Skip to content

Grêmio 4×1 Inter-SM – Campeonato Gaúcho 2010

fevereiro 20, 2010

Foto: Neco Varella/Freelancer

O Grêmio entrou no Olímpico com o mesmo time do jogo contra o VEC. Silas,  inclusive, manteve com Ferdinando entre os 11 titulares. Questionável por muitos, o volante recebeu sonoras vaias ao ter seu nome anunciado no alto-falante, assim como ocorreu com os nomes de Rochemback e Silas. Pode ser o direito de qualquer torcedor, mas não há como concordar  com tal conduta.

Apesar da desconfiança de alguns antes do apito inicial, a partida deste sábado (20) foi muito mais tranquila do que o jogo anterior. O Internacional de Santa Maria veio ao Olímpico com propósito claro de se defender, muito pelos desfalques que tinha. O técnico Bagé sabia que somente diiante de uma grande zebra o seu time iria obter a vaga na final da Taça Fernando Carvalho.

No entanto, o jogo nem foi tão fácil. O Inter-SM tocava bem a bola em muitas oportunidades e dificultava bastante a penetração ofensiva do Grêmio. Tanto que oportunidades claras de gol nos primeiros minutos praticamente não ocorreram, mesmo com a clara superioridade do time de Silas. Somente aos 14 minutos, quando Borges desvia a bola  para trave por meio de um cruzamento de  Jonas e Leandro a manda para fora no rebote.

Embora houvesse essa dificuldade, a impressão que a partida dava era que a vitória iria ocorrer mais cedo ou mais tarde e, a partir do primeiro gol, a porteira se abriria. E de maneira rápida, isso se confirmou. Aos 34 minutos, Leandro cobra escanteio, por sua vez a defesa tira e o próprio jogador recupera a bola e faz novo lançamento para Rafael Marques marca de cabeça o primeiro gol. No minuto seguinte, Douglas arranca no contra-ataque e passa para Jonas tocar para Borges fazer o seu 11° gol na temporada 2010. Quando o cronômetro apontava 42 minutos, Rochemback faz tabela com Jonas e marcou o terceiro gol, liquidando a partida.

Com placar assegurado e com cinco pendurados em campo (Victor, Maurício, Mário Fernandes, Rafael Marques e Ferdinando), era natural que a equipe gremista diminuísse o ritmo em campo no segundo tempo. O Grêmio seguiu melhor, mas o Inter-SM pôde, assim, criar mais oportunidades e fazer o seu gol. Dieves Thiago cobra falta e exige de Victor uma defesa espetacular. Émerson Bala aproveita o rebote e cabeceia bola para as redes antes do goleiro gremista se recompor. Desta vez, mera casualidade.

Mesmo assim, não havia expectativa do Inter-SM ameaçar a classificação do Grêmio. E aos 18 minutos, Dieves Thiago faz falta violenta em Leandro e  é  expulso através do segundo amarelo. O jogador gremista saiu chorando em campo e preocupando o torcedor. Logo, Silas colocou Hugo em seu lugar. Além desta, o técnico gremista tirou logo depois Ferdinando e Mário Fernandes, jogadores pendurados, para pôr em campo William Magrão e Maylson respectivamente.

Para fechar a goleada, Hugo recebe a bola de Borges, tira  a bola do alcance do marcador e chuta forte pela esquerda para marcar o quarto gol aos 36 minutos da etapa final. Não havia mais nada a fazer na partida, tanto é que Vuaden não deu acréscimos. Agora é esperar a adversário da decisão da Taça Fernando Carvalho.  Mesmo com reservas, acredito que o time do aterro passe pelo Novo Hamburgo. Mas que venha qualquer um. No Olímpico ou no aterro, podemos acreditar no time de Silas, que claramente mostra evolução.

Rápidas

  • Douglas teve boa atuação,  mesmo podendo fazer mais. Não espero nada dele além de criar jogadas.
  • Ao contrário do jogo passado, desta vez Leandro se destacou. Foi, sem dúvidas, um dos melhores jogadores e sempre esteve ativo nas jogadas ofensivas.
  • Ao sair chorando de campo, o sentimento era de medo. O mesmo filme de Souza e  Lúcio passava pela cabeça. Porém, Silas disse na entrevista coletiva que Leandro não preocupa para o jogo da semana que vem. Que assim seja.
  • Silas contrariou a lógica e  colocou Ferdinando em campo mais uma vez. E acertou! O jogador teve boa atuação e conseguiu sair aplaudido de campo.
  • Também gostei da atuação de Rochemback e, mais uma vez, de Fábio Santos.
  • Em toda temporada 2009, Maxi López fez 17 gols. Borges, em um pouco mais de um mês, fez 11. É notável o acréscimo de qualidade do nosso novo camisa 9.
  • Leandro Vuaden fez, mais uma vez, uma excelente arbitragem. Jogo corrido e sem faltas desnecessárias. Quando necessário, mostrou rigor.  Por  isso, é o melhor árbitro no Brasil. Por mim, apita a final.

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. Filipe Almeida Hackford permalink
    fevereiro 21, 2010 6:44 am

    Borges , ok tá fazendo gols em times fracos, mas o Lopez e o Mineiro nem assim faziam, o que é muito bom se observarmos bem. Rochemback como eu disse pode e vai evoluir mais. FS jogando bem, tem algo estranho aí, Lúcio “incorporando” nele?

  2. Vicente Bueno permalink
    fevereiro 21, 2010 1:22 pm

    Quando Hugo estiver 100% e fazer dupla com Douglas na armação do time e Wiliam Magrão e Adílson jogarem de volantes aí sim o Gremio terá o time ideal e uma equipe bem equilibrada.

  3. fevereiro 21, 2010 4:28 pm

    Aparentemente, estamos encaminhando time em 2010.
    Artigo113, azul celeste, pois é muito chato desconhecer o Estatuto.

  4. Filipe Almeida Hackford permalink
    fevereiro 22, 2010 2:06 am

    Errado Alfredo , chato são estes teus “spams” e a camisa do campeonato gaucho de 1993 é mais bonita que o trabalho porco feito pela PUMA em 2009 vide Libertadores .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: