Skip to content

Mais polêmicas sobre a Arena

dezembro 21, 2009

Arena voltou a ser alvo de debates acirrados na última semana, por causa da divulgação do dossiê sobre o contrato firmado entre o Grêmio e a OAS (análise crítica e parecer) feito pelo advogado Gladimir Chiele. O tema ganhou grande notoriedade na imprensa esportiva e em muitos blogs gremistas, gerando mais uma série de debates e polêmicas a respeito do Projeto Arena.

Prefiro acreditar que a intenção de Gladimir Chiele foi apenas despertar o debate sobre a Arena, mesmo que haja alguns absurdos em seu documento constatados por colegas gremistas sobre esse tema. Mas a maneira que isso foi exposto pela imprensa se tornou praticamente um terrorismo contra o projeto, sem se preocupar em ouvir mais atenciosamente a visão do presidente da Grêmio Empreendimentos, Adalberto Preis, ou qualquer outro representante grupo. Esse tipo de ato apenas reforça o seguinte pensamento sobre a imprensa: em parte do ano em que o futebol está em recesso, o sensacionalismo e especulações tratadas como notícias são mais frequentes na mídia esportiva com único objetivo de manter o ibope.

Apesar disso, é justo que haja um debate a respeito da Arena, principalmente no que se refere aos sócios. Mas o que não é mais admissível é fazer campanha contra o novo estádio. Afinal, o projeto foi aprovado pelo Conselho Deliberativo do Grêmio e o contrato com a OAS já está assinado. A Arena tem aval da Assembléia Legislativa e da Câmara Municipal, além do financiamento do BNDES estar praticamente certo.  Portanto, a Arena do Grêmio é uma realidade e irá sair do papel, sendo assim agora não adianta mais lutar contra. Diante disso, tal ato seria um profundo desrespeito ao próprio Grêmio.

Logo o foco não deveria se fulano é favorável ou não à Arena. O debate deve estar em torno de uma melhor compreensão sobre o contrato firmado entre o Grêmio e a OAS e as consequências da construção do novo estádio, principalmente no que se refere aos sócios. Segundo o blog Grêmio Arena, a decisão de manter os direitos dos sócios na Arena é exclusiva do Conselho Deliberativo e não tem ligação com o contrato.  Portanto, se o Grêmio, por meio de seus conselheiros, decidir que os sócios apenas pagarão a mensalidade sem a necessidade de gastar com ingressos para assistir a uma partida na Arena, isso ocorrerá. A mesma forma se houver aumento na mensalidade do sócio em decorrência do novo estádio.

Quanto à proposta de reforma do Olímpico, hipótese levantada por defensores do nosso atual e glorioso estádio, muitas dúvidas surgem. Uma delas seria de onde tirar o financiamento da obra. Qual seria o ganho de uma empreiteira em financiar os custos da reforma do Olímpico? Onde o Grêmio jogaria no decorrer das reformas do Olímpico? Até que ponto é viável esse projeto? Como solucionar os congestionamentos aos arredores do estádio em dia de jogos?

O maior problema é que Grêmio não se disponibiliza de grandes recursos financeiros, o que dificulta na hora de montar times competitivos, quanto mais tirar de seus cofres para a reforma do Olímpico. O exemplo disso é o que ocorre com o Internacional no Projeto Gigante Para Sempre, pois o clube terá que tirar de recursos próprios, além de depender fundamentalmente da venda do estádio dos Eucaliptos para reformar o Beira-Rio. Devido à demora na venda do antigo estádio, o projeto já se encontra em atraso conforme o planejado pela diretoria colorada.

Nesse sentido, por mais nobre que seja a intenção do Movimento Grêmio Acima de Tudo e pela figura histórica do ex-presidente Hélio Dourado em defender o Olímpico Monumental, a insistência diante desse tema e o claro posicionamento contra o Projeto Arena em muitas oportunidades está ficando cansativo e aparenta estar criando um racha político e isolamento do grupo a respeito desse assunto. Tal situação ficou evidente na nota lançada por oito grupos políticos em favor da Arena: Grêmio Sem Fronteiras, Grêmio Unido, Grêmio Sempre, Grêmio Independente, Grêmio Imortal, Grêmio Novo, Grêmio Menino Deus e o Núcleo das Mulheres Gremistas.

Em suma, todo debate a respeito da Arena é bem vindo. Afinal, a participação do torcedor gremista neste tema apenas tende a fortalecer o próprio Grêmio. Mas há polêmicas que a essa altura do campeonato poderiam ser evitadas pelo bem do próprio clube. Também falta maior comunicação por parte da Grêmio Empreendimentos com o torcedor, por mais notável seja o esforço de Adalberto Preis nessa empreitada. Então já passou da hora de contratar uma assessoria de imprensa para intermediar essa relação entre o Projeto Arena e a imprensa esportiva (algo já citado no blog Grêmio 1983 no excelente post Polêmica Requentada). Assim toda essa tempestade a respeito da Arena do Grêmio poderia ser evitada.

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. André permalink
    dezembro 22, 2009 1:35 pm

    vai dormir, filho…. já falei … vai esperar o papai noel,vai!!!!

    André, ignore esse cara. Não perca tempo com esse traste, porque o comentário dessa anta sempre será excluído 🙂

  2. André permalink
    dezembro 22, 2009 8:39 pm

    OK!!! E PARABÉNS PELO BLOG!

  3. dezembro 25, 2009 2:10 pm

    O VIDARTE ME DISSE QUE O inter AINDA NAO ENTREGOU O ( PROJETO BASICO DE REFORMA DO SUCATAO PARA SEMPRE 69 OKKKKKKKKK ) , ELE ( VIDARTE ) DISSE QUE ESTAO COM ” PROBLEMAS ” . ACHO QUE VAI DAR ZEBRA com ELES amargos !!!!!!!!!!!!!!!! ( E A IMPRENSA vermelha , SO FALA NA NOSSA ARENA NEEEEEE. ( JAAAAA NO DELES , NADAAAAAAAAA !!!! ( VCS TEM ALGUMA INFORMACAO SOBRE O ( ATERRO ) RECENTE ????????? QUE PODE DAR ZEBRA ?????????????

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: