Skip to content

Brasileiro’10: Aniversário negro.

setembro 16, 2010

Ontem, como todos nós sabemos (ou ao menos deveriam saber!), foi o aniversário do Grêmio. Renato e Felipão no mesmo local, ambos ídolos tricolores. Consequentemente, esperávamos que o Grêmio fizesse uma ótima partida, para então, subir na tabela e dar o presente perfeito a torcida. Mas como o futebol é cheio de altos e baixos, foi a vez do Tricolor Gaúcho descer mais. Com 26 pontos, o time Gaúcho se encontra na 13 posição, tendo 5 pontos de diferença em relação ao Z4.

Animado diante a sua torcida, o Grêmio começou a partida indo pra frente. Era até bonito de ver a bola rolando. De ver aqueles passes bonitos e certos. O torcedor até então, cansava-se de aplaudir a cada lance. Jonas e André Lima, foram os jogadores que mais fizeram do time do Palmeiras se movimentar. Mas nessas movimentações, na primeira falta feita a favor do time visitante, a rede balançou. Marcos Assunção ajeitou a bola, perto da área, e só mandou no canto direito de Victor. Grêmio 0 x 1 Palmeiras.

Assim mesmo, o Grêmio e muito menos a torcida, se entregou. Foram pra frente, em busca de uma virada. Jonas e André Lima, sempre presente. André com sua velocidade, e Jonas com a sua ‘fome’. Porém, mesmo com os ataques, chances, faltas, escanteios… a primeira etapa terminou com o time de Felipão na frente.

Com a esperança de que o time voltasse melhor, após o vestiário, a torcida estava confiante. Porém, tal confiança foi embora em questão de 2 minutos. O autor do primeiro gol, Marcos Assunção, cruzou para dentro da área, fazendo com que a bola ficasse na altura certa para seu companheiro, Ewerthon, ampliar o placar á favor do Palmeiras.

Com este resultado, o jogo se tornou um pesadelo. Aplausos se ouvia raramente. Eram vaias que inundava o local. A aflição tomou contra dentro e fora de campo. Renato mudou o time para uma forma mais ofensiva, colocando Roberson e Maylson. Mas não mudou muito a situação…

O Alviverde conseguiu se manter firme e com uma forte marcação. Mas tomaram um gol. Jonas, o fominha da partida, fez o seu tão sonhado gol. Mas o gol saiu aos 46 minutos. Aos 48 iria se concluir a partida. Afinal, tudo pode acontecer em 2 minutos, não? Tivemos algumas esperanças, mas era tarde demais.

Uma noite com derrota, no seu aniversário, Grêmio.

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Daniel permalink
    setembro 16, 2010 2:18 pm

    Palmeiras de ontem = Grêmio de Felipão.

    Grêmio de ontem = Grêmio de Silas.

    Pé frouxo nas divididas e a cabeça longe do gramado. Só três se salvaram: Victor “o inocente”, Adilson “o último gremista” e Paulão “o tosco esforçado”.

  2. observador permalink
    setembro 16, 2010 5:39 pm

    Presente de grego mesmo,ví um Neuton atabalhoado, a falta q ele fez foi na minha frente e desnecessaria,ele perdia qase todas na corrida isso q é um guri,o cruzamento do segundo gol então…erro identico qando sofremos o primeiro gol contra o botafogo,o cara veio sozinho e nem pulou pra cabecear.Será q o Renato não percebeu q não dá mais pra insistir com o Fabio Santos?O Lúcio entrou e jogou mil vzs melhor,talvez a coisa errada comece por aí.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: