Skip to content

Grenal 379 tem favorito, mas…

janeiro 30, 2010

Fotos de Jefferson Botega e Daniel Marencob respectivamente

Sou um daqueles que acredita que clássico possa sim apontar um favorito para alcançar a vitória. Tal constatação varia de acordo com o nível de preparo das equipes, qualidade individual e coletiva dos atletas, tempo de trabalho da comissão técnica, torcida e tantos outros fatores.

A máxima de Jardel que “clássico é clássico e vice-versa” não deixa de ser verdadeira, porque num clássico de grande rivalidade, até um time teoricamente em desvantagem joga a vida para compensar ou superar o rival. Mesmo assim, há um favorito para o Grenal 379.

O tradicional adversário teve menos mudanças em seu time do que o Grêmio, mantendo a base da temporada passada. A equipe de Fossati também teve mais tempo de treinamento com a utilização do time B nas primeiras rodadas do Gauchão, além de ter um grupo de jogadores teoricamente mais experiente e arrumado, principalmente na defesa. Sim, estou dizendo que o nosso adversário é favorito para o Grenal 379.

O que não implica em dizer que perderemos o jogo em Erechim. Na história dos Grenais, inúmeras vezes o favorito, seja azul ou vermelho, obteve esse favoritismo fora de campo e logo em seguida uma derrota dentro dele no clássico. É o que pode ocorrer neste domingo (31). O Grêmio tem time para vencer qualquer outro, mas se espera também maior entrosamento dessa equipe.

Chegaremos ao Colosso da Lagoa com mais dúvidas e inseguranças do que eles. Será que a nossa defesa continuará a sofrer tantos gols? Principalmente após a saída de Réver? Será que este domingo será o dia de Souza? Ou de Hugo? E a lateral-direita? Temos sim, mais dúvidas do que certezas.

O fato é que o Grêmio ainda é um time em construção. Sigo confiando no trabalho de Silas e estou ciente que não se constrói uma equipe entrosada da noite para o dia, principalmente quando esse time perde a sua principal referência no meio-campo (Tcheco) ou o mais promissor deles (Douglas Costa), o principal zagueiro (Réver) e uma referência no ataque (Maxi López). Não chega a ser um trabalho iniciado do zero, porém, é sim uma reformulação significativa.

Sou daqueles que acham que o Grêmio 2010 é melhor do que os times de 2002 até 2009, apesar de ainda haver carências a serem solucionadas pelo Departamento de Futebol. Apesar disso, há jogadores de boa qualidade no nosso elenco e agora temos a volta de Paulo Paixão que, junto com seu filho Anderson, fará esse time correr.

Portanto, o Grêmio chega a Copa do Brasil como um dos grandes favoritos e mais preparado para levar essa taça, do que estava na Libertadores 2009. Entretanto, esse time precisa de tempo para engrenar, como qualquer outro que passa por uma reformulação. E um Grenal logo no primeiro mês do ano pode não ser justo nem com o técnico e tampouco com os dirigentes. Afinal, se o Grêmio perder, vão tocar alto no ouvido de Silas e ainda mais em Meira e o presidente Kroeff, não importando as circunstâncias.

Quanto ao co-irmão, deixo o favoritismo com eles. Caso Fossati tenha dito mesmo que eles estão a um patamar mais alto do que a gente, começarei a gostar bastante da idéia, pela falta de malícia do técnico deles e o incentivo a mais ao nosso time. E apesar de tudo, confio numa vitória gremista em Erechim para engrenar esse time. Afinal, um Grenal arruma e desarruma a casa. Talvez esse seja o empurrãozinho necessário para o time de Silas.

Off-Topic: Após o apito-final, posso me arrepender, mas gostei da escolha de Vuaden. A tendência é um clássico mais corrido e menos parado por faltas desnecessárias que a maioria dos árbitros brasileiros insistem em marcar. E foge um pouco do Simon. Ufa!


Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. janeiro 30, 2010 1:22 pm

    Assino em baixo. E me entristece não ter o Douglas, mesmo que no banco. Perder o Leandro tb foi terrivel. Mesmo assim, meu palpite é 2 a 1 para nós. de virada, claro! 😉

    Abs!

  2. jimmydageral permalink
    janeiro 30, 2010 11:05 pm

    O Inter é o favorito sempre, time cheio de estrelas, como Índio, Taison, Bolivar, e a perda irreparável D’alessandro que vem jogando MUITO, DESTRUINDO…e se o Glaydson jogar então o Grêmio não vai ter chances…vai ser 1 a 3 pro nosso Morango do Aterro…

  3. Régis permalink
    janeiro 31, 2010 7:36 pm

    Eu acredito mais no tricolor, embora a equipe colorada tenha um bom elenco, mas, em campo neutro, o Grêmio tem um poder maior de fogo, até porque a sua torcida no interior é maior que a do adversário e, sem dúvidas, mexe com o brio do jogador, eleva a sua estima. Avante, Grêmioo!!!

  4. ronier permalink
    maio 2, 2010 12:46 pm

    o inter é favorito,vaos ganha de 2×0

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: