidar de Jonas?

setembro 20, 2010

Jonas é, hoje, a maior afirmação em termos de superação na Azenha. Poucos jogadores na história do Grêmio, de outro time de futebol, basquete, vôlei ou qualquer profissional em qualquer área, conseguiram passar por cima dos seus desafios como Jonas conseguiu.

Desacreditado e sem moral alguma quando jogava no Guarani, na Portuguesa e no Santos, Jonas veio para o Olímpico com status de reserva. Um reserva que nem poderia ser reserva, tamanha a desconfiança que pairava sobre sua cabeça.

Mas, aos poucos, Jonas foi ganhando espaço. Nunca teve concorrência forte, é bem verdade, mas nunca deixou de mostrar empenho. Foi protagonista de lances pífios, perdeu gols inacreditáveis e foi taxado de “pior atacante do mundo” por um jornal sensacionalista, em 2009, durante a Libertadores. Tudo decorrência dos gols imperdíveis que só Jonas poderia perder.

Mas a vida é justa com os justos. A vida compensa os esforçados e, como não poderia deixar de ser, compensou Jonas. Deu a ele a condição de principal atacante gremista em 2010. Não, Jonas não é o atacante dos sonhos, não é a versão mal acabada dos artilheiros que nos brindavam com gols importantes e plasticamente perfeitos em décadas passadas. Jonas é simplesmente fundamental. Dizem os mais exigentes: Jonas faz, mas também erra. Pouco me importa, digo-lhes. A mim não importa que perca 50 gols num jogo, desde que faça um, e esse um faça toda a diferença a nosso favor no escore final. E Jonas, nos últimos jogos, poucas vezes nos deixou na mão.

Tenho consciência tranquila para afirmar, sem medo que haja alguém para me desmentir: eu sempre confiei em Jonas. Não digo isso agora que as coisas estão dando certo. Disse desde que ele fazia dupla de atacante com Maxi López. O alemão perdia gols e a culpa, invariavelmente, era de Jonas. Quando um fracassava, o outro seguia o mesmo rumo. Era difícil sacar um deles, mas, se fosse necessário, haveriam de sacar Jonas, pois este nunca teve o status necessário de ídolo, de artilheiro, de peça fundamental. Maxi, até pelo seu salário, era titular incontestável.

Jonas, atacante do Grêmio, é o artilheiro do Brasileirão com 11 gols - Foto: GazetaPress

Resistente a isso tudo esteve Jonas. De pior atacante do mundo, passou a ser peça fundamental, imprescindível e decisiva nas atuações do Grêmio este ano. É o artilheiro gremista na temporada. É o artilheiro gremista no Campeonato Brasileiro. É o artilheiro do Campeonato Brasileiro. Ninguém, atualmente, supera Jonas no número de gols marcados na competição. Credenciais suficientes para que os torcedores mais exigentes, os quais me dirigi linhas acima, fechem o bico e aplaudam, de pé, o artilheiro Jonas.

Assim como vocês aplaudem Victor, pelas defesas sensacionais, assim como aplaudem Portaluppi, pela brilhante modificação de postura que colocou no Grêmio, aplaudam também Jonas. Ele, mais do que qualquer outro, é merecedor de aplausos. Não é por acaso que está a 12 gols de ser um dos 5 maiores artilheiros da história do Grêmio.

No mundo em que vivemos, competitivo, é difícil você ser vaiado cada vez que toca na bola, receber críticas de todos os lados, ser classificado como pior jogador da sua posição em todo mundo e, mesmo assim, ter força para seguir trabalhando com seriedade e foco naquilo que as vezes nem você mesmo acredita que pode alcançar, mas vai à luta.

Jonas foi à luta. Jonas, hoje, não é o Jonas do ano passado, o pior atacante do mundo. Jonas, hoje, é o Mestre Jonas, já diria Marco Antônio Pereira, da Rádio Gaúcha.

E quanto mais gols Jonas fizer, mais aplausos ganhará. Assim como vaias ele ouvirá quando perdê-los. Mas isso é do futebol. Poucos são aqueles que mantêm-se sempre no topo da perfeição.

Mas Jonas, acreditem, terá força e dedicação para ir mais longe.

TwitterOrkut

Anúncios
5 Comentários leave one →
  1. Alfredo Carlet permalink
    setembro 20, 2010 9:11 pm

    Lindíssima a camisa do GRÊMIO na foto.

  2. observador permalink
    setembro 21, 2010 1:23 am

    O cara faz gols,é goleador isolado do brasileiro,simples e direto.Um amigo me falou em 2008(não foi oportunista foi visionário)se tivéssemos o jonas,então defendendo a portuguesa,seríamos campeoes de 2008!Fico lembrando de um centroavante goleador mesmo e não vem ninguém a cabeça,Tuta,marcel,Reinaldo,Soares,Alex mineiro,Herrera…

  3. Johnatan santos permalink
    setembro 21, 2010 2:28 am

    Mestre Jonas esse joga muito, olha que ele perde gols hein e tem 30 na temporada imagine se nao perdesse ia ter uns 50 gols. Jonas é selecao tomara que o Odone renove com ele ate 2014 porque se mandar o Jonas embora vao ter que compenssar no minimo trasendo o ROONEY o DAVID VILLA ou quem sabe FERNADO TORRES

  4. heraldo permalink
    setembro 21, 2010 10:06 am

    Disse tudo, e mais nunca deixou de se esforçãr, sempre correu atras da bola. E só não faz mais gols, e os erras proporcionalmente ou não, pois na maioria dos gols teve que ir buscar a pelota.

  5. setembro 22, 2010 12:48 am

    Agora quero ver aqueles torcedores “modinha” virem aqui falar bem dele. Antes quando estava jogando mal era só nego falando que era ruim e não sei das quantas… Isso serve também pra quem falava do Douglas. Se adaptou e vem crescendo cada vez mais no time do Grêmio. Tomara que o Souza consiga dar a volta por cima e volte a jogar como jogava o ano passado pra calar a boca de esses bando de “Maria vai com as outras” que tem por aí.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: