Skip to content

Busatto é o sucessor de Victor

janeiro 7, 2010

Foto: Fabiano do Amaral/CP

Alguns podem discordar, mas já vejo a figura de Busatto o futuro sucessor de Victor. Absurdo? Antes fosse. Não me refiro a técnica do jovem goleiro de 19 anos, e sim ao fato de que dificilmente o nosso camisa 1 permanecerá por muitos anos no Olímpico. Já se foi os tempos que os goleiros brasileiros eram patinhos feios do nosso futebol e é cada vez mais comum o assédio dos clubes europeus aos arqueiros do nosso país.

No caso de Victor, isso é uma mera questão de tempo. Ele recebeu por dois anos consecutivos o prêmio Craque do Brasileirão na sua posição e ainda ganhou o troféu Bola de Prata na temporada anterior (somente não ganhou a premiação do ano retrasado por uma grande injustiça). O goleiro gremista tem passaporte praticamente carimbado para a Copa do Mundo na África do Sul e, hoje, é disparado o melhor goleiro do futebol nacional. Por tudo isso, já me acostumo cada vez mais com a possibilidade de ver Victor se despedindo do Grêmio no final de 2010.

Logo vejo com bons olhos o desenvolvimento de Busatto. Incluí-lo ao grupo principal do Grêmio é desenvolver um goleiro de grande futuro. Atualmente, ele é o quarto na posição, mas demonstra estar mais apto a ser o primeiro do que Marcelo Grohe num futuro próximo, caso Victor saia do Grêmio.

O jovem goleiro foi merecidamente o melhor jogador do Campeonato Brasileiro Sub-20. No momento decisivo, ele mostrou grande versatilidade e uma frieza que lembrava Galatto na Batalha dos Aflitos. Ainda precisa ser menos estabanado na sua saída do gol, porém, isso é algo que muito treino e o tempo irão de corrigir.

Ao renovar o contrato de Busatto por mais quatro anos e ainda garantindo uma bonificação caso venha a ser terceiro goleiro (questão de tempo), o Grêmio acerta na formação de um grande jogador dentro do Olímpico. O clube já tem um histórico de excepcionais goleiros e Busatto tende a trilhar esse caminho.

Off-Topic: Juro que tento não implicar com Meira, mas às vezes não dá. Num só dia, ele soltou duas pérolas. A primeira foi a inoportuna frase de que as brigas é uma atitude normal entre torcedores. E para finalizar o dia, a que Douglas Costa é insubstituível.  Ele até se esforça para fortalecer o time gremista, entre erros e acertos. Mas calado, Meira se transforma num poeta.


Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: