Skip to content

Brasileiro’10: Esgotado direito de errar

junho 2, 2010

Nunca torci tanto para a chegada de uma Copa do Mundo como torço agora. Porque está tudo conspirando contra o Grêmio, uma vez que depois de tantos jogadores no Departamento Médico, perdemos Jonas pelo STJD por dois jogos. Não contaremos com nossa dupla de ataque titular, além de outros desfalques que já duram semanas. Enfim, somente a parada para realização do mundial para pôr a casa em ordem e concentrarmos 100% de nossa força no Brasileirão.

O “porém” é que gastamos nosso direito de errar antes da Copa do Mundo. Como havia afirmado anteriormente, o Grêmio perdeu pontos preciosos contra Palmeiras e Flamengo, ambos os times em crises técnicas e o clube alviverde ainda tem como agravante a sua instabilidade política. Como se não bastasse, o Atlético Goianiense até aqui somou um ponto no Brasileirão, conquistado contra o Grêmio. Portanto, para não se distanciar do pelotão de frente, temos que somar seis pontos nesses dois jogos. Não dá mais para errar.

Para subir na tabela, o Grêmio enfrentará novamente uma equipe em crise. Após a conquista do estadual, o Atlético Mineiro se tornou um dos cotados para fazer grande campanha no Brasileirão, mas seu desempenho até aqui é decepcionante. No entanto, apesar do péssimo início do campeonato e da freguesia no Olímpico, vejo o Galo como um adversário perigoso nesta quinta. Assim como o Grêmio, o Atlético deve ir para o tudo ou nada e estará motivado a buscar a vitória para sair dessa maré ruim.

O nosso freguês Luxa deve vir a Porto Alegre com uma formação com três zagueiros. O técnico atleticano terá dois desfalques: Coelho (já cogitado para nossa lateral-direita) e o volante Fabiano suspenso pelo terceiro amarelo. Parece que Zé Luis é dúvida, embora esteja relacionado para a partida. Ainda que haja desfalques, o adversário não é uma equipe ruim, principalmente no ataque. Muriqui e Diego Tardelli merecem respeito e atenção total de nossa zaga.

Foto: Fabiano do Amaral / CP

Ao contrário do ataque do Galo, o nosso está numa situação complicada devido à suspensão de Jonas,  somada com a ausência de Borges. Já que não contaremos com o atacante (embora o clube ainda tente  um  efeito suspensivo), a minha escalação seria com Hugo atuando como segundo atacante e para fazer companhia à Roberson, assim mantendo Douglas e Maylson no meio. Não considero Hugo um jogador fora de série, porém, suas qualidades são desperdiçadas no momento que ele atua muito distante da grande área. Também não dá para confiar no Willian pelas suas atuações até aqui. Mesmo assim, acho difícil Silas não deixar escalá-lo diante das circunstâncias.

Além disso, tirar Douglas do time titular chega a ser uma heresia. Por mais que ele esteja desaparecido numa partida, a sua capacidade definir uma jogada num passe ainda não está ao alcance de nenhum outro jogador no elenco. O camisa 10 é um peça cerebral, o único meia capaz de cadenciar o jogo, enquanto que Maylson e Hugo têm características completamente diferentes.

Ainda no meio, Rochemback deve permanecer no time titular. Seus atributos ofensivos são inquestionáveis até aqui, no entanto ainda sinto um meio-campo muito fraco na marcação com sua presença, sobrecarregando o Adilson. Bruno Collaço segue na lateral-esquerda e Edilson na direita. A zaga ainda contará com Rodrigo e Ozéia, dupla que vem jogando bem até aqui.

Apesar dos desfalques, o Grêmio é favorito contra o Atlético. Porém, sem entrega dos jogadores e se continuar a errar passes como ocorreu no Maracanã, o jogo somente tende a ficar mais difícil. Com cinco pontos e se encontrando na  14ª colocação, podemos dizer que se trata de uma posição pífia para o time que temos. Embora haja limitações, temos condições de  permanecermos no pelotão de frente. Mas para isso, temos que vencer os dois jogos que restam, para não nos colocarmos numa missão muito difícil após a Copa do Mundo.


Off-Topic 1: Não foi por falta de aviso que Uendel sequer estreou com a camisa do Grêmio e já foi marcar presença no Departamento Médico. O torcedor avaiano, Seu Cunha, já havia alertado sobre o risco do jogador se apresentar contundido ao Grêmio, neste blog, conforme trecho abaixo:

Até mesmo porque Uendel é um jogador que está sempre contundido. Tanto que agora mesmo, o Grêmio o está levando e eu não acredito que ele esteja em condições de jogo.

Não deu outra…

Off-Topic 2: Lamento o falecimento do conselheiro Ricardo Seibel de Freitas Lima, filho do presidente do Conselho Deliberativo, Raul Régis de Freitas Lima. Apesar de  palavras não surtirem efeito nesse  momento difícil, desejo toda força  para a sua família.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: