Skip to content

Atlético Mineiro 2×1 Grêmio – Campeonato Brasileiro 2009

maio 17, 2009

Foto: Gil Leonardi / Lancepress

Foto: Gil Leonardi / Lancepress


O jogo no Mineirão era a despedida de Marcelo Rospide, invicto até ali (seis jogos, cinco vitórias e um empate), ao mesmo tempo em que era o reencontro com Celso Roth, desta vez técnico do Galo.
Porém, o mais importante era o jogo. O Atlético Mineiro não costuma perder para times de fora do estado de Minas no Mineirão. Mas o Grêmio havia vencido em 2008, no mesmo estádio, por 4×0. Já no Brasileirão 2009, o time de Rospide começou o campeonato com empate em casa por 1×1 contra o Santos. Então estava na hora de repor esses dois pontos perdidos, num jogo fora.
O jogo tem dois tempos bem distintos. O primeiro tempo o Grêmio não jogou bem. Junior e Thiago Feltri anularam bem as subidas de Fábio Santos e Ruy. No meio, Tcheco jogava mais recuado na retenção, junto com Adilson. Souza não conseguia superar a marcação dos alvinegros. O resultado disso é que o ataque gremista não teve nenhuma chance clara de gol, a não ser o chute de fora de Jonas aos quatro minutos. Já o Atlético teve mais oportunidades. Victor teve que trabalhar para fazer boas defesas e a trave ainda o auxiliou, no chute de Thiago Feltri. Mesmo assim, o 0x0 persistiu.
Na saída para os vestiários, Souza já reclamava do tratamento de Wilson Luiz Seneme. O meia gremista foi ajudar um jogador alvinegro, mas relata que foi empurrado pelo árbitro, que o ameaçou expulsá-lo. Caso isso seja verdade (e Souza não é de inventar histórias), então é uma atitude deplorável. Mas ele será punido? Naturalmente que não. O árbitro tem a súmula em seu poder e qualquer situação descrita nela irá ao STJD. Mas caso seja a palavra de um jogador, aquele que promove o espetáculo, a sua opinião passa a valer absolutamente nada. Essa é uma das maiores hipocrisias do nosso futebol.
Voltando ao jogo. No segundo tempo, o panorama muda. Rospide coloca Joilson na saída do vestiário. O novo lateral conseguiu dar mais apoio ao ataque e na defesa do que Ruy (estava dormindo no jogo). Tcheco é mais avançado e seu rendimento melhora consideravelmente. No decorrer da etapa final, quando o Grêmio já era superior ao Atlético, Herrera entra no lugar de Jonas, dando mais combatividade ao ataque.
Apesar da melhora do Grêmio, foi o Atlético que abriu o placar aos 30 minutos. Em jogada pela direita, Carlos Alberto lança para a área (cadê o Fábio Santos?) e Thiago Feltri domina e chuta para o gol.
Já aos 32 minutos, Maxi López recebe bola dentro da área, o jogador do Atlético a tira de seu domínio e Herrera a recebe, mas no susto, e não conseguiu finalizar bem. Assim Juninho a defendeu. Porém, aos 34 não teve jeito. Tcheco cobrou falta pela esquerda e a bola vai para área. Herrera se movimenta bem e cabeceia a bola para o gol, empatando o jogo no Mineirão.
O segundo gol estava mais perto do Grêmio do que do Atlético. Mas a situação começou a mudar com a expulsão de Adilson aos 44 minutos. O volante matou o contra-ataque do Galo. Justo esse amarelo, podemos até discutir o primeiro, mas neste não havia o que questionar. Porém, isso vale um debate. Não acho que o 3-5-2 seja o grande responsável pelas atuações questionáveis e o 4-4-2 (provavelmente o esquema de Autuori) é a solução de todos os problemas. Mas uma coisa é certa, Adilson está sobrecarregado. Isso acaba precipitando em faltas e aumenta a possibilidade de expulsão, como ocorreu nesse jogo.
Mas o pior foi aos 47 minutos. Wilson Luiz Seneme viu penalidade de Joilson, num suposto toque de mão. O detalhe é que o lateral tenta tirar o braço da bola e a domina com o peito. Pênalti? Só o Seneme viu. Depois de tanta reclamação, Diego Tardelli cobra, faz a sua paradinha e marca o segundo gol do Atlético. Gol com dedo (ou melhor, o apito) de Seneme, decretando a derrota no Mineirão.
O Grêmio encerra as duas primeiras rodadas com apenas um ponto. Já com Autuori na casamata, a vitória contra o Botafogo passa ser obrigatória. Enquanto isso, Rospide perde a sua invencibilidade, mas com seus serviços bem prestados ao Tricolor. Celso Roth avança com o Galo, já com quatro pontos. Assim entramos numa semana sem jogo no meio dela. Tempo o suficiente para o novo técnico colocar o Grêmio nos trilhos no Brasileirão e melhorar o time para a Libertadores.
Campeonato Brasileirão 2009 – 2º Rodada
Atlético-MG 2 x 1 Grêmio
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: sábado, 16 de maio de 2009
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (FIFA/SP)
Assistentes: Nilson de Souza Monção (SP) e Everson Luis Luquesi Soares (SP)
Cartões amarelos:
Atlético-MG – Márcio Araújo
Grêmio – Souza, Rafael Marques e Adílson
Cartão vermelho:
Grêmio – Adílson
Gols:
Atlético-MG – Thiago Feltri (30min/2ºT) e Diego Tardelli (48min/2ºT)
Grêmio – Herrera (34min/2ºT)
Público pagante: 17.263
Renda: R$ 160.375,00
ATLÉTICO-MG: Juninho; Carlos Alberto, Welton Felipe, Leandro Almeida e Thiago Feltri (Júlio César); Jonílson (Marcos Rocha), Renan, Márcio Araújo e Júnior; Éder Luis (Alessandro) e Diego Tardelli.
Técnico: Celso Roth
GRÊMIO: Victor; Léo, Réver e Rafael Marques; Ruy (Joílson), Adilson, Tcheco, Souza e Fábio Santos (Jadilson); Jonas (Herrera) e Maxi López.
Técnico: Marcelo Rospide (interino)

Anúncios
8 Comentários leave one →
  1. Douglas permalink
    maio 17, 2009 1:06 pm

    complicado ne..
    jogar contra um time e um juiz é desproporcional,
    mas isso já era de conhecimento nosso, arbitros paulistas nao costumam facilitar para os gauchos e adoram prejudicar.
    porem se o gremio tivesse jogado bem, nao teria juiz que definiria o placar, perder fora de casa nao é o fim do mundo, mas perder para o atletico é sinal de que algo não ta certo.
    esse time é muito ruim, candidato fortissimo ao rebaixamento, e com aquela coisa de tecnico..
    Espero sinceramente que Autuori, tirre aquele Ruym e coloque joilson de titular urgente, e Fabio Santos é uma piada na lateral esquerda.
    Esperamos melhoras no time..
    ate mais

  2. maio 17, 2009 6:05 pm

    Transparência na CBF.Quem é a Comissão de Arbitragem? Quem são os vice presidentes? Provavelmente acharemos colorados. LIGA DOS CLUBES seria mais neutra, mais barata, mais às claras.

  3. Juliano permalink
    maio 17, 2009 8:26 pm

    Primeiro tempo do Grêmio foi péssimo, melhorou no segundo. Eu vinha criticando Tcheco faz um bom tempo, mas tenho de admitir que ontem ele foi uns dos melhores do time, já Souza esteve apagado. Ruy é uma naba e Fábio Santos tembém, apesar de que o Jadilson entrou muito mal. Talvez seja a hora de Herrera e Maxi titulares. Bom quanto a arbitragem foi lamentável, desde o início do jogo ele estava paitando para o Atlético, depois vão começar a chamar o Grêmio de violento, mas também com esse tipo de arbitragem que lances iguais do Atlético não eram nada, bom e o penalti foi ridículo, tanto que o juiz exitou e demorou em dar, só confirmou quando os jogadores do galo pressionaram. Amanhã chega Autuori e ele tem uma semana para teinar um pouco o time para enfrentar o Botafogo no final de semana, e buscar nossa primeira vitória no campeonato que se tornou urgente agora, e ao mesmo tempo preparando o time para quarta contra o caracas. Força Grêmio.

  4. Felipe permalink
    maio 17, 2009 11:40 pm

    Atlético mereceu a vitória.

  5. maio 18, 2009 10:17 am

    Não vi o jogo, mas parece que o “Seneme Madonna” atacou novamente, dando uma forcinha para o BURRoth.

    O fato é que o time tem que voltar aos eixos táticos, está desorganizado e com jogadores fora de posição, coisa que deve ser resolvida com o Autuóri.

    Fora uma boa injeção de ânimo para jogar esse campeonato brasiliense, simultaneamente com a COPA.

    Bruno, sem querer mas já misturando as bolas: sabes algo sobre o Banrisul? O que leva a outrea pergunta: e a outra patrocinadora, do material esportivo? O Grêmio estreou esse BR09 com o uniforme antigo, ou seja, o Marketing continua vascilão. Tu sabe de algo?

    Abs!

    • maio 18, 2009 7:27 pm

      Tarsis, segundo o Cesar Pacheco, o Grêmio fica com a Puma neste ano. O novo uniforme deverá ser lançado nos próximos dias. O contrato com a Puma vai até o final de 2010, mas não está descartada a troca de fornecedor antes disso, após o término da temporada 2009.
      Sobre o Banrisul, está tudo no mais absoluto mistério. Até onde eu sei, o contrato se encerra em junho e até aqui nenhum sinal de um novo patrocinador ou a manutenção da estatal. Abraço.

  6. galo doido permalink
    maio 28, 2009 5:02 pm

    sobre o comentário do douglas; é bom ele lavar a boca com sabão quando for falar do Atlético

  7. Jason permalink
    julho 25, 2009 10:53 am

    O GALO É O MELHOR DE MINAS TEM A MAIOR E MAIS APAIXONADA TORCIDA DO BRASIL E AI QUEM DUVIDAR…………….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: