Skip to content

Avaí 3×2 Grêmio – Copa do Brasil 2010

abril 22, 2010

Foto: Flávio Neves

A apresentação do Grêmio no primeiro tempo em nada agradou. A pressão do Avaí era esperada, mas a atuação tímida do time de Silas surpreendeu. Tudo aquilo que se alertava sobre jogar com inteligência por meio do toque de bola, pressão no campo adversário e contra-ataque, não ocorreu na Ressacada na etapa inicial.

Em suma, nos primeiros 45 minutos, só deu Avaí. Victor teve que fazer dois milagres para evitar o já merecido gol dos donos da casa. O Grêmio errava passes demais, não impunha velocidade para a realização dos contra-ataques e os laterais não subiam como deveriam. A pressão avaiana durou até que os 44 minutos, quando Roberto subiu sozinho (falha de Edilson, que ficou plantado no chão) para cabecear para o gol e merecidamente colocar os anfitriões na frente no placar.

No vestiário, Silas deu uma balançada nos jogadores e o time voltou mais ligado para o segundo tempo. Tocando mais a bola e errando menos passe, o Grêmio ameaçou o Avaí logo nos primeiros minutos. Assim, o gol de empate surgiu aos 9 da etapa final, após bate e rebate dentro da área catarinense. Em escanteio, Rodrigo manda a bola para o travessão e sobra para Jonas encher o pé para as redes, igualando o placar. Então o Grêmio se impôs no ataque e teve chances de virar a partida.

Mas o Avaí voltou a ficar na frente após mais uma falha de Edilson. O lateral-direito até estava jogando de maneira regular no segundo tempo até ali, no entanto, ele aceitou de maneira absurda o drible de Roberto, que deu um corte em direção à linha de fundo, enquanto que o jogador gremista permaneceu estático. O atacante teve liberdade e passou para Laércio, embaixo do gol, empurrá-la para as redes, deixando o placar em 2×1 para os anfitriões.

A tranquilidade somente veio quando Fábio Rochemback, que havia entrado no lugar de William Magrão, fez um golaço em cobrança de falta. Com o placar em 2×2, obrigando o Avaí a fazer mais três gols, não havia mais o que temer. Mesmo assim, ainda houve tempo para Laércio dar a vitória ao clube catarinense, aos 47 minutos, em falha do sistema defensivo.

Apesar da derrota, o Grêmio passou para as quartas-de-final e provavelmente enfrentará o Fluminense, que venceu o seu primeiro jogo contra a Portuguesa no Canindé e decida a vaga nesta quinta-feira (22) no Maracanã. Independente de quem for o adversário, o segundo jogo será no estágio Olímpico Monumental.

Porém, é preciso melhorar. Houve muitos erros de passes, o time não soube se aproveitar mais dos contra-ataques e os laterais não foram bem, apesar de Edilson subir mais no segundo tempo, enquanto que Fábio Santos apenas avançou no começo da primeira etapa. Espera-se uma melhora de postura no GREnal decisivo do Gauchão, neste domingo (25). Porque se repetimos as mesmas falhas em Florianópolis, daremos ao co-irmão, que vem jogando muito pouco, a chance de se reabilitar.


Anúncios
10 Comentários leave one →
  1. Pedro permalink
    abril 22, 2010 8:33 am

    Ok, o edilson cagou no segundo gol… mas e o ferdinando que ficou plantado na pequena área ao invés de ir na cobertura? E o Mário que abandounou o centro-avante que estava na cara do Victor e saiu correndo em direção a marca do penati para “antecipar” um possível recuo de bola do Roberto?

    Acho que limitar os erros a falhas individuais é pecar na avaliação.
    O time se entregou a marcação avaiana e foi amassado. Também não teve diciplina tática para “encaixar a marcação”!!! Houve muita transpiração e pouca eficiência na marcação gremista.

    Meio campo faceiro e desorganizado: nosso maior problema!!!

    O problema é tão grave que, mesmo com 3 volantes, não fomos eficientes na marcação. Na realidade, o meio campo piorou de vez com a entrada de Rockemback e Adilson. Foi uma verdadeira peneira incapaz de reter a bola e sair jogando.

    Foram tantas entregadas de bola (incluindo laterais e tiros de meta), que os gols avaianos eram inevitáveis!!!!

  2. abril 22, 2010 11:00 am

    Pedro, não limitei a péssima atuação de ontem a Edilson. O texto é claro quanto ao descontentamento com o time todo. A diferença que o Edilson errou em lances capitais que resultaram em gols do adversário, por isso enfatizei suas mancadas.

    O que me deixa mais preocupado depois desses dois jogos é que ficou provado que, neste momento, o Grêmio não sabe jogar com a a vantagem. Foi assim no Olímpico quando tínhamos um a mais e agora na Ressacada com placar agregado a nosso favor.

    A defesa até segurou o ataque do Avaí, tanto que demorou para Victor fazer seus primeiros milagres, mas no aspecto geral, falhou como não se deve falhar em jogos de mata-mata. O time mostrou que não sabe contra-atacar e erra passes demais em momentos que não pode.

    Agora o trabalho do Silas ficou péssimo? Claro que não, mas são falhas que ele precisa dar um jeito de maneira urgente, pois jogando o futebol que jogamos na Ressacada, dificilmente ganharemos a Copa do Brasil.

    • Pedro permalink
      abril 22, 2010 11:49 am

      Bruno

      desculpe o comentário anterior… não quis dizer que avaliaste mal… é que a minha indignação com o futebol apresentado foi tamanha que a simples ênfase na crítica ao Edilson não foi suficiente para descarregar o meu desagrado, eheheheh

      Gostei dos primeiros 20 minutos do segundo tempo… se o Silas conseguir fazer o time jogar 60 minutos daquela maneira, pode reservar o espaço do caneco no memorial…
      mas 20 minutos de bola e 70 de sofrimento e sufoco, não dá!!!

      Várias lições podem ser tiradas desse jogo. Espero que elas sejam aprendidas ( e rápido)

      abç

  3. abril 22, 2010 12:09 pm

    Jogo com Avai, primeira divisão, na Ressacada, sempre é complicado. Irritante a péssima arbitragem do Héber. Continuamos sem força política…

  4. heraldo permalink
    abril 22, 2010 1:07 pm

    2008, GREMIO patrolando,acharam um tal de souza,sifu……….
    2010,15 vitorias seguidas,acharam um hugo e leandro,sifu……….
    o tal do santos,que assusta tanto,credo, joga do mesmo jeito da seleção brasileira de 70, explico, carlos alberto e everaldo,só até o meio campo, volante com qualidade,clodoaldo, tres para armar, rivelino e gerson e pele, dois na frente jairzinho e tostão,viu simples assim, como faz para parar, o que fez a portuguesa,e se não fosse o apito amigo,teria socado uns 4 no embalado. Lateral só sobe, quando tem qualidade senão fica bem quietinho atras, que tem que abrir é os armadores, um no meio, e dois pelas pontas, mais obvio, é a psicologia que corre solta no MONUMENTAL.

  5. Vinícius permalink
    abril 22, 2010 1:45 pm

    Jogo complicado esse… Se o Tricolor jogar assim domingo, vai se dar mal O que o time não pode é ficar “mosqueando” até levar gol, aí começar a jogar. Com relação ao time da próxima fase, não nos esqueçamos do Botafogo. Abs!

  6. Rossano Ayres permalink
    abril 22, 2010 5:06 pm

    O Grêmio deixou a desejar nesse jogo, jogamos como time pequeno, fiquei muito irritado com o primeiro tempo. Mas nos classificamos! Isso que importa, agora, mesmo que o Fluminense não assuste tanto, vai ser preciso jogar mais, passar mais confiança, pois um Santos ali na frente, vai nos despachar fácil se seguirmos com esse futebol. Os laterais foram péssimos ontem, o Edilson praticamente desistiu da jogada no segundo gol. Mas enfim, agora é contratar o Pedro Junior pra ganhar dentro do Beiro Rio o Gaucho HAHA. Força Grêmio.. Abraços

  7. Claudio COLORADAÇO permalink
    abril 22, 2010 6:08 pm

    “Não espero outro resultado senão a vitória no estádio da Ressacada…” comentário do Bruno no post anterior , mas tem que ver que o Avaí é time copeiro , tem enorme tradição é um dos grandes do futebol Brasileiro rssrsr e D’alessandro a todos 🙂

  8. giovani montagner permalink
    abril 22, 2010 10:35 pm

    deu. fora silas!
    nunca o considerei treinador com capacidade para dirigir o Grêmio, porém resolvi esperar para ver como era seu trabalho. agora não dá mais. cansei de esperar ele acertar o time. nos iludimos com esse time contra adversários ruins, com todo respeito as equipes participantes do gauchão que sabemos das dificuldades deles e do poderio econômico do tricolor e do time do aterro. em quase 5 meses de trabalho, a equipe não demonstra minimamente condições de enfrentar adversários medianos, caso do avai, que dirá das demais equipes do brasileiro ou da copa do brasil! será mais um ano sofrível para nós gremistas.
    podem falar da melhora no segundo tempo, mas qualquer ameba conseguiria fazer o time jogar mais do que no primeiro tempo, sem falar do segundo tempo no olímpico.
    mais três coisas, esse heber sempre complica contra o Grêmio, é muito ruim ou mal intencionado ele; cadê o paixão? o que tão fazendo com a preparação física? o time acabou o jogo se arrastando em campo; leandro e hugo, tchau! vão jogar, ou não jogar, em outros campos.

  9. Filipe Almeida Hackford permalink
    abril 24, 2010 8:03 pm

    Imaginem se pegarmos um Santos, aquele time todo “faceiro”. Praticamente todos os times marcam gols na gente, eu não vejo o Grêmio hoje como um cadidato a CB. Muito precisa ser melhorado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: