Skip to content

Mera coincidência?

outubro 14, 2009
Ricardo Stuckert/Wikipédia

Foto: Ricardo Stuckert/Wikipédia

Nunca fui a favor da realização da Copa do Mundo e nem das Olimpíadas no Brasil, por um simples motivo: nosso país não tem maturidade o suficiente para lidar com tamanhas responsabilidades. Os Jogos do Pan Americano provaram isso, quando se estimava gastos de R$ 409 milhões em 2002 e encerramos com mais de R$ 3,5 bilhões para receber o evento.

Como se não bastasse tal fato, o Projeto de Lei 5.310 proposto pelo deputado-federal Beto Albuquerque é um tapa a cara ao contribuinte brasileiro. O deputado propõe que os clubes que possuem os estádios particulares e escolhidos para sediar jogos da Copa do Mundo de 2014 terão compensação nos gastos das obras por meio de abatimento no pagamento de dívidas em tributos federais. Neste caso, os três únicos estádios particulares favoritos a sediar o Mundial são do Internacional, São Paulo e Atlético Paranaense.

Caso o projeto seja aprovado pela Câmara dos Deputados e pelo Senado, apenas caberá ao Presidente da República assiná-lo para transformá-lo em lei. Sendo assim, o co-irmão poderia ter abatimento de uma dívida de R$ 109 milhões.

Diante disso, é sempre bom citar que além de deputado-federal pelo PSB-RS, Beto Albuquerque é colorado e assessor da presidência do Internacional, como consta no site do próprio clube (reparem no nome Luiz Roberto Albuquerque). Será que essas ligações são apenas meras coincidências?


O Projeto de Lei 5.310

Art. 1º Os investimentos, com recursos próprios, realizados por entidade desportiva da modalidade futebol em obras de construção, modernização e reforma de seu estádio escolhido para sediar os jogos da Copa do Mundo de Futebol do ano de 2014, organizada pela Federação Internacional de Futebol – FIFA, constituirão crédito fiscal que poderá ser usado na forma desta Lei.

§ 1º À opção da entidade desportiva, o crédito de que trata o caput poderá ser compensado com os débitos fiscais oriundos de quaisquer tributos e contribuições federais, vencidos e vincendos, em especial aqueles apurados na forma da Lei nº 11.345, de 2006.


Abaixo, texto extraído do blog ImortalTricolor.


O que fazer?

Entre no endereço da Câmara dos Deputados indicado abaixo ou clique no link.

Endereço:
http://www2.camara.gov.br/canalinteracao/faledeputado

Link direto: Fale deputado

Uma vez na página, siga os seguintes passos:
1) Na primeira caixa, marque “Reclamar”;
2) Na segunda, em “Nome do Deputado”, vá até o final da lista e selecione “TODOS”. Além disso, selecione “Qualquer um” nos campos “Partido”, “Sexo” e “UF”;
3) Na caixa “Remetente”, preencha com seus dados pessoais;
4) Em “Seu comentário”, proteste contra a iniciativa. Deixamos, abaixo, uma sugestão de texto.

Sugestão de texto

Prezado Deputado,
custa-me acreditar que o Projeto de Lei 5.310, de 2009, de autoria do Deputado-torcedor Beto Albuquerque esteja prestes a ser aprovado nessa casa. A transformação de débitos tributários em propriedade privado é um acinte à população brasileira, que paga seus impostos e espera o retorno na forma de serviços públicos de qualidade. A justificativa do projeto é um pipocar de contradições, onde recursos públicos são travestidos de investimentos, como forma de mascarar o óbvio: o deputado quer aliviar as dívidas fiscais do clube do seu coração, usando a Copa do Mundo como desculpa.

Caro deputado, farei o possível para que os nomes dos que votarem a favor desta aberração legal sejam amplamente divulgados, de forma a que não mais se elejam nas próximas eleições.

Conto com a seu discernimento e a sua inteligência. Não se deixe levar pelos “descuidistas” de plantão. Estarei vigilante.

Anúncios
8 Comentários leave one →
  1. Juande Ramos permalink
    outubro 14, 2009 6:10 pm

    É isso ai Bruno, vamos batalhar pelo que é errado, já fiz propaganda em meu blog também.

    http://www.infernotricolor.blogspot.com

  2. outubro 14, 2009 9:26 pm

    Não posso dizer que acharia errado que os gremistas todos começassem a chiar contra esse projeto do tal deputado colorado, mas creio que antes deveríamos nos perguntar: fosse a Arena beneficiada por esta lei ou outra semelhante, nós reclamaríamos?
    Quanto ao fato do Brasil não ser maduro o bastante para sediar tais eventos, até acho que tens razão, mas a melhor maneira de descobrirmos do que somos capazes é tentando fazer coisas cada vez maiores. Ou não é?

  3. outubro 15, 2009 12:04 am

    Então Alves, quanto à primeira pergunta, a resposta é até fácil, mas naturalmente é polêmica e pode gerar discordâncias.
    Se o Grêmio fosse um dos clubes beneficiados por uma lei como a que está em debate, seria muito difícil que a maioria de nós gremistas a questionassem, como estamos questionando a proposta de lei feita pelo referido deputado.
    Não serei hipócrita em negar o óbvio. Por outro lado, o torcedor gremista, exercendo o seu papel de cidadão, precisa defender os interesses do Grêmio e naturalmente que essa proposta segue contra isso.
    Além disso, se a proposta de lei favorecesse a todos os clubes que pretendem construir os novos estádios, seria uma coisa ainda totalmente questionável, podemos dizer, porém um pouco mais aceitável para a sociedade.
    Mas essa a atitude do caro deputado é uma ação clara de benefício exclusivo a uma instituição em que ele está ligado politicamente, partindo daí ao questionamento quanto a sua conduta ética para o exercício dessa função, pois ele está se aproveitando desse cargo para alcançar esses objetivos. Então, não há como ficar calado diante a essa polêmica.
    Quanto ao Brasil, Copa e Olimpíadas, sigo com pensamento contrário. Por exemplo: alguém foi punido pelos exorbitantes gastos no Pan? Não que saiba. Ou seja, ainda prevalece no Brasil problemas de interesses políticos e econômicos, que estão num patamar prioritário em relação aos problemas sociais, além da sensação de impunidade que esse contexto ocasiona.
    Não precisamos de Copa ou de Olimpíadas, para constatarmos isso, pois a prova que o Brasil não tem crédito algum para receber esses eventos se escancara no nosso dia a dia.

  4. outubro 15, 2009 10:21 am

    Cara esse País é disso ai pra pior e politica to fora, mas torço para que seja vetado esse projeto ai, só que agora Bruno já era, o Mundial e as Olimpiadas serão aqui e não cabe mais ficar contra e sim torcer para que o rombo seja o menor possivel, abraço.

    Saudações do Gremista Fanático

  5. Alisson permalink
    outubro 15, 2009 10:41 am

    Divulguei aqui:

    http://www.paulohenriqueamorim.com.br/?p=20215&cpage=1#comment-217810

    É importante que esse assunto vá para sites de política!

    Abraço!

  6. outubro 15, 2009 10:28 pm

    SE FOSSE PARA A ARENA GREMIO , EU pegaria POR EMPRESTIMO OK , MAS DEPOIS DEVOLVERIA TUDO NEEEEE . ( PEGARIA , MAS COMO EMPRESTIMO SO . E DEPOIS DEVOLVERIA PARA A UNIAO FAZER EM SAUDE e CASAS PARA QUEM PRECISA OKKkkkkkkkkkkkkkkk .

  7. outubro 15, 2009 10:37 pm

    APENAS COMO EMPRESTIMO !!!!!!! / E DEPOIS EM 10 ou 12 ANOS DEVOLVERIA TUDO PARA A UNIAO OKKKKKK . AI NAO TEM PROBLEMA pq A GRANA SERIA DEVOLVIDA ALGUNS ANOS DEPOIS OKKKK /////// MAS FAZER O QUE OS ” AMARGOS QUEREM FAZER E PURA SACANAGEM e ROUBO NO POVO OKKK . ( ELES SEMPRE GANHARAM TUDO DE GRACA DO ESTADO e do MUNICIPIO , E AGORA QUEREM DO GOVERNO FEDERAL TBM ??? ASSIM NAO NEEEEEE , CHEGA DE LEVAR SEM PAGAR NADA OKKKK !!!!!!!!!!!

  8. outubro 15, 2009 11:48 pm

    “mato a pau” essa postagem! mto esclarecedora. Tá na hora de acabar com isso, afinal de contas política nunca foi uma coisa mto limpa e de colorado, gremista entende.
    Com nosso dinheiro não se brinca, deputado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: