Skip to content

No aguardo

junho 16, 2010

Ainda aguardamos as novidades prometidas, Meira / Foto: Juliano Schuler/ClicRBS

Já se passaram dez dias desde que o Grêmio encerrou as atividades para a intertemporada, antes da realização da Copa do Mundo na África do Sul e, até aqui, nenhuma novidade sobre a vinda de um novo jogador para compor o elenco tricolor. Por um lado, o silêncio da diretoria é bom, pois quando a imprensa tem acesso às informações, muitas negociações ficam pelo caminho. Porém, essa demora não estava prevista, uma vez que Luiz Onofre Meira já queria anunciar o novo atacante, o que não ocorreu até o presente momento.

A situação de Éder Luis segue indefinida e começo a ficar cético quanto ao desfecho dessa negociação. A demora para o anuncio do novo atacante não estava prevista e o Benfica sempre costuma dificultar as negociações (quem não lembra do Diego Souza?). Ainda que seja um bom jogador, não vale fazer leilão para trazê-lo ao Olímpico. Logo, a obrigação da diretoria é já ter o contato com uma alternativa, o famoso plano B, pois está provado que insistir com William não dá.

Uma negociação quase tão importante quanto o ataque é a de Réver. Ele quer voltar, a torcida também e a diretoria idem. Só falta convencer o Wolfsburg, mas não vejo serventia em manter um jogador que visivelmente deseja sair do solo europeu. Além disso, o retorno de Réver reforçaria a zaga numa eventual venda de Mário Fernandes e, mesmo que permaneça, este voltaria a ser uma boa opção para lateral-direita.

Os demais reforços virão do Departamento Médico. Souza irá se recuperar no segundo semestre, mesma situação de Lúcio. O ataque titular formado por Jonas e Borges voltará, para a nossa alegria. Além deles, retornarão também Mario Fernandes, Neuton, Fábio Santos, Ferdinando, Leandro e Mithyuê. Com todos esses jogadores somados às contratações prometidas, volto a afirmar que o Grêmio tem plantel para brigar por título.

Enquanto que esperamos quem vem ao Olímpico, outros vão embora. A ida de Joilson para o Atlético Paranaense foi um alívio, pois de nada adianta ter um jogador tão conformista com a sua posição de reserva e que raramente teve atuações convincentes. Assim, a diretoria se mobiliza a trazer outro jogador para a posição. A sugestão é Coelho, que deve mesmo sair do Atlético Mineiro.

Já Bruno Collaço tem o seu empréstimo à Ponte Preta como uma excelente oportunidade para amadurecer. Ele é bom jogador, mas precisa ter maior frieza e ousadia em campo. Além disso, com Lúcio, Fábio Santos e Uendel na lateral-esquerda, dificilmente teria espaço. As únicas dúvidas ficam quanto à confirmação da permanência de Lúcio e o que Uendel tem a nos mostrar.

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. charles hansen permalink
    junho 16, 2010 9:09 pm

    che. espero que diretoria de futebol também volte de suas férias. agilidade zero.

  2. Daniel Alves permalink
    junho 17, 2010 9:43 am

    Sou mineiro, e acompanhei Éder Luis quando jogava pelo Atlético-MG, e convenhamos, ele nunca, em nenhum momento de sua carreira, foi um atacante espetacular, e agora com a idade que já tem não vai ser mesmo. Eu acho que contratar um jogador com a idade dele apenas pra inchar o plantel não é interessante. Ezequiel Miralles e Mauro Formica (principalmente Formica) me parecem mais interessantes que o velho Éder Luis, pois, além de bons jogadores são jovens. Éder Luis, se vier, será o Alex Mineiro de 2009, lembram??
    Abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: