Skip to content

Semana Tricolor

março 5, 2010

Taça no armário

O Grêmio bateu o Novo Hamburgo na final da Taça Fernando Carvalho pelo placar de 1×0. Ironicamente o gol que valeu o troféu do primeiro turno do Gauchão foi marcado pelo contestado Ferdinando. O Tricolor também obteve a marca de 46 jogos de invencibilidade no Olímpico.

Mesmo assim, o futebol apresentado pela equipe de Silas me deixou com uma pulga atrás da orelha, pois parece inacreditável o Grêmio levar pressão contra o Nóia em pleno Olímpico. No ataque, Borges se lesionou e o ataque ficou visivelmente mais fraco.

Mais do que o próprio troféu, valeu a cara de constrangimento de Fernando Carvalho. Não sei se é uma impressão isolada, mas foi possível perceber o constrangimento do dirigente colorado em entregar a taça com seu nome para o presidente Duda Kroeff.

O bendito café da manhã

Na coletiva após a vitória contra o Novo Hamburgo, Silas disse que Mário Fernandes precisa tomar café da manhã e ainda é franzino para atuar na zaga. Ainda disse que neste momento, ele seria reserva na posição.

É compreensível, em parte, as palavras do técnico gremista. Num jogo mais duro, Mário Fernandes poderia encontrar dificuldades por ainda não possuir uma condição física mais forte.

No entanto, não é fácil aceitar a idéia que ele seria reserva de Mauricio e Rafael Marques, mesmo que ambos sejam bons jogadores, mas não da mesma categoria de Mário.

Morre um grande gremista

Após a comemoração pela conquista da Taça Fernando Carvalho, a Nação Tricolor recebeu uma triste notícia. Salim Nigri (84), um dos mais importantes gremistas na historia do nosso clube, faleceu através de um acidente vascular cerebral.

Para ter uma idéia de sua importância, ele foi responsável pela frase “Com o Grêmio, onde estiver o Grêmio” em 1946, que posteriormente inspirou o hino escrito por Lupicínio Rodrigues. Seguindo lema, Salim sempre esteve o Grêmio, mesmo cego há 47 anos.

Idas e vindas

No Olímpico, confirmou-se a ausência de Borges em decorrência da lesão por três ou quatro semanas. Enquanto um fica no DM, Silas recebeu mais um jogador. Trata-se do desconhecido Ozéia, de 1,90m. Ele jogava no Paços Ferreira, de Portugal, e por isso não há como avaliar se a contratação foi boa ou não, a não ser a desconfiança que causa por jamais ter atuado num grande clube.

Fim de novela

Jonas não é o atacante dos sonhos de nenhum torcedor. Mesmo assim, vejo de forma positiva a sua renovação contratual até o final de 2011. Para o padrão do futebol brasileiro, ele pode colaborar com a equipe. Neste momento, ele e Borges formam o melhor ataque para o Grêmio e um dos mais efetivos do Brasil.

Começando com vitória


Na primeira rodada da Taça Fábio Koff, o Grêmio foi a Santa Cruz do Sul enfrentar o fraco Avenida. Apesar do placar de 3×1, a atuação do time de Silas ainda não convenceu.

O destaque da partida foi o estreante Edilson na lateral-direita e autor de um dos gols e Mário Fernandes novamente, que também deixou o seu. Já William, substituto de Borges, passou o jogo em branco. Rodrigo, outro estreante, teve atuação discreta.

Hugo não jogou bem mais uma vez, enquanto a defesa segue preocupante. Mas o time melhorou com a entrada de Adilson, colocando em dúvida se Rochemback é realmente a melhor opção para o Grêmio neste momento.



Anúncios
One Comment leave one →
  1. Filipe Almeida Hackford permalink
    março 6, 2010 6:20 pm

    Salim Nigri, se foi mas continua, porque a alma é Imortal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: