Skip to content

Depois não reclamem

fevereiro 21, 2010

Muitos jornalistas da imprensa esportiva do Rio Grande do Sul se sentem ofendidos quando são chamados de colorados ou se é usado o termo “imprensa vermelha”. No Sala de Redação, Cacalo escancarou perfeitamente esse sentimento de  alguns colegas do programa, que responderam com baixarias, como ofensas pessoais.

Sou daqueles que não gosta de entrar neste campo. Na maioria das vezes se torna muito ruim generalizar um conceito a um grupo de pessoas e, em muitos casos, isso acaba se tornando puro preconceito. Entretanto, por mais que tente não embarcar na onda da imprensa vermelha, é impressionante como a crônica esportiva do Rio Grande do Sul não para de dar sinais comprovando essa tese.

É notável diferença de tratamento do Grêmio enquanto disputava a Libertadores de 2009 e o Inter na mesma competição em 2010. No ano passado, a grande maioria da crônica esportiva defendia a Federação Gaúcha de Futebol por não conseguir achar uma saída para a maratona de jogos que o Grêmio enfrentaria.

Não obstante, a mesma imprensa não cansou de desqualificar os nossos adversários da  Libertadores. Alguns jornalistas chegaram ao extremo de afirmarem que um time de várzea poderia ganhar dos nossos concorrentes da primeira fase da  competição. Ironicamente, um deles foi o Univerdad de Chile, que eliminou o Inter pela Sul-Americana posteriormente.

Luiz Carlos Reche, do Correio do Povo, classificou o uso de jogadores reservas por parte do Grêmio no Gauchão 2009 como frescura. Passado um ano, com o Inter na mesma situação e com time poupado nas primeiras rodadas do estadual, a postura muda.

Segundo Reche, o time do aterro entra em campo com reservas (ou misto, que seja) por culpa da FGF e da televisão (estranhamente, a Rede Globo, concorrente da Record, dona do CP). Para o caro jornalista, “faltou bom senso” em não passar o jogo do Inter para quarta e do Grêmio para quinta.  Uma grande contradição se comparado ao Grêmio na Libertadores 2009 e, além deste, há outros jornalistas que servem como exemplos e são de conhecimento de quem acompanha a imprensa gaúcha, então não preciso ser mais específico.

Oras, o Grêmio está apenas defendendo os seus interesses. Se foi combinado previamente o jogo das quartas-de-final da Taça Fernando Carvalho para última quarta-feira (17), então é mais do que justo que o clube não aceite uma mudança em cima da hora. Da mesma maneira que fez o Inter em 2009 e nem por isso pressionado pela imprensa para tomar uma postura contrária.

Até aqui, ninguém da crônica esportiva questionou a qualidade técnica dos adversários do Inter na Libertadores, tampouco afirmou que o uso de reservas pelo mesmo clube é uma frescura. Por essa razão, torna-se notável, novamente, a diferença de tratamento dada ao Grêmio em relação ao Internacional pela imprensa gaúcha. Depois, não reclamem do rótulo de imprensa vermelha.

Anúncios
16 Comentários leave one →
  1. adilson paulo de oliveira permalink
    fevereiro 21, 2010 7:45 pm

    concordo plenamente com o comentario de que a imprensa trata com diferença ampla o tricolor , acho que deveriam ser mais parciais em seus comentarios e nunca esquecer que o comentario de hoje pode repercutir amanha portanto nao podem esquecer o que falavam em relaçao ao gremio em 2009 deveriam saber que se dependerem so dos colorados no rio grande com certeza morrem de fome afinal somos a maioria e tambem que tudo que conquistamos o inter esta na luta para conseguir mesmo que seja copiando tudo que fizemos no passado hoje eles encheram de gringo o estadio deles e seguem discaradamente todos os nossos passos mostramos o que e bom para eles , e agora criamos uma cobra para morder a gente por isso a diretoria que pelo amor de Deus lute pelos interesses do tricolor para que possamos ser ainda maior. sou de santa catarina mas nao perco um jogo tenho 4 sobrinhos e para que eles continuem gremistas sou obrigado a mostrar uma conquista a eles , luto a cada para que o nosso exercito aumente . sou louco por ti gremio

  2. fevereiro 21, 2010 8:35 pm

    Realmente, tratamentos desiguais.

  3. Alisson permalink
    fevereiro 21, 2010 8:51 pm

    Cara, eu larguei a imprensa desde maio de 2008.
    Joguei fora o radinho que me acompanhava nas jornadas no Monumental. E quer saber? Me sinto leve!
    Mas ainda não dá para ficar totalmente alheio a mídia oficial. O pouco que acompanho são os jogos na TV, sempre no mudo!
    Portais tais como clicrbs e correio do povo, nunca mais acessei. Cancelei a minha assinatura do correio do povo.
    Me informo tanto de esportes como de política e economia em blogs independentes, como esse daqui.
    Abraço, e segue a luta!

  4. Daniel permalink
    fevereiro 21, 2010 9:05 pm

    A verdade é que, quando alguém se sente ofendido com isso, é porque o chapéu serve. Os jornalistas realmente imparciais não se deixam abalar por esse tipo de crítica e os que têm coragem admitem suas preferências. Esses que dizem ter sua integridade ferida até mesmo diante de brincadeiras são os piores, pois não são objetivos e nem mesmo sinceros com o público.

  5. R. Sobis permalink
    fevereiro 21, 2010 11:25 pm

    deve ser mal de tricolor.

    em sp a imprensa não é tricolor também..

    a imprensa é alvinegra
    7 anos seguidos de sp na libertadores
    agora corinthians uma vez e a imprensa alvinegra faz esse circo todo..
    é sacangem mesmo!!

  6. Filipe Almeida Hackford permalink
    fevereiro 22, 2010 2:12 am

    E sempre foi assim, mas hoje eles já tiveram o desgosto de ver o NH tirar o time deles da final do turno, é muito bom ver a dupla Paulo Brito e Batista narrarem gols contra o seus próprios traseiros.

  7. fevereiro 22, 2010 3:49 am

    Isenção pouca, muita parcialidade,agressividade, de mal com a vida, a maior parte da imprensa vermelha. De dar pena…

  8. fevereiro 22, 2010 7:37 pm

    Bruno, achei teu texto tão perfeito que até tuitei por ai.
    Não tem o que acrescentar é só ter pena (cadê o Claudio?) . E tenho pena dos amargos, porque esse é o único campeonato que eles, de fato, disputam os outros, eles só participam.

    Abs!

  9. André permalink
    fevereiro 23, 2010 12:41 am

    Dá nojo ler jornal e escutar as principais rádios!!!! sobre o Grêmio, utilizo 3 fontes para me manter informado: os blogs, o site oficial e o programa de rádio do antônio augusto na Pampa as 22 horas.

  10. Conde permalink
    fevereiro 23, 2010 4:22 pm

    Bem por aí…
    Comentei no blog do Minwer que a maioria das vaias dos torcedores no Olimpico para o ferdinando eram estimuladas por um comentarista de uma radio vermelha
    Depois me dizem que sou paranóico…áh tá…

  11. fevereiro 24, 2010 12:44 pm

    Muito bem lembrado essa do Reche. E notei também, como vc salientou, o clima criado para a partida de ontem. Ano passado, cada jogo do Grêmio parecia uma partida comum. Ontem, contra o super Emelec, a imprensa criou ares de final.
    Também não gosto de entrar nessa de “imprensa vermelha”, mas é, no mínimo, curioso…

  12. daniel permalink
    abril 30, 2010 6:43 pm

    paranóia hehehehe fala sério

Trackbacks

  1. Portal do Grêmio » Depois não reclamem
  2. Jogos da semana da Libertadores 2010 – Corinthians, Flamengo e Inter fazem estréia - Jumentos FC
  3. Deixem o homem trabalhar « Grêmio 1903
  4. Grêmio está sem forças nos bastidores « Grêmio 1903

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: