Skip to content

Política de Duda afastou torcedor do estádio

agosto 31, 2010

Foto: Tatiana Lopes/ClicRBS

Se o Grêmio precisa de sua torcida para novamente transformar o Olímpico no velho caldeirão e tirar o time da zona de rebaixamento, disso ninguém duvida. Por essa razão, o pedido constante do presidente Duda Kroeff pelo apoio nas arquibancadas é compreensível. Contudo, parte dessa perda na força do Grêmio em casa, que ocorre por meio da ausência de torcedores no estádio, também se deve à falta de habilidade da atual gestão em representá-los.

Até hoje o torcedor, principalmente aquele que sentiu na pele, não se esqueceu da fatídica noite de 02 de julho de 2009, em que o gremista foi impedido de entrar no Olímpico na semifinal da Libertadores entre Grêmio e Cruzeiro. Contudo, o que veio a seguir foi apenas uma nota oficial, deixando a sensação de abandono ao torcedor.

Foi na gestão de Duda Kroeff que se iniciou um racha entre o clube e a Geral do Grêmio. Em um programa do Bate-Bola da TVCOM, Luiz Onofre Meira chegou a afirmar que o não permitiria que se criasse uma “torcida profissional”. Não entro no mérito quanto aos incentivos políticos entre as partes, visto que a Geral apoiou Antonio Vicente Martins (Grêmio Independente) no último pleito presidencial.

Apesar disso, a falta de habilidade da atual gestão em lidar com esse tipo de problema é flagrante. Por mais que concorde com a necessidade de impor limites para torcida organizada e assim evitar cenas frequentes em clubes de São Paulo e Rio de Janeiro (como a invasão de treino e brigas quando o time vai mal), fato é que a Geral do Grêmio é sim uma importante aliada do time gremista no estádio Olímpico.

Porém, na gestão Duda Kroeff, parte dessa torcida foi marginalizada. Não digo que não existam problemas a serem resolvidos, principalmente no que se refere a briga de facções dentro da própria torcida gremista, mas a Geral do Grêmio protagonizou uma forma de torcer no Brasil inigualável, fazendo com que um time gremista, mesmo que fosse bastante limitado, se tornasse quase invencível no Olímpico.

Esse apoio que o atual Conselho de Administração afastou. Logo, a média da torcida gremista neste Brasileirão não passa de 12 mil pessoas. Além disso, o Grêmio não assusta tanto os adversário quando joga no Olímpico e, derrotas que outrora eram raras, tornaram-se frequentes. Tudo isso não pode ser apenas coincidência.

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. felipe castro permalink
    agosto 31, 2010 7:22 pm

    A Geral do Grêmio vinha sendo um diferencial da torcida azul de POA desde, sei lá, o começo dessa década. Se você pega um jogo televisionado do Grêmio em 1999, por exemplo, e outro em 2005, a diferença visual das faixas que se vê no fundo da tela é gritante – tô falando isso porque sou paulista e não frequento o Olímpico. Se em 1999 o Olímpico ficava às moscas em um jogo médio e se podia ver meia dúzia de caras todos de branco da Torcida Jovem, em 2005 já se via os trapos, as faixas azuis e negras, os cânticos, a avalanche, e blablabla, aqueles traços bem argentinos que os gremistas exportaram com uma boa dose de originalidade. Eu estou longe, não sei dizer se a Geral do Grêmio teve um acesso de “vamos virar mais uma Torcida Uniformizada”. Se sim, lamentável. Se não, é ainda pior, a diretoria tomando partido contra uma das expressões mais legais de torcida que surgiram na última década – e alavancaram uma série de cópias por aí, o que teve de time criando barra brava não foi fácil. Porque o que se vê ultimamente é a Geral meio acuada, principalmente depois desse episódio de 2009. Ao menos é a impressão que tenho lendo o noticiário e vendo jogos pela TV. Aquelas faixas da Jovem que sobressaltavam há uns 10 anos voltaram.

  2. observador permalink
    agosto 31, 2010 7:26 pm

    Duda “obino” é o sinônimo de derrota,tda vz q vjo esse cara me vem a imagem do fracasso,seja por suas declarações,seja por suas atitudes.Não sou “geraldino” mas é inegável o espetáculo à parte e a força dessa torcida,já vi adversarios tirando fotos embasbacados com a geral do Gremio(até o rival fez uma cópia!!).Mas é como dizia um grande roqueiro “o melhor marketing de um disco são suas músicas,se forem boas muita gente compra,sem precisar de comercial”o mesmo vale pro futebol se o time é confiável a torcida vai ao estádio,compra os produtos,prestigia mesmo do contrário…

  3. Alfredo Carlet permalink
    agosto 31, 2010 9:03 pm

    Contra o Guarani, paciência e apoio para quem não quer ser, ano próximo, torcedor de segunda divisão…
    Quando marcarão o primeiro pênalte para o GRÊMIO no campeonato?…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: