Skip to content

Brasileiro’10: Novo empate, nova derrota

agosto 1, 2010

Podemos dizer que o Grêmio jogou melhor do que o Internacional na maior parte dos 90 minutos, no Beira-Rio. Se fosse para ter um vencedor, este seria o Tricolor.  Porém, o resultado de 0x0 mantém o time numa situação dramática na tabela de classificação e ainda faz persistir o tabu vergonhoso de não vencermos fora de casa no Brasileirão há mais de um ano.

Já não é mais possível contar nos dedos de uma mão as oportunidades que o Grêmio poderia sair com os três pontos longe do Olímpico. Vamos citá-las aqui: Atlético Goianiense, Flamengo, Palmeiras, São Paulo, Cruzeiro e Internacional. Embora haja clubes grandes nessa lista, o Grêmio os enfrentou jogando melhor, mas deixando a vitória espaçar por erro próprio, ou com um adversário em crise técnica. Portanto, foram pontos perdidos para um time que era cotado ao título brasileiro.

Silas não vai cair nesta rodada, tampouco pode ser responsabilizado pelas três excelentes defesas de Renan, pelo pênalti não marcado pelo Salvio Spinola e o gol feito que o Borges conseguiu perder no final da etapa inicial. Mas o técnico gremista segue fazendo alterações tardias e ainda errando ao executá-las.

Contra o Cruzeiro, Silas tirou Jonas, num momento em que o ideal seria manter os dois atacantes para matar o jogo no contra-ataque. O castigo pela falta de ousadia veio logo depois, quando a Raposa empatou o jogo. Diante do Inter, o placar ainda estava 0x0, quando ele colocou Souza, tardiamente, para tirar Borges e deixando o time com apenas um atacante. Isso é atitude covarde.

Foto: Cristiano Estrela / CP

Tão absurdo e inexplicável quanto é Neuton nem constar no banco de reservas. Fora a justificativa de lesão, não há explicação para não relacionar o guri para o clássico, ainda mais com Ozéia fazendo uma falta atrás da outra. Roth tirou Índio, que fazia uma partida ruim, e colocou Fabiano Eller, enquanto que Silas via Ozéia pedir para ser expulso e não tinha opção de banco.

Num clássico sem zagueiro no banco de reservas e apenas um lateral-direito no elenco, naturalmente revela a displicência do nosso Departamento de Futebol. Ao mesmo tempo em que vemos os outros clubes da Série A contratando, o Grêmio segue satisfeito. Afinal, Meira deve ter razão em achar normal jogar um clássico sem zagueiro no banco de reservas.

Para a partida contra o Fluminense, no domingo que vem, o Grêmio não terá Ozeia, Hugo e Jonas. Arrisco-me a dizer que os dois primeiros não farão falta pela partida que fizeram neste domingo. Já o atacante é uma perda e foi burro ao dar um carrinho desnecessário, resultando no seu terceiro amarelo. Assim, Silas deve recorrer a André Lima, que possui características diferentes do artilheiro gremista.

Para não ser chato, vou parabenizar a boa partida de Rafael Marques, seguido por Rodrigo, que voltou a jogar simples e bem. Adilson e Ferdinando me agradaram também e o time ganha mais em marcação com os dois do que com a presença de Rochemback. Maylson não foi mal, mas precisa treinar mais as finalizações. Já William Magrão segue numa fase infeliz, enquanto que Souza teve tempo apenas para mostrar vontade.

Agora é pensar na Copa Sul-Americana, a nossa salvação em 2010. Nas atuais circunstâncias, o Grêmio tem apenas a finalidade de lutar por esse título e ainda somar uma quantia de pontos para escapar da zona de rebaixamento. Pouco para um time com a folha salarial do Grêmio, mas diante de tanta bagunça, foi o que nos restou. Então foco no Goiás.

Anúncios
13 Comentários leave one →
  1. agosto 1, 2010 8:35 pm

    E o Douglas, hein? Algum dia vai fazer alguma coisa produtiva pro Grêmio? Um chute, um passe ou jogada de gol, uma mísera triangulação mais perto da área… Termina o Jonas tendo que sair da área para criar as jogadas que o Douglas nunca fez no Tricolor. As únicas jogadas que vi o Douglas armar são as de contra-ataque do rival, entregando a bola no meio-campo continuamente. Para piorar, Borges está mal e erra as finalizações das poucas jogadas que o Jonas consegue criar sozinho. Para piorar ainda mais, não teremos Jonas na próxima partida. Cada vez sinto mais saudades do Tcheco. Douglas tem que calar a boca e começar a fazer algo produtivo para o Grêmio. Situação triste a do Tricolor.

    • agosto 2, 2010 6:28 am

      Não acho que o Douglas tenha jogado tão mal neste jogo, Alex. Tudo bem que não foi um primor, mas foi esse desastre, até conseguiu fazer algumas jogadas. Agora, ele tem um estilo diferente do Tcheco, não é explosivo quanto ao ex-capitão, mas o vejo com melhor categoria. Acho que a volta do Souza deve sim beneficiar o Douglas, pois o Hugo, esse sim, está me irritando.

      • Claudio COLORADAÇO permalink
        agosto 2, 2010 4:02 pm

        A imprenssa não diz mas eu vou falar .
        Na volta de Celso Roth ao Inter se contabiliza 7 jogos , 5 vitórias e 2 empates . Os 2 empates a que seguem são : Inter 0x0 Ceramica de Gravataí e agora Inter 0x0 gremio , ao meu ver não sei o pq de tanto choro da galera ai do blog pq se o poderosíssimo ceramica não ganhou do Inter o gremio ao menos conseguiu sair sem derrota no grenal.
        Méritos pro gremio novamente pelo empate e abraços a todos 🙂

      • Daniel permalink
        agosto 2, 2010 5:33 pm

        E os méritos do Salvio Spinola? Não seja injusto com o seu juiz.

  2. Alfredo Carlet permalink
    agosto 2, 2010 12:04 am

    Poucos pontuarão no beira- rio.
    Até quando as arbitragens da colorada cbf vão tirar pontos do GRÊMIO!?!!?!!

    • agosto 2, 2010 12:13 am

      A arbitragem continuará a nos prejudicar enquanto a nossa diretoria não tiver forças nos bastidores. Comparada a do Inter, a nossa é uma piada. Isso pode explicar, em parte, o desequilíbrio na imprensa no trato dos dois clubes e nas vitórias fora de campo.

  3. giovani montagner permalink
    agosto 2, 2010 2:16 am

    não vi o jogo de estreia da nova formação tática, contra o cruzeiro, e hoje deu um alento: não seremos rebaixados. ela deu maior robustez ao sistema defensivo, o victor agradece.
    devemos parabenizar a direção e a comissão técnica, conseguiram transformar o Grêmio numa equipe de meio da tabela, brigando por vaga na sul americana, nada além da décima posição.
    os títulos estão cada vez mais longe…

    • agosto 2, 2010 6:14 am

      Também acho que o Grêmio não irá cair, mas somente ficarei tranquilo quando esse papo de “o trabalho está sendo feito” por trocado por resultados. Infelizmente, ficaremos no meio da tabela. Pior ainda, que diante das circunstâncias, ficaremos satisfeitos. O que corrobora que para 2011, precisamos mudar tudo: presidente, diretor e técnico. Precisamos mesclar essa equipe, que já tem uma idade avançada, com a garotada, fórmula que parece ser descartada pela atual gestão e comissão técnica. Aí quem sabe que 2011 seja melhor.

  4. Rennan Oldra permalink
    agosto 2, 2010 2:49 am

    Parece até mentira, não tem um jogo em que o Grêmio não saia prejudicado pela arbitragem.

    Pensei comigo antes de o jogo começar, ainda bem que não é o Simon, colorado cara dura.

    Puta que o pariu o cara conseguiu ser pior que ele –‘

    Sacanagem isso que estão fazendo com o Grêmio

    • agosto 2, 2010 6:21 am

      Volto a dizer que falta forças nos bastidores. Apesar de alguns méritos, a atual gestão me parece perdida quanto ao futebol, dentro e fora dos gramados. No Inter, a direção colorada não é perfeita, mas tem força, tanto que a FGF os favoreceu no Gauchão 2009, lutou até o último minuto para fazer com que a Sul-Americana 2008 desse vaga para Libertadores (algo que veio a partir deste ano) e conseguiu alianças para antecipar a janela de transferências para a Libertadores. Tudo isso faz diferença. O Grêmio me parece sem força política para pressionar a imprensa pela desigualdade aos tratamentos nos dois clubes da capital e na arbitragem. Se o São Paulo ou o Inter é prejudicado, há um escarcéu, dossiê ou até DVD. No Grêmio, o presidente faz um pequeno desabafo na hora da entrevista e fica por isso mesmo.

      • Rennan Oldra permalink
        agosto 2, 2010 1:05 pm

        A mais bela verdade meu amigo, falta pulso firme. Com uma atuação ridícula do jeito que foi essa arbitragem um simples desabafo não leva a nada, bem falado meu amigo.

  5. Alfredo Carlet permalink
    agosto 3, 2010 12:25 am

    A escondida, secreta conaf, tinha o Barreto como representante gaúcho.
    Parece que o seu sucessor é o Cunha Martins, confere?
    Qual a razão de não divulgarem a comissão de arbitragem, transparência mínima ?…

  6. Daniel Alves permalink
    agosto 5, 2010 7:12 pm

    Se o Silas continuar escalando o time no 3-5-2, podemos esperar mais uma “Batalha dos Aflitos” versão 2011.
    Segundona tá aí Silas, reajaaaaa!!!!!!!!!!!! Antes que seja tarde.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: