Skip to content

DIRETO AO PONTO: O que há com Victor?

maio 24, 2010

Direto ao ponto, por Talis Ramon

A história recente do Grêmio nos obriga a valorizar qualquer jogador que, por mais mediano que seja, tenha um período de destaque ou que demonstre total entrega ao time. Por mais que lhe falte habilidade e técnica, um simples gesto o glorifica e o torna um ídolo, por mais vazia que esteja sua lista de conquistas por aqui. Foi assim com Sandro Goiano, um dos personagens da Batalha dos Aflitos. Foi assim com Tcheco, que ergueu uma única taça pelo Grêmio e saiu rumo ao Corinthians com honras de ídolo por uma parte dos torcedores.

Victor não passa por um bom momento na meta tricolor

Victor não passa por um bom momento na meta tricolor

Este ano, porém, o Grêmio vivencia a queda de produção notória de um de seus maiores goleiros. Eurico Lara, Mazaroppi, Danrlei… esses são incomparáveis, de qualidade indiscutíveis e cuja representação para o torcedor é quase imbatível. Mas Victor, atual detentor da camisa 1 tricolor, já foi comparado aos três. Claro que, guardadas as devidas proporções, são épocas e importâncias totalmente diferentes. Victor possui uma identificação forte com a torcida, fruto de suas brilhantes e memoráveis defesas nas últimas duas temporadas. Defesas estas que o renderam uma convocação para a Seleção Brasileira. Eu, aliás, fui favorável (assim como praticamente 100% dos gremistas) a sua permanência, inclusive criando, em parceria com alguns amigos, o blog “Fica Victor”.

Foi aí que o rendimento de Victor começou a apresentar variações. O goleiro que raramente falhava passou a apresentar certa insegurança, especialmente nos jogos anteriores e posteriores a aguardada lista de convocados para Copa 2010. O que está acontecendo com Victor?

A muralha que evitava que cerca de 90% dos arremata que a ele eram direcionados agora está aceitando tudo. É uma mãe, aceita quase tudo que vem em sua direção. Não pratica quase nenhuma defesa difícil no jogo. E isso que nem falo dos jogos decisivos, como os contra o Inter e Santos. Especialmente no gol de Robinho, na Vila Belmiro, Victor errou feio. Falhas assim não são comuns na vida de um goleiro tão conceituado e admirado não só pelo torcedor do Grêmio. Victor parece estar assustado, desmotivado, apreensivo. Mas o que será que está acontecendo com Victor?

Seria tudo isso decorrência da não convocação para a Copa? Seria vontade de ir para a Europa? Seria insegurança, fruto de um futuro incerto, que pode ser aqui ou até mesmo fora do país?

Afinal, o que se passa com Victor? Talvez nem ele mesmo saiba a causa dessa queda vertiginosa de produção que afeta o melhor goleiro do Brasil.

Anúncios
9 Comentários leave one →
  1. Claudio COLORADAÇO permalink
    maio 24, 2010 5:41 pm

    Melhor goleiro do Brasil eu questiono Bruno , sem regularida e falhar em jogos com grandes times eu questiono mesmo !!! abraços 🙂

  2. Claudio COLORADAÇO permalink
    maio 24, 2010 5:52 pm

    Eu faria o que fez Max Lopes e Pato abondanziere , mudaria de país , e saia da rotina com os campeonatos que ja disputaram por seus clubes , vida nova !

  3. giovani montagner permalink
    maio 25, 2010 2:23 am

    ele é um baita goleiro e como todo jogador pode falhar, mas questiono a motivação. ano passado não era assim, curioso é que o Grêmio terminou como uma das melhores defesas. será que tem relação?
    o problema esta no sistema defensivo, vaza muito. goleiro mal protegido, que tá sempre com atacante sozinho na sua frente, ou com o time adversário atacando a todo momento, uma hora vai ceder. é impossível defender tudo.
    enquanto não resolver o problema defensivo, que passa principalmente pelo meio- campo (quero ver quanto tempo vai demorar para esse técnico colocar 3 zagueiros), ele eventualmente vai acabar falhando.
    para não esquecer: fora silas!

  4. maio 25, 2010 7:01 am

    Também não podemos descartar a possibilidade dele apenas passar por uma má-fase, o que é muito comum na vida do goleiro. Dois grandes goleiros, atualmente referência no Brasil, passaram por uma fase questionável: Rogério Ceni e Marcos. Idem em relação ao Victor.
    Pode ser que colabore essa má-fase a decepção da não convocação para a Copa do Mundo, que não deve ser considerado pouca coisa e somente o tempo cura.

    Giovani, o problema não é a falta de três zagueiros. Podemos ter uma boa defesa com dois zagueiros, mantendo o 4-4-2. O problema maior é o meio-campo que, principalmente quando conta do Rochemback, torna-se muito faceiro.

    Também as laterais. Mas aí, qual é a culpa de Silas? Neuton, que nem lateral é, está se recuperando de lesão, assim como Mário, que poderia jogar no outro lado. Bruno Collaço vem desperdiçando a sua chance de se firmar de vez e Edilson é irregular, podendo fazer uma excelente partida ou ficar plantado no chão e aceitar um drible adversário rumo ao gol de Victor. Joilson é esforçado e nada mais.

    Logo, o técnico pode ter uma parcela de culpa, mas a vida dele também não é fácil. O Grêmio passa por uma fase ruim justamente quando Silas tem menos opções, porque algumas peças estão no DM ou não tem mesmo alternativa para o setor.

    • giovani montagner permalink
      maio 26, 2010 11:39 pm

      bruno, concordo contigo, até porque não gosto do dito 3-5-2. talvez ele tome essa atitude para com a insegurança que ronda a zaga, ou seja, o silas não conseguiu montar um sistema defensivo pelo menos confiável e apela para a solução “mágica” do terceiro zagueiro.
      quanto as jogadores citados, farei a defesa do collaço. é difícil para um atleta novo, recém vindo da base, sem qualquer confiança do comando da equipe ter que mostrar capacidade de ser titular o quanto antes. jogadores assim, com algumas exceções tanto positivas quanto negativas, precisam de maior respaldo e tempo para finalmente mostrar futebol.
      tenho restrições quanto a esse técnico e quero sua saída, mas vamos indo, a vitória de hoje venho em boa hora.

      • maio 27, 2010 10:59 am

        Concordo, Giovani, o Bruno merece uma sequência para poder se firmar, da mesma maneira Adilson recebeu a sua e agora faz grandes partidas. O problema é que se haveria um campeonato para isso, este seria o Gauchão. No Brasileirão, onde a disputa é mais acirrada, torna-se mais difícil de adaptar um jovem jogador. Além disso, Neuton, pelo que jogou (apesar de pouco), mostrou que tem mais condições de ser titular. Portanto, a oportunidade passaria para ele.

  5. Alfredo Carlet permalink
    maio 25, 2010 7:41 pm

    Propostas como as do Benfica desconcentram, tiram o foco.
    Resolver logo isso e voltar a trabalhar duro.

Trackbacks

  1. DIRETO AO PONTO: Victor renova até 2015! « Grêmio 1903
  2. BRA’10: Cruzeiro 2×2 Grêmio – Postura nova, resultado antigo « Grêmio 1903

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: