Skip to content

Grêmio 1×0 Porto Alegre – Campeonato Gaúcho 2010

março 6, 2010

Foto: Valdir Friolin

Em dia de apresentação de novo uniforme (em breve a um post a respeito), o Grêmio chega à segunda vitória na Taça Fábio Koff contra o fraco Porto Alegre pelo discreto placar de 1×0. De quebra, batemos o recorde regional de invencibilidade em casa, com 47 jogos sem derrota no estádio Olímpico.

Não era apenas uma partida para obter mais três pontos, como também era para golear. Essa era a expectativa do torcedor gremista, que viu o time de reservas golear o mesmo adversário por 6×0 em jogo-treino. Embora seja verdade que treino e jogo oficial mereçam tratamentos distintos, um placar mais elástico era aguardado, justificando o sentimento de frustração no final do jogo.

Nos primeiros minutos, o Porto Alegre se esforçou para surpreender o Grêmio. Logo aos três, Victor fez uma boa intervenção em cobrança de falta de Thiago Corrêa. O adversário também marcava forte e demorou para o time de Silas obter uma chance clara de gol. Porém, na sua primeira oportunidade, o Tricolor chegou ao primeiro gol aos oito minutos, em belo lance de Jonas e peixinho de William, para marcar pela primeira vez com o manto (renovado) tricolor.

Com o gol, o Grêmio passou mais o controlar o jogo e criou oportunidades para ampliar a vantagem no placar, enquanto o adversário recuou para o seu campo. No entanto, o time de Assis se repôs e logo voltou a marcar forte, reduzindo os espaços para a equipe gremista. O Grêmio também não teve o mesmo ímpeto ofensivo nos primeiros minutos após o gol e por isso que o placar ficou apenas 1×0 na primeira etapa.

No segundo tempo, a esperada melhora não veio. Hugo e Maylson seguiram discretos, assim como William Magrão. Nas laterais, Edilson não repetiu a atuação contra o Avenida, embora não a considere ruim,  mesma avaliação que faço a Bruno Collaço, apenas  ambos pecando no aspecto ofensivo. Assim, William e Jonas pouco apareceram, apesar deste perder boa oportunidade de fazer o segundo gol.

Silas mexeu no time e ouviu os gritos de “burro”. Não era para tanto, mas não é possível agradar a todos. Acredito que seria melhor manter William e apostaria em Mithyuê no lugar do discreto e decepcionante Hugo. Adilson entrou no lugar de William Magrão e Maylson, numa noite ruim, foi substituído por Bergson, que entrou bem no jogo.

Mas talvez o placar de 1×0 somente não seja justo  por causa no pênalti não marcado em Maylson, isso porque a produção ofensiva do Grêmio deixou a desejar. Méritos também para a marcação do Porto Alegre, que teve boa partida dentro de suas possibilidades. Provavelmente se repetisse mais vezes essa atuação, não estaria sob  risco de rebaixamento. Apesar disso, ainda são aguardas melhoras no time de Silas, mesmo compreendendo que ele não teve todos os titulares nesta noite de sábado e ainda perdeu importantes jogadores por lesão.


Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Filipe Almeida Hackford permalink
    março 7, 2010 5:01 pm

    De menos mal, ganhou. Mas tinha que ter goleado o time do Assis. Jonas não merece o que ganha pra ficar comendo mosca.

  2. giovani montagner madruga permalink
    março 8, 2010 3:11 am

    além de ter ganho, não levou gol. algo praticamente inédito no ano.
    começo a perder a paciência com esse técnico…..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: