Skip to content

Entrevista com a Dá-lhe Grêmio

setembro 8, 2010

1 – A administração do presidente Duda Kroeff não agrada grande parte dos torcedores, principalmente no que refere ao futebol e a chapa Dá-lhe Grêmio é associada à situação. Como o grupo lida com esse momento e essa associação que alguns torcedores fazem?

Em primeiro lugar, gostaríamos de cumprimentar o blog Grêmio 1903, mesmo tendo assumido posicionamentos críticos a nossa chapa, mas que entendemos como legítimos e necessários em um processo democrático. Se todos os gremistas tivessem o grau de interesse pelo clube e maturidade política que se enxerga neste blog, nossa política do Grêmio estaria muito mais qualificada.

Acerca do primeiro questionamento, excelente que esta tenha sido logo a primeira pergunta. O que, numa análise apressada pode parecer um questionamento complicador, na realidade, é uma excelente oportunidade de esclarecer fatos. Realmente, os grupos políticos que apoiaram Duda Kroeff integram a Chapa 2. São sete dos onze movimentos de sócios existentes no Grêmio. A maioria. Duda Kroeff, é bom lembrar, foi eleito não pelos seus grupos apoiadores apenas, mas pelo voto do associado.

No último domingo, o jornal Correio do Povo noticiou o seguinte: “O G-6 esperava comandar com Duda. Foi excluído. Seus integrantes estão descontentes”. Foi exatamente o que ocorreu. As áreas do clube onde nos foi permitido trabalhar tiveram grandes avanços. O Quadro Social obteve Cerificação ISO. A área financeira é elogiada por todos com um trabalho que vai ajudar a equilibrar o clube e propiciar que o futebol possa ter mais investimentos pelo próximo presidente. O Departamento Consular fez importantes avanços e hoje trabalha apenas para o Grêmio com uma filosofia de metas.

No futebol, a questão mais sensível, os grupos ligados à Chapa 2 pediram a saída de Meira que ingressou no Departamento de Futebol ainda na gestão Paulo Odone. Não fomos ouvidos. O presidente foi ao rádio dizer que não cederia às pressões. Quando cedeu, disse que cedia às pressões apenas da torcida. Foi um conselheiro da Chapa 2 que pediu a palavra em reunião do Conselho pedindo mudanças no futebol enquanto outros apenas faziam apelos por microfones de rádio, silenciando no Conselho. Um dos nossos candidatos, Paulo Deitos, que comandou a equipe que no ano passado foi Bicampeã Brasileira Sub-20, foi demitido por Meira quando realizava um trabalho vencedor e inovador nas categorias de base. Os apelos ao presidente em nada adiantaram. Fizemos um almoço de desagravo/protesto que reuniu 150 pessoas em dia útil. Um dos nomes da nossa Chapa 2, figura histórica no Grêmio, o craque Yúra foi, talvez, o maior crítico da gestão Duda Kroeff.

http://www.correiodopovo.com.br/Esportes/?Noticia=63159

Esta dicotomia de situação ou oposição é muito relativa dentro do Conselho Deliberativo. Paulo Odone não tinha maioria no Conselho, mas conseguiu aprovar todas as fases do projeto Arena até a assinatura do contrato. Isso porque, uma vez dentro do Conselho, as pessoas procuram votar pelo que é melhor para o Grêmio, não importando se a proposta partiu ou não de alguém do seu grupo político. Se oposição e situação existissem pra valer, o projeto Arena nunca teria saído do papel. Estes conceitos de situação e oposição valem mais para debate e picuinha política do que para os trabalhos institucionais.

2- Como se dará esse processo de profissionalização da gestão e por qual razão se demorou em tal ser aplicada no Grêmio?

Esta é outra excelente pergunta. A todo momento se fala em “profissionalização”. Quase só se fala em “profissionalização”. Então vamos aos fatos. A gestão do Grêmio já estava profissionalizada na gestão Odone e segue profissionalizada na gestão Duda. Vamos falar por setores. O Quadro Social, por exemplo, foi profissionalizado quando da passagem do Movimento Grêmio Novo pelo departamento na gestão Odone. A Márcia, que foi contratada à época, segue trabalhando lá. Tanto que na gestão Duda Kroeff o Quadro Social obteve a certificação ISO que somente é obtida com rotinas de qualidade. O Jurídico é formado por advogados, como sempre foi. Como o Departamento Médico tem médicos, fisioterapeutas e fisiologistas. O clube tem profissionais contratados na área de finanças, contabilidade e planejamento. Todos os que atuam no Departamento de Marketing e Comunicação são profissionais da área como Caco Keller e a equipe de jornalistas que faz o site e a Grêmio TV e Rádio. O Departamento de Futebol também conta com profissionais. Com a saída de Rodrigo Caetano, seguiram-se Mauro Galvão e Cícero.

Por que um jornal vende mais que outro ou um canal de televisão tem mais audiência que outro? Se em ambos só trabalham profissionais? Ora, a questão não é meramente de profissionalização, mas de métodos de gestão, planejamento, comando executivo e qualidade dos profissionais. O fato de uma organização por si só estar profissionalizada é um começo, mas não garantia de êxito.  O associado tem que saber separar o que é fato de demagogia.

3- O grupo tem como meta a aplicação de urnas no interior do Rio Grande do Sul, ampliando o número de eleitores do Grêmio? Caso tenha esse objetivo, qual o prazo que a chapa se propõe a implantar essa meta e como será feita?

É fundamental que o processo político seja cada vez mais ampliado para o sócio do interior e até de fora do Estado. O  blogueiro Minwer, que não está na nossa chapa, fez um belo trabalho mostrado todo o potencial que pode ser explorado. Eleição fora da Capital, contudo, não depende apenas da vontade da Chapa A ou B, mas da Comissão Eleitoral do Conselho Deliberativo que é formada por representantes de vários grupos políticos. Há quem diga que nesta eleição não se tem votação no interior porque uma das chapas assim não quis, mas o que foi dito oficialmente no Conselho é que não havia condições técnicas já para esta eleição. Recentemente, o Conselho aprovou, com votos da Chapa 2 em plenário, um Regimento Eleitoral que permite ao associado do interior e de fora do Estado participar das eleições.

4- O Grêmio também tem muitos sócios fora do Rio Grande do Sul. A chapa pensa também em incluir esses torcedores no processo eleitoral por meio da internet?

A resposta está no questionamento acima, mas o que a Comissão Eleitoral discutiu e muito é se existe margem de segurança hoje por votação em internet. Observem que eleição por internet ainda não é aplicada em processos eleitorais dos países mais modernos do mundo. A tecnologia permite, mas o temor de fraudes ainda é um temor.

5- As obras da Arena começarão no próximo dia 20 de setembro e tende a ser um marco histórico para o clube. Mas não falta uma ação de marketing mais atuante em torno da nova casa do Grêmio, principalmente com a finalidade de atrair mais sócios?

O projeto Arena, até o momento, foi marcado muito pelo intenso trabalho de obtenção de licenças públicas, o que é algo silencioso aos olhos do torcedor que não consegue visualizar este esforço. A obtenção de licenças, que se saiba, não é algo fácil, tanto que a todo momento se ouve na mídia sobre empreendimentos do setor privado que não saem do papel por causa de licenças ambientais. As nossas estão aprovadas.  Com o início das obras no dia 20, e uma festa para a torcida, o trabalho do clube vai se voltar completamente para atuar agressivamente no marketing do novo estádio. Mesmo assim, a Arena já tem site com a cara, literalmente do torcedor, e foram realizados vários encontros com associados para esclarecer dúvidas e colher sugestões. Algumas das sugestões encaminhadas pelo BloGrêmio, aliás, estão para ser executadas por serem excelentes.

6- Os sócios patrimoniais podem ficar tranquilos quanto a preservação de seus direitos com a Arena do Grêmio?

Se depender do atual comando da Grêmio Empreendimentos, por Adalberto Preis, que apóia a Chapa 2 e vem realizando um excelente trabalho, a resposta é sim. Preis, aliás, já deu este indicativo e sua declaração é clara e enfática:

http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2010/05/07/socio-gremista-tera-acesso-a-arena-diz-presidente-da-gremio-empreendimentos.jhtm

É compromisso de campanha da Chapa 2, para ser guardado e cobrado depois, se for o caso, a defesa dos direitos dos sócios na Arena.

7- É consenso que o marketing gremista ainda não aproveita todo o potencial da marca Grêmio, isso tanto gestão atual do presidente Duda Kroeff, como a do ex-presidente Paulo Odone. Quais são os planos do grupo referente ao marketing, para, enfim, torná-lo uma grande referência?

Os resultados do Marketing do Grêmio, do ponto de vista de comercialização e licenciamentos, são excelentes no contexto do futebol brasileiro, conforme as auditorias especializadas do setor. Agora, no que o blog tem toda a razão em questionar, carecemos de iniciativas mais ousadas e criativas. Hoje, o nosso grande problema é de criação. A Chapa 2 é para o Conselho Deliberativo que não tem competência para executar ações de Marketing. Esta é uma pergunta que pode e deve ser feita, quando tivermos os candidatos a presidente, estes sim com poder de mudar a orientação do Marketing gremista. E aí perguntarão? E a comissão de Marketing do Conselho? Basta ler o que está no Estatuto. Sua função é de assessoramento da Mesa do Conselho, logo não tem poder de entrar no Departamento de Marketing e fazer algo.

8- Uma das propostas da chapa Dá-lhe Grêmio é dar o direito de votação ao associado para conselheiros suplentes a fim de evitar as sucessivas faltas de quórum. Como seria essa votação e podemos contar para as próximas eleições?

Não podemos mais continuar com reuniões no Conselho com quórum baixo. É algo urgente que precisa ser modificado. Esta proposta da Chapa 2 dos suplentes poderem assumir em plenário no lugar dos faltosos será um gigante passo para solucionar esta grave falha do Conselho.

9- Outra proposta do grupo é dar maior participação dos sócios em decisões de maior importância. Quais seriam essas decisões, por exemplo?

Os direitos dos associados na Arena, por exemplo. Não se construirá um modelo de transição sem que no processo de mudança do Olímpico para a Arena não se escute o sócio em eventos do tipo audiência pública. Isso já tem ocorrido, mas precisa ser ampliado. Não podemos tornar o Grêmio plebiscitário, como alguns defendem nesta eleição, porque seria o caos, mas decisões importantes que afetem a vida do associado precisam ter uma maior participação da torcida gremista.

10- Uma das grandes críticas do associado é a falta de transparência do Conselho Deliberativo. Serão usadas ferramentas que permitam a aproximação entre conselheiros e sócios, como a internet, disponibilizando a ata das reuniões? O grupo pode estipular um prazo para que esse canal seja aberto ao torcedor como um compromisso com o associado, caso tenha essa meta?

Sim e não !! O sim. Assim como na política pública, o Executivo tem sua página na internet e os órgãos dos Legislativo e Judiciário também. Defendemos que o Conselho do Grêmio também tenha a sua, algo como http://www.conselho.gremio.net. Agora o não. Transparência é bom, mas escancarar demais não. No Conselho, são discutidos temas e dados que não podem chegar ao conhecimento dos nossos adversários no mercado do futebol. Vocês já viram o Conselho de Administração de uma grande empresa transmitir suas reuniões pela internet ? Aquilo que pode ser divulgado, deve ser divulgado, mas estratégias que permitam ao Grêmio sair na frente dos seus adversários, liderando o mercado, não devem ser tornadas públicas antes de implementadas.

11- Uma das grandes decepções do sócio foi a falta de quórum para a aprovação da Cláusula de Barreira de 30% a 20%. Nestas eleições, novamente temos essa promessa em pauta. Qual o compromisso que o grupo faz ao sócio que, desta vez, teremos a redução da Cláusula de Barreira, com a finalidade de fortalecer a democracia gremista?

Disseste bem. A cláusula de barreira para o Conselho não caiu por rejeição, mas sim por falta de quórum. Tivessem mais 10 ou 15 conselheiros na reunião e ele teria sido aprovada. Com toda a honestidade merecida por vocês, faltaram conselheiros da nossa Chapa 2 nesta reunião. Como faltaram conselheiros também da Chapa 1. Não se pode cometer o pecado da generalização a todos os faltosos porque sempre há alguém que pode estar doente ou viajando a trabalho, mas não se pode admitir também que quase metade dos conselheiros tenha faltado à reunião.

12- Para muitos, as categorias de base foram abandonadas pela atual gestão e poucas promessas são aproveitadas no elenco profissional. Qual é a política do grupo para o fortalecimento na formação de novos atletas e a ascensão dos mesmos ao time principal do Grêmio?

Esta é, em nossa opinião, a única pergunta do blog que poderia ser reformulada, porque ela se baseia em um fato equivocado e comete uma injustiça. Esta gestão conquistou o Bicampeonato Brasileiro Sub-20 no ano passado. Lembram do jogo no Zequinha ? Ainda em 2009/2010 foi Campeão Juvenil (após seis anos de jejum), Campeão Brasileiro Infantil, Campeão Gaúcho Infantil, Campeão Gaucho Sub-14 e Campeão Sul-Americano (EFIPAN), torneio esse que o Grêmio em seus 30 anos de participação havia vencido somente dois títulos. Categoria de base abandonado consegue tudo isso ? O trabalho de Paulo Deitos, que liderou todas essas conquistas e é candidato da Chapa 2, foi elogiado até por grupos políticos contrários aos seus. Andrey Lopes, que agora será o assistente de Renato no profissional, foi revelado por Deitos. Temos ainda na nossa nominata Bem-Hur Marchiori que como diretor das Categorias de base de 1993 a 1998, revelou jogadores como Danrlei, Murilo, Sheidt, Roger, Emerson, Ronaldinho e Arílson. Que lista !!! A Chapa 2, por contar com Paulo Deitos e Ben-Hur Marchiori, é a única que tem se manifestado nesta campanha de forma veemente quanto ao incentivo das categorias de base, celeiro de craques e fonte de recursos com novos jogadores talentosos.

Considerações finais

Desejamos reiterar o apreço pelo Blog e fazer um apelo ao associado. Vote com a razão e não por emoção. Há quem esteja desejando recomeçar o Grêmio em 2010. O clube quase quebrou financeiramente e começou a ser recuperado com Paulo Odone e agora com Duda Kroeff. Uma crise, com o tamanho que alcançou, não se supera apenas com discurso e boa vontade. Leva tempo e exige gente comprometida e também com experiência e competência. Por isso, dizemos que a Chapa 2 é renovação (quase 120 novos nomes que não conselheiros) com qualidade. Quando tu enfrentas uma crise, não se pode optar pela aventura. Todas as chapas têm bons nomes, mas entendemos que a nossa reúne a nominata mais qualificada. Finalmente, precisamos nós gremistas reavaliar nossas práticas políticas porque tão cansado quanto da falta de títulos está também a nossa torcida de brigas de vaidade ou fratricidas dentro do clube. Se pararmos de brigar entre nós, tudo ficará mais fácil. Um abraço gremista a todos e visitem os nossos canais:

SITE: http://www.dalhegremio.com.br

TWITTER: @da_lhegremio

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Diego permalink
    setembro 8, 2010 8:53 pm

    Gostaria de saber quem redigiu.

    Todas as questões foram excepcionalmente bem respondidas. Com conhecimento, objetividade e maturidade.

    Parabéns!

Trackbacks

  1. Promessas não cumpridas pela Renova Tricolor » Grêmio 1903

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: