Skip to content

Atacar é preciso para fazer história na Vila

maio 19, 2010

A ordem é atacar o Santos e não apenas ficar na defensiva. Assim o Grêmio deve se comportar na Vila Belmiro para garantir a vaga para a final da Copa do Brasil. Este será o jogo do ano para ambas as equipes até aqui e um dos principais e mais esperados jogos na temporada 2010.

Dorival Junior vai para o tudo ou nada e irá escalar o time no esquema 4-3-3, com Neymar, André e Robinho no ataque. Essa formação chega a ser preocupante, uma vez que não contaremos com a nossa zaga titular, pois Mário Fernandes está lesionado e Rodrigo suspenso.

O problema do Grêmio está justamente na zaga. Rafael Marques e Ozéia são zagueiros mais lentos e se caracterizam mais pela força física, tendo assim de enfrentarem um ataque rápido e habilidoso. Por essa razão, Edilson e Joilson não poderão subir com maior frequência, para reforçar a zaga e não deixar os dois baques em desvantagem.

No meio-campo, Adilson e William Magrão terão que segurar Wesley e Paulo Henrique Ganso. Aliás, este último merece marcador em seu cangote durante os 90 minutos. Trata-se do melhor jogador brasileiro em todo o mundo, fez uma partida espetacular no Olímpico e graças a ele (e também ao Robinho) que o Santos chega a esse segundo jogo com vida.

No ataque está nosso trunfo. Hugo, que também deve dar a sua colaboração na marcação, e Douglas terão que cair em cima de Rodriguinho. O problema do Santos começa a partir daí, pois ao perder Arouca, Dorival Junior perde também um atleta que sabe marcar e ainda tem criatividade atacar. Com apenas um volante adversário, nossos dois meias poderão ter mais liberdade no meio, dependendo menos das laterais.

Na frente, Borges e Jonas formam a melhor dupla de ataque neste país. Se a nossa zaga tem problemas, a deles não se pode dizer melhor. Durval e Edu Dracena não são zagueiros ruins, pelo contrário, é bem provável que sofram diante da ofensividade do time santista e o pouco cuidado defensivo. Mas o fato é que a dupla sofreu 50 gols nesta temporada. Logo, sou mais o ataque gremista.

Outro fator que pode fazer a diferença é a experiência. Por mais habilidoso que seja esse time santista, ficou provado em muitas oportunidades, uma delas no segundo tempo do Olímpico, que este não sabe se comportar bem na pressão. Por isso, se o Grêmio ficar apenas na defensiva, a garotada santista se sentirá a vontade, mas caso ataque e até faça um gol, a situação muda por completo.

Portanto, embora teoricamente o Santos seja favorito, por precisar de uma vitória simples, o fato do nosso retrospecto na Vila não ser dos melhores e dos desfalques da zaga, uma vitória do Grêmio é totalmente possível e tirar times favoritos para imprensa de SP-RJ faz parte de nossa história.

Para garantir essa vaga, é preciso assustar esses garotos e pressioná-los. E, para isso, será necessário colocar o discurso de atacar o Santos na Vila em prática. Segurar o 0x0 é chamar a derrota certa, pois dificilmente se aguenta uma pressão desse time. O segredo é atacá-lo, com devido cuidado defensivo. Ou seja, o Grêmio precisa entrar em campo com intuito de não apenas observar o Santos jogar.

Anúncios
5 Comentários leave one →
  1. felipe castro permalink
    maio 19, 2010 7:37 pm

    Talvez o jogo nem tenha gols com o ímpeto do jogo passado. Prevejo um massacre psicológico do Santos em cima do Grêmio, com a zaga portenha, opa, gaúcha prevalecendo bravamente (!) por 80 minutos. Mas depois, meu caro, aí você tem aqueles percalços do esporte. Um pênalti, uma rebatida, um gol impedido, de mão… sacumé.

    Calma, não quis dizer nada com isso. Só uma certeza: o Grêmio vai ser copero y peleador

  2. Sanchotene permalink
    maio 20, 2010 12:48 am

    No fim, perdemos na bola. Não foi a defesa, nem o árbitro (ruim demais!). Faltou decidir no PT. No segundo, o Santos veio para cima e venceu.

  3. maio 20, 2010 12:58 am

    Pois é. Embora tenha ocorrido o pênalti em Jonas, com camisa rasgada, o resultado foi justo. O Grêmio jogou bem no primeiro tempo, mas faltou matar o jogo. Então venceu o time que jogou melhor e isso faz parte do futebol. Agora bola pra frente e pensar no Brasileirão e, mais tarde, na Sul-Americana (por que não?).

  4. SANDRO permalink
    maio 20, 2010 12:18 pm

    Alguns gremistas estão analisando o futebol apenas pela paixão. O time do grêmio está cheio de refugos do estado de São Paulo: Hugo, Borges, Douglas, Rodrigo, Willian… jogadores que após serem testado/utilizados no grande eixo do futebol brasileiro migram para outros centros., o que vocês esperam desses jogadores? Títulos?? Na esfera nacional não dá com estes jogadores.
    Agora reclamar de penalti não marcado. É chororo.
    O gol do Grêmio estava impedido; o juiz amenizou expulsões gremistas por entradas violentas no inicio do 2º tempo, (pois as entradas não era a raça gremista, e sim deficiência técnica parando a arte c/ violência.
    SANTOS FUTEBOL CLUBE a primazia em belas partidas e lindos gols. Vejam os gols do SANTOSFC NA DUAS PARTIDAS DISPUTAS! QUE MARAVILHA DE GOLS!!!! È SÓ GOLAÇO!!!!!!!!

  5. maio 20, 2010 1:32 pm

    Sandro, contesto o seu comentário nos seguintes pontos.

    Primeiro, ninguém aqui está chorando. Eu apenas afirmei que houve um pênalti em Jonas, com direito a camisa rasgada e se o Grêmio fizesse o primeiro gol naquele momento, poderia mudar os rumos da partida. Isso não é choro, o pênalti não marcado foi um fato real e o gol uma grande possibilidade. Porém, não foi marcado, isso faz parte do futebol. Isso não apaga o fato do Grêmio ter de matar o jogo ainda no primeiro tempo. Acabou, isso não ocorreu e o Santos venceu. Pronto, mereceu a classificação. Portanto, ninguém aqui está chorando.

    Segundo, você não acompanha o futebol do Rio Grande do Sul, mas eu acompanho o futebol de São Paulo, pois moro em Santo André. Logo, tenho mais base para falar desses jogadores.

    1- Sobre Borges, é uma heresia negar que ele é um dos melhores atacantes deste país. O Grêmio agradece do fundo do coração a liberação do São Paulo, que agora tem que agüentar Washington na sua péssima fase. A verdade é que ele sempre fez gols no clube do Morumbi, mas nunca foi valorizado da maneira que merecia. Ele sempre era o primeiro a ir para o banco com Muricy Ramalho. E, mesmo assim, ele foi Bicampeão Brasileiro, se não me falha a memória. Aliás, um de seus gols nos tirou o título brasileiro de 2008.
    2- Douglas é um dos principais meias deste país. No jogo do Olímpico, ele foi tão efetivo quanto Ganso, apenas não fazendo jogadas tão bonitas plasticamente. Ontem, ele não jogou bem, mas Douglas vem obtendo boas atuações no Grêmio. Logo, dizer que ele é refugo chega ao ridículo. Os corintianos sentem falta dele até hoje. Ronaldo já deu reclamação que sente falta dele. Então, como ele pode ser chamado de refugo?
    3- Hugo não jogou bem no São Paulo, isso é fato. No Grêmio, ele tem bom histórico. Não é extraordinário, mas para o grupo, é extremamente importante.
    4- Você não vem acompanhando o futebol do Rodrigo no Grêmio. Avalia as estadias dele no São Paulo e no Flamengo. Ele nos surpreendeu e assumiu a titularidade. Diga-me uma falha que ele tenha cometido com a camisa do Grêmio.
    5- Willian… Tudo bem, essa terei que concordar.

    Falei de todos esses jogadores usando argumentos, não apenas paixão clubística, como escreveu a pouco.

    Aliás, com um time mais fraco, chegamos ao vice-brasileiro em 2008. O time atual do Grêmio pode sim brigar por esse caneco. Isso não é exagero, o Grêmio vem jogando bem, assim como jogou bem no primeiro tempo na Vila, não se intimidando e podendo matar o jogo.Temos time para brigar nas primeiras posições deste campeonato, isso garanto.

    No momento que vi o gol, não observei impedimento. Se não me engano, o André (não sei se era ele estava ao lado do Rafael Marques) dava condições. Agora, se foi, tudo bem, faz parte. Mas não tente justificar um pênalti não marcado em Jonas neste lance. Se o gol fosse marcado, o contexto seria completamente outro. Nem por isso, estou chorando, o Santos venceu e amém.

    Sobre entradas violentas, isso é engano seu. O jogo foi leal e teve sim jogadas ríspidas, mas não desleais (a não ser o lance do Jonas com Dracena). Se o juiz fosse mais rigoroso, bem que ele poderia punir o Neymar, que é grande jogador, mas não para de fazer encenações. Engraçado, que todos os jogadores reclamam dele. Por que será?

    De resto, parabéns pela classificação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: