Skip to content

Grêmio 1×0 Novo Hamburgo – Campeonato Gaúcho 2010

março 1, 2010
Aos leitores, pedimos desculpas. Mas problemas técnicos, falta de tempo, interpéries, etc., obrigaram-nos a publicar somente agora. Antes tarde, do que nunca. Grêmio, Campeão da Taça Fernando Carvalho!

Victor levanta a Taça Fernando 'Pedalado' Carvalho. 'Ô balancê, balancê... '. Foto: Diego Vara/ClicRBS

O que vale é o resultado. Essa é a única desculpa que encontro para comemorar o título deste domingo. A atuação, bom, deixa para lá.

É fato consumado para todos que o Novo Hamburgo jogou melhor, pois teve mais domínio do jogo, posse de bola, mesmo que não tenha convertido em muitas chances de gol. De levar grande perigo ao gol de Victor, apenas o chute de Rodrigo Mendes para grande defesa de nosso goleiro.

Já o nosso Grêmio… O que aconteceu, Silas? Vínhamos bem, terminamos mal este 1° turno.

– Victor não precisava ser herói em um jogo desses. Era para ter sido um mero espectador.

– Mário Fernandes se despediu da lateral-direita. Uma pena, tomara que Edílson consiga manter o nível por ali. O bom é saber que ganhamos um ótimo zagueiro e o melhor à disposição de Silas, mesmo que não tome o café da manhã.

– A zaga insegura e desatenta não levou gol, apesar da péssima atuação de nossos zagueiros Rafael Marques e Maurício. Bom saber que o Rodrigo já entra na equipe nesta quarta-feira. E que em breve teremos Ozeia, quer dizer, deixa quieto para depois não morder a língua.

– Bruno Collaço pede passagem. O lateral-esquerdo Fábio Santos vinha demonstrando bom futebol, mas a verdade é que enganou todo mundo. Sem eficiência no ataque, vem defendendo mal na zaga.

"Vaiem agora seus mal-acabado", possíveis palavras de Ferdinando logo após o gol, fora outras que prefiro não descrever. Foto: Diego Vara/ClicRBS

– “Sou Ferdinando, e não desisto nunca”. Autor do gol, herói do título e o salvador da colheita. Das vaias aos aplausos, novamente vaiado antes do jogo para depois mandar todo mundo naquele lugar e ouvir o estádio timidamente se rendendo a ele gritar o seu nome. Dá-lhe Ferdinando, dá neles!

– Fábio Rochemback que vá para o banco. Não dá mais, não adianta. Ele compromete todo o nosso meio-campo, sempre perde uma bola que dá contra-ataque. Por pouco ontem, mais uma dessas não resulta em gol. Deu para ti, Roca!

– O meio-campo não funcionou como pensávamos que funcionaria. Douglas e Hugo não deram a qualidade juntos que o time necessitava. Douglas teve alguns momentos de brilhantismo, com boas viradas de jogo e chegada à frente. Já o Hugo ‘sem grife’, mostrou não ter ‘grife’ no momento para titularidade. Talvez seja melhor entrar no decorrer dos jogos. Porém, diante das lesões, deve continuar na equipe. Esperamos que melhore.

– Seguindo o roteiro da equipe, o ataque. O Jonas de sempre e a pior notícia do domingo. Borges se lesionou, e pela performance de William no seu lugar teremos problemas. Será que sobreviveremos com Jonas e William na frente? Um mês para descobrir.

Vencemos a primeira parte do Gauchão. Quarta-feira começa a segunda. Do meu ponto de vista, essa que se inicia em menos de três dias é obrigação. Não podemos deixar que mãos ‘amargas’ toquem pela segunda vez na Taça Fábio Koff. Isso não! É a possibilidade de abreviar dois jogos desnecesários mais à frente, nos dois possíveis confrontos da final do Campeonato Gaúcho.

Parabéns à torcida, a todos nós. Vamos Grêmio!

Ficha do Jogo – Final – Taça Fernando Carvalho – Gauchão 2010

Grêmio – 1 : Victor, Mário Fernandes, Rafael Marques, Maurício, Fábio Santos, Ferdinando, Fábio Rochemback, Douglas (Adílson), Hugo, Jonas (Maylson) e Borges (William). Técnico: Silas.

Novo Hamburgo – 0 : Juninho, Cláudio Luiz, Micael (Rodrigo Mendes), Edson Borges, Chicão (Michel), Emerson, Márcio Hahn, Preto (Maiquel), Edmar, Paulinho e Gustavo Papa. Técnico: Gilmar Iser.

Estádio Olímpico Monumental (Porto Alegre – RS)

Público Pagante: 30.252 – Público Total: 34.313 torcedores – Renda: R$ 932.049,00

Gols: Ferdinando, aos 20 minutos do 1° tempo (Grêmio).

Cartões Amarelos: Maurício, Ferdinando, Fábio Santos e Fábio Rochemback (Grêmio), Edson Borges e Cláudio Luiz (Novo Hamburgo).

Árbitro: Carlos Simon (RS).
Auxiliares: Altemir Hausmann (RS) e Paulo Conceição (RS).

6 Comentários leave one →
  1. giovani montagner madruga permalink
    março 2, 2010 10:17 pm

    é pura questão de ponto de vista, mas acho o hugo fora de posição, por isso não rende tanto. ele deve jogar no lado do campo e como segundo atacante, como na primeira passagem dele pelo Grêmio em 2006, quando jogou bem.
    o que valeu foi o titulo mesmo, nem os questionamentos, que ainda tenho, sobre o trabalho do silas são tão importantes. porém, a equipe deveria estar jogando mais.

  2. março 2, 2010 11:04 pm

    Valeu pela taça, mais tranquilidade, confiança.
    Adilson, mais outro marcador, para liberar Dougas, Hugo.
    Borges, não temos parecido.

  3. março 2, 2010 11:06 pm

    Com a velocidade do Maiquel, não temos ninguém…

  4. Juliano permalink
    março 3, 2010 12:37 am

    Começamos o jogo com um a menos, Hugo não entrou em campo, com a saída de Borges (o que me preocupa muito) ficamos com 2 a menos, William não devia ter vindo, porque não deixaram o Roberson aqui, ele joga mais que esse pereba do Willian. Sem falar das atuações de Fábio Rockembach, sempre a mesma porcaria de sempre, não marca nada, não rouba bolas e erra mil passes, com esse meio vamos sempre sofrer. Tem que mudar colocar Ferdinando, Fernando e Wilian Magrão mais o Doulgas mais adiantado, 3 volantes? Sim, já que Douglas não marca nada e Willian Magrão e Fernando tem qualidades para sairem para o jogo. Jogadores que deviam sair do Grêmio é Maylson, Rockembach, muito ruins. e Hugo nem devia ter vindo. O que mais preocupa é que o time não evolui. Acho que não vamos muito longe na Copa do Brasil..

  5. Sancho permalink
    março 3, 2010 7:51 am

    Bravo! Perfeito!

    Concordo com o Giovanni. Não titubearia em escalar Hugo e Jonas no ataque.

  6. março 4, 2010 5:01 pm

    Boa análise do time.
    Só não concordo no caso do Rochemback. Os meias não marcam ninguém, ao contrario do ano passado, quando via-se Tcheco a todo momento recompondo o meio. Douglas e Hugo, juntos, são dois a menos na marcação…
    E outra: acho que o gordo Roca erra porque tenta. Pior é Adilson, que dá passe pro lado e pra trás (quando não erra) e tem 1 gol em 43783453455432572 partidas como profissional…
    Abraço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: