Skip to content

Grêmio 2×0 Botafogo – Campeonato Brasileiro 2009

maio 24, 2009
Foto: Diego Vara

Foto: Diego Vara

Jogo com novidades e ao mesmo tempo com dificuldades. O Grêmio entrou em campo na sua busca pela primeira vitória no Campeonato Brasileiro 2009. Na casamata, Paulo Autuori pronto para fazer a sua estréia no Olímpico. Já os jogadores mostravam a nova camisa tricolor (antes divulgadas na internet), com vaias de alguns torcedores.

Do outro lado, o Botafogo já não tinha o seu principal jogador do Campeonato Carioca, Maicosuel, vendido para o Hoffenheim, da Alemanha, por 4,5 milhões de euros (R$ 12,8 milhões). No seu lugar, o técnico Ney Franco escalou o atacante Tony, para fazer dupla com Vitor Simões.

Com a bola rolando, Paulo Autuori decidiu não fazer mudanças bruscas. O técnico gremista manteve o 3-5-2, mas com diferenças do esquema de Celso Roth e Marcelo Rospide. Tcheco jogou mais avançado e teve melhor desempenho. Já os laterais Ruy e Fábio Santos subiram menos, para dar mais liberdade para Tcheco e Souza, apesar do lateral-esquerdo conseguir algumas chances no ataque. Mesmo assim, a partida contra os cariocas se mostrou complicada.

O Botafogo também entrou no 3-5-2 e muito bem armado na defesa. No aspecto ofensivo, só deu Grêmio, mas com dificuldades em superar a defesa carioca. A equipe gremista teve as principais chances com Fabio Santos, Souza, Jonas e uma bomba na trave de Léo. A maior chance do Botafogo foi a cobrança de falta de Juninho, da qual Victor foi obrigado a fazer uma difícil defesa. No final do primeiro tempo, o clube alvinegro se saiu vitorioso ao segurar o 0×0, que se mostrou o seu grande objetivo na primeira etapa.

No segundo tempo, o ímpeto maior de ir ao ataque ainda pertencia ao Grêmio. Mas as dificuldades de superar a organização defensiva do Botafogo persistiram e o jogo, conforme ia passando, ganhava tom de dramaticidade. Juninho, em mais uma cobrança de falta, desta vez acerta a trave.

Porém, aos 12 minutos, o alivio da Torcida Gremista. Numa confusão na área botafoguense resulta numa bola mal-rebatida e Jonas a pega e chuta de bico, rumo às redes. Assim o Grêmio conseguia o primeiro gol da Era Autuori e a tranqüilidade para seguir na partida.

Com jogo dominado pelo Grêmio, embora nada definido naquele instante, Paulo Autuori faz aquilo que se espera dele. Douglas Costa entra no lugar de Souza e tende a ganhar mais espaço com o novo treinador. E a jovem promessa gremista entrou muito bem, dando uma nova dinâmica ao ataque tricolor. No lance do segundo gol, aos 32 minutos, Douglas Costa avança pela esquerda e passa para Maxi López, que por sua vez faz um toque de calcanhar sensacional para Fábio Santos concluir, fazendo o placar de Grêmio 2×0 Botafogo.

A partir daí a partida estava liquidada. Maxi López (de boa atuação e titular firmado) ainda chutou a gol, mas a bola foi desviada. Já o Botafogo tentou pressionar nos instantes finais, mas em vão. Assim o Grêmio garante a sua primeira vitória na Era Autuori e no Campeonato Brasileiro 2009. A recuperação no campeonato nacional já foi iniciada. Agora é pensar no Caracas, na Copa Libertadores da América.

Campeonato Brasileirão 20093ª rodada- Grêmio 2 x 0 Botafogo

GRÊMIO

Victor; Léo, Rafael Marques e Réver (Thiego); Ruy, Túlio, Tcheco, Souza (Douglas Costa) e Fábio Santos; Jonas (Herrera) e Maxi López

Técnico: Paulo Autuori

BOTAFOGO

Castillo; Juninho, Leandro Guerreiro e Eduardo; Alessandro (Diego), Fahel, Túlio Souza, Rodrigo Dantas (Jean Coral) e Gabriel (Wellington); Tony e Victor Simões

Técnico: Ney Franco

Gols:

Grêmio: Jonas (12min/2ºT) e Fábio Santos (33min/2ºT)

Cartões Amarelos:

Grêmio: Réver, Ruy

Botafogo: Gabriel, Eduardo, Tony

Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)

Data: 24 de maio de 2009

Árbitro: Sálvio Spinola Fagundes Filho (FIFA/SP)

Assistentes: Roberto Braatz (FIFA/PR) e Alessandro Rocha de Matos (FIFA/BA)

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. JuandeRamos permalink
    maio 24, 2009 8:30 pm

    Grande jogo! Grande Maxi! Grande texto!

    O dia no monumental foi do jeito que eu gosto, jogo difícil, com gols no segundo tempo.

    Fora a torcida do Grêmio que tava quieta, eu gostei muito do dia no monumental.

    Força Autuori!

  2. heraldo permalink
    maio 24, 2009 9:37 pm

    Vamos por parte:
    1ºcamisas: feias, não ficaram, estranhas sim, alguns com imaginação diriam que é fardamento de marinheiro, outros que seria o lenço chimango.
    2º excelente toque do maxi, e só, vamos ver no todo se é o que aparenta, se é para correr e marcar coloque-o de volante.
    3º rui é brincadeira
    No mais foi bom, minha preferencia pelo renatão, era para dar alma a este time, que parece que saiu dos escritorios da junta comercial.
    Força GREMIO: E DALHE,DALHE,DALHE,TRICOLOR

  3. maio 25, 2009 8:37 am

    Vendo-a em campo, a camisa ficou melhor do que eu esperava…

  4. maio 25, 2009 8:15 pm

    A camisa é bonita até quando é feia? Pois é, só que até o uniforme celeste ficou prejudicado pelo tal detalhe em “V”. A questão é que as cores da nossa paixão são TÃO BONITAS, que até quando são feias, nós achamos boas. Me desculpem, mas esse uniforme está abaixo do que deveria e custa acima do que devia.

    Pior: já virou piada. Agora a Diretoria veio com as desculpas mais bagaceiras que já vi. O novo assusta? Não, presidente, o novo choca. O que assusta é o FEIO!

    E o jogo, foi difícil, o Botafogo se esforçou e jogamos pouco pelas laterais. No final, valeu o esforço. São 3 pontos e moral importantes para a Copa (com Douglas Costa!). Sinto cheiro de TRI. E adoro esse cheiro!!!!

    Abs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: