Skip to content

Brasileirão 2010: despachando o Avaí e subindo na tabela

maio 27, 2010

Público pequeno para uma campanha pequena. Esse foi o diagnóstico que se tirou do jogo entre Grêmio e Avaí, onde o tricolor venceu o leão de Floripa por 3×0, diante de um público pouco expressivo (menos de 10 mil pessoas).

A eliminação do Grêmio na Copa do Brasil, a derrota para o Palmeiras no sábado e as desconfianças que começaram a pairar sobre a cabeça de Silas fizeram com que muitos torcedores acompanhacem o jogo em casa ou mesmo num barzinho. Ir até o Olímpico numa noite fria e nebulosa tornou-se uma tarefa difícil.

Mas os poucos que ali estavam acompanharam um bom jogo entre os dois times. O Grêmio, como de praxe, soube mostrar-se superior ao adversário. Focado na vitória que, além dos três pontos, valiam a volta da confiança quase perdida, o Grêmio tratou de aliviar o torcedor logo aos 10 minutos. Numa falta cobrada por Jonas, o artilheiro tricolor na temporada contou com a ajuda da barreira. Desvio mortal que enganou o goleiro Zé Carlos e abriu o marcador no Olímpico quase vazio.

E não demorou muito pro Grêmio ampliar. Outra vez Jonas. Dessa vez o camisa 7 recebeu ótimo passe de Maylson, deixou o marcador Emerson Nunes e o goleiro pra trás e finalizou com o gol praticamente vazio. Era o segundo de Jonas no jogo, o gol de número 22 dele na temporada. Uma média e tanto para quem era considerado moeda de troca no início da temporada. Menos de três minutos depois, outro lindo lance. Maylson arriscou da entrada da área, a bola bateu na zaga e sobrou pra Hugo. O meia chutou e a bola explodiu na trave. O Avaí pouco produziu durante o jogo, não obrigando Victor a fazer nenhuma intervenção mais difícil ao longo da partida.

O Grêmio manteve o ritmo no segundo tempo. Willian, sem condições de atuar 90 minutos, seguiu praticamente como coadjuvante, não participando efetivamente de nenhuma jogada. Ora por deficiência técnica, ora por impedimento, o centroavante praticamente não apresentou riscos ao Avaí e foi sacado do time aos 21. Deu lugar ao jovem Roberson que, a exemplo de Willian, pouco produziu.

Com o tempo passando, o Grêmio perdeu um pouco do seu ritmo. Foi então que o Avaí teve sua melhor oportunidade. Após erro de passe de Adílson, o time catarinense puxou um rápido contra-ataque e por pouco Roberto, pretendido pelo Grêmio, não descontou. Um chute forte que saiu a esquerda de Victor.

Mais tarde, Fernando entrou na vaga de Hugo, cansado. Outra baixa foi o lateral Joílson, que teve de deixar o gramado após um choque feio com o zagueiro Rodrigo. Bruno Collaço pouco fez. Mas Fernando fez jus a aposta de Silas. Aos 44 minutos, recebeu passe Roberson e lançou Rochemback. Com um chute forte de perna esquerda o volante gremista que, segundo o canal PFC estaria jogando com forte gripe, deu números finais ao confronto: Grêmio 3×0 Avaí.

Agora o compromisso é sábado, diante do Flamengo, no Maracanã, a partir das 18h30. Jogo para reabilitar-se definitivamente e espantar qualquer crise que queira pintar pelos lados da Azenha. Daqui pra frente, não dá pra perder ponto. Isso se o Grêmio quiser, ao menos, a vaga na Libertadores.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: