Skip to content

Brasileiro’ 10: Ultimato pela vitória

agosto 7, 2010

O Grêmio não pode pensar em outro resultado que não seja a vitória contra o Fluminense, na tarde deste domingo (08). O time comandado por Silas está há mais de dois meses sem vencer uma partida oficial, além de amargurar uma situação incômoda na zona de rebaixamento. Qualquer placar que não seja a vitória após os 90 minutos de jogo, pode significar a queda do técnico e quem sabe também a demissão de Meira no cargo.

Definitivamente perdi qualquer tipo de esperança em Silas. Já estamos no oitavo mês do ano de 2010 e o time sequer mostra evolução. Passa jogo após jogo, fico cansado de constatar que os jogadores não seguem uma obediência tática, erram passes, falham na marcação, seja pelas laterais ou até mesmo em bolas aéreas, mesmo tendo três zagueiros altos.

Porém, o que mais irrita em Silas é a covardia. Essa é uma explicação para o fato do Grêmio não vencer fora de casa. Contra o Cruzeiro, o técnico tirou Jonas quando o placar era favorável em 2×1, para a entrada de Fernando. Resultado? 2×2. No Grenal, a partida estava 0x0 e Silas demorou em pôr Souza e, quando o fez, tirou Borges. Por último, no jogo contra o Goiás, o técnico sequer optou pelo meia e ainda tirou Hugo de campo, que fazia uma boa partida, quando o placar era 1×0. No seu lugar entrou Fábio Santos, autor do pênalti para o clube goiano. Resultado? 1×1.

Embora tenha a certeza de que Silas não serve para ser técnico do Grêmio, depois dar o voto de confiança nele no primeiro semestre, o jeito será torcer para que haja um milagre e o técnico acerte a mão. Não adianta torcer pela queda do Silas neste instante, pois isso significaria querer a derrota contra o Fluminense. Essa postura, não consigo fazer.

Do outro lado, enfrentaremos um Fluminense líder do Campeonato Brasileiro. Esquecem aquele time que batemos na Copa do Brasil com duas vitórias. Desta vez, Muricy Ramalho acertou a equipe, que vem jogando bem e mostra que não é líder por uma obra do acaso. Se o Grêmio fizer corpo mole, perde. Daí, a crise se estabelece de vez no Olímpico.

O duelo promete ser difícil principalmente porque não teremos Jonas e Hugo devido às suspensões pelo terceiro amarelo e Borges é dúvida. Isso sem citar a ausência de Victor, convocado pela seleção brasileira. Também fico na dúvida de quem será o meia ao lado de Douglas. Se Souza está se recuperando, segundo Silas (o que acho uma atitude incoerente dele), então seguindo a lógica, imagino Maylson no lugar de Hugo e Edilson como um ala-direito.

Especula-se que William Magrão será o terceiro zagueiro, o que apenas reforça que Meira e Silas não passam de incompetentes. A janela de transferências está aí e o time segue sem uma opção na lateral-direita para Edilson e ainda o técnico usa um volante para ser zagueiro. Se for para cometer essa barbaridade, então deixe essa função com Neuton ou Saimon, que são da posição.

*

Off-Topic 1: Neste sábado (07), um grupo de torcedores protestou no Olímpico, pedindo a saída de Duda, Meira e Silas de seus respectivos cargos, além de exigir a volta do “Grêmio Guerreiro”. Apesar de achar que os problemas vão além da falta de garra e do protesto não ser tão organizado como alguns disseram, acho que a iniciativa foi válida. A imprensa repercutiu (ClicRBS e Correio do Povo) e esse ato deve servir de alerta para os mandatários tricolores. Se o time não melhorar, os protestos ficarão cada vez intensos nos próximos dias.

Foto: Pedro Revillion/CP

Off-Topic 2: São Paulo está afim de Silas? Ótimo, agora temos a chance de ver o técnico sair do Olímpico sem a necessidade de perder. Mas saliento que com Meira, ainda assim fica difícil.

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. Rennan Oldra permalink
    agosto 8, 2010 3:42 am

    Simplificando: Trágico! :S

  2. Rennan Oldra permalink
    agosto 8, 2010 2:47 pm

    Cara eu estou com uma dúvida enorme aqui. o Silas diz que não tem zagueiros… vai colocar, talvez, Willian Magrão na zaga, mas e o tal Patrick Borges que contrataram do Pelotas está aonde? nos Juniores?

  3. Alfredo Carlet permalink
    agosto 8, 2010 3:34 pm

    Patrick, 17 anos, categoria de base.
    Faltam zagueiro, atacante de velocidade, cabeça de área.
    Sem dinheiro, jogador caro impossível. Interior paulista seria alternativa viável.
    Nossa realidade é pontuar com humildade, pés no chão…

  4. Alfredo Carlet permalink
    agosto 8, 2010 3:44 pm

    Paulo Paixão, sempre foi motivador, deveria aparecer mais, vestiário, convocando a torcida, questionando arbitragem. Isso nos falta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: