Skip to content

Há algo errado

julho 6, 2010

Foto: Flávio Neves/ClicRBS

Como havia dito antes, desta vez a cobrança sobre Silas vai aumentar, pois já estamos num período em que o gremista deveria saber os onze nomes dos jogadores que compõem o time titular. Além disso, a equipe deveria errar menos passes, ter uma jogada ensaiada e um esquema tático consolidado. No entanto, não vimos isso na Copa da Hora.

O que me conforta e ao mesmo tempo me revolta é que o time jogou o torneio amistoso como um amistoso sem valor algum, como se percebe pela declaração de Hugo. Aliás, a direção parece perdida quanto ao planejamento. Afinal, quando o presidente Duda Kroeff diz que nunca foi a do Grêmio jogar amistoso, então por que raios o clube estava presente na competição?

Tão constrangedor quanto foi a calma do Silas após a derrota desta segunda. Enquanto isso, o torcedor do Grêmio, acostumado a glórias e ter o seu time como o maior da região sul, é zoado pela torcida do Avaí, que, com todo respeito, torce por um time que apenas é grande em terras catarinenses, pois fora dela, é um clube minúsculo e sem tradição.

Oras, cadê a gana do Grêmio? Onde está aquele espírito guerreiro do Tricolor? O mesmo espírito visível no Uruguai na Copa do Mundo, que mesmo perdendo para a Holanda nas semifinais, sai como grande vencedor na África do Sul, pela garra e persistência em representar seu povo. Depois olho para o Grêmio, faceiro no meio-campo, perdendo um jogo e tratar isso com a maior naturalidade.

Sinto-me pior quando vejo que clube possui uma folha salarial de R$ 4 milhões. Com um elenco tão caro, é inadmissível ver o Grêmio ser lanterna com um grupo formado por Vasco da Gama, Avaí e Coritiba. Portanto, o desfecho da Copa da Hora foi digno de preocupação. Passada a intertemporada, não vi melhora no time, não observei evolução nos passes e tampouco na marcação.

Vejo o final do torneio, sem motivos para acreditar que o nosso segundo semestre no Brasileirão será diferente. Com esse futebol, teremos mais um ano de classificação para Copa Sul-Americana. Espero estar errado, afinal, o que mais quero é um Grêmio vencedor em campo.

Off-Topic: O lado positivo da Copa da Hora foi ver Mário Fernandes (mesmo com erro de ontem) e Neuton no time titular. Gostei bastante da atuação de Roberson e André Lima mostrou que pode ser uma opção interessante no banco.

Off-Topic 2: É burrice dar Rafael Marques de bandeja para o Cruzeiro. Ainda o vejo como a melhor opção para atuar ao lado de Rodrigo na zaga, enquanto que Mário e Neuton ficariam nas laterais.

Off-Topic 3: É cedo e sei que o jogador ainda terá tempo para mudar minha opinião. Mas nestes dois jogos, ainda não vi serventia na contratação de Uendel. Simplesmente não apareceu enquanto esteve em campo nas duas oportunidades na Copa da Hora.

de Hugo
Anúncios
6 Comentários leave one →
  1. Alfredo Carlet permalink
    julho 6, 2010 10:01 pm

    Kieza, Cruzeiro, avante de velocidade…

    Renato Silva, São Paulo, zagueiraço!

    Emerson, na foto com Silas, é titular no GRÊMIO. Bom jogador não falta!

  2. Alfredo Carlet permalink
    julho 6, 2010 10:03 pm

    Renato Silva, São Paulo, zagueiraço!

  3. Alfredo Carlet permalink
    julho 6, 2010 10:10 pm

    Emerson, na foto com Silas, é titular no GRÊMIO. Bom jogador não falta!

  4. Mauricio Roberto permalink
    julho 7, 2010 8:56 am

    Tchau Uruguai!!!!
    Vai tarde, se a raça uruguaia ganhasse Copa do Mundo, estavamos feitos!!!
    Mas não ganha ne!!! O Uruguai já está a 60 anos sem ganhar uma Copa do Mundo.
    Isso lá é referência pra mim como gremista?? Duvido muito!!!
    Ja pensou ver o Gremio sem ganhar um grande titulo daqui a 60 anos? É duro!!!
    Prefiro que o Gremio continue brasileiro mesmo… Qual time uruguaio ganhou algum titulo importante que voce lembre por esses tempo?? Que eu me lembro nenhum!!!
    Brasileiro tem mania de valorizar,admirar o que vem de fora, esquecendo que eles(Uruguai) esta bem mal das pernas, é isso não é de agora…

  5. julho 7, 2010 10:45 am

    Mauricio, primeiro, você está abordando um tema que não tem nada a ver com o tópico. Peço que se atente quanto a isso, se não o debate a respeito disso se torna outra.

    Mas respondendo ao seu comentário desta vez. É uma pena que você, assim como vários outros, não tenha entendido a razão pela minha simpatia pelo Uruguai. Já escrevi isso no post, mas parece que preciso desenhar para alguns.

    O futebol do Uruguai e do Grêmio se parecem sim, pela característica da garra e da persistência. Além disso, há a camisa celeste. O torcedor gremista, em grande parte (e você deveria saber disso) prefere o time com mais guerreiro do que técnico. Tanto que o Grêmio de 2001, um dos times que mais jogou bonito, não é consenso entre gremistas.

    Agora, quero que você ACHE UM TRECHO NESTE BLOG que diz que raça ganha tudo. Óbvio que não ganha, tanto que sempre digo, os times mais vitoriosos do Grêmio sempre uniram a garra com a técnica. O Grêmio de 2007 e 2008 era muito mais garra do que técnica, havendo um desequilíbrio entre as qualidades. Resultado? Perdemos a Libertadores e o Brasileirão.

    O que quero dizer é que, depois de algum tempo, temos um time mais qualificado tecnicamente desde 2003, mas sem a raça do Grêmio de 2007. Essa foi a referência para a minha crítica neste post.

    Por último, você não me conhece para fazer esse tipo de comentário: “Brasileiro tem mania de valorizar,admirar o que vem de fora”. Concordo plenamente, tanto que acho ridículo brasileiro tocar vuvuzela apenas por modismo, pois não faz parte de nossa cultura, ao contrário da África do Sul.

    Mas, meu caro, não torço pelo Uruguai por modismo ou por dar valor ao que vem de fora. Torço por esse time pela simpatia que tem, uma seleção que verdadeiramente joga com a alma, que verdadeiramente tem laço com seu povo e joga por ele. E o mais importante: é humildade.

    A verdade é que nós brasileiros estamos muito arrogantes. Já faz algum tempo que deixamos de ter o melhor futebol do mundo, mesmo assim, “somos guerreiros” da propaganda de cerveja. O Brasil apresentou o melhor futebol do mundo na Copa de 2006 e 2010? Há quanto tempo um clube brasileiro não ganha sequer uma Libertadores? Diga agora um brasileiro que de fato pode ser o melhor do mundo.

    Está na hora de baixarmos a nossa bola sim. Se tivéssemos um terço da humildade uruguaia, aliada à técnica dos jogadores da SeleNike, estaríamos na final da Copa.

    Espero que você entenda.

    E se for para continuar esse debate, que seja neste tópico: https://gremio1903.wordpress.com/2010/07/03/copa-do-mundo-2010-o-que-me-comoveu-e-segue-me-comovendo/

    Grato.

  6. julho 8, 2010 5:08 pm

    Sugiro a leitura do texto “A direção do Grêmio faz lembrar a CBF”. O endereço é http://www.mafiadoapito.com.br/ConteudoVisualizar.aspx?id=101

    fique a vontade para reproduzir o texto aqui no blog se achar que deve (favor apenas listar a vonte)

    Att,

    Fernando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: