Skip to content

Futuro, presente e passado

maio 14, 2009

Fotos: Divulgação (Autuóri), Emilio Pedroso (Rospide) e Valdir Friolin (Roth)

Fotos: Divulgação (Autuóri), Emilio Pedroso (Rospide) e Valdir Friolin (Roth)

Futuro

Todos já sabíamos que Paulo Autuori era o novo técnico do Grêmio. Alguns veículos de comunicação até anunciaram que o novo treinador já tinha assinado o contrato com o Tricolor. Então, o anuncio de André Krieger foi uma mera formalidade.
Houve uma demora considerável para o anuncio do novo técnico (mais de um mês), mas essa espera valeu a pena. Não há opção melhor para o cargo. Autuori deve dar um padrão tático ao time, além da experiência que possui no futebol mundial.
Para aqueles que se queixavam do currículo de Roth, a folha de conquistas do novo técnico gremista é uma antítese. Como o próprio André Krieger afirmou, o currículo de Paulo Autuori fala por ele mesmo.
Presente
Inegáveis os méritos e a gratidão que temos por Marcelo Rospide. Num momento crítico, com cobranças da torcida, eliminação do estadual diante do rival e uma competição do quilate da Libertadores pela frente, o nosso técnico interino se saiu muito acima do esperado.
Num futuro em médio ou longo prazo, Marcelo Rospide pode ser uma opção para ser treinador efetivado do Grêmio. Mas ainda não é o momento. Ainda lhe falta experiência e inteligência tática.
No jogo contra o Santos, Rospide errou ao tirar Jonas do jogo, deixando o Grêmio com um atacante, no momento em que empatava em 0x0 no Olímpico. Também não concordei com a saída de Maxi López para deixar Alex Mineiro como único atacante.
Já no jogo desta quarta, mesmo com a classificação praticamente garantida, achei que o Grêmio foi displicente contra o San Martin. A vitória veio, mas a atuação gremista ficou devendo e os peruanos mostraram não ter a mínima força para reverter o resultado. E o treinador não conseguiu mudar esse quadro.
Mesmo assim, Marcelo Rospide se despede do Grêmio com 100% na Copa Libertadores. Dever mais que cumprido. E vamos torcer para que ele se despida do cargo de treinador de forma invicta. Para isso, o Grêmio vai ter que superar um velho conhecido…
Passado
Grêmio e Celso Roth enfim estarão frente a frente, após a demissão do técnico A sua saída do Olímpico não será engolida tão cedo e talvez isso seja uma motivação a mais para o treinador do Atlético Mineiro.
No Galo, Roth chegou a treinador o time com três atacantes (Éder Luís, Tardelli e Alessandro). Mas isso seria demais para o nosso ex-técnico. Acredito mesmo que Diego Tardelli e Éder Luís façam a dupla de atacante e o volante Jonilson faça a sua estréia com a camisa alvinegra. Por falar em volante, Roth deseja levar Makelelê. Sem implicância, afinal ainda o acho um bom técnico, mas isso não seria novidade em Celso Roth, ao contrário da surpresa que seria ao escalar três atacantes para uma partida oficial.
Anúncios
8 Comentários leave one →
  1. Juliano permalink
    maio 14, 2009 11:16 pm

    Finalmente temos um treinador. E pensar que ele vai receber a mesma quantia que Roth recebia, sendo assim a direção nem deveria ter renovado com Roth e procurado Autuori desde o início do ano. Já Rospide seguiu o time de Roth e fez sua obrigação que era ganhar desses times podres. Bom foi o adiamento das quartas de finais em uma semana, assim Autuori tem uma semana a mais para treinar o time. Força Grêmio, ajeitando o time o tri é possível.

  2. Augusto permalink
    maio 15, 2009 11:17 am

    Bruno, bom dia.

    Cara, dá pra você me adiantar se o Grêmio pretende dar uma enxugada na folha negociando Perea e Reinaldo?

    Pode me dizer o que existe de verdade nisso?

    Saudações.

  3. Juliano permalink
    maio 15, 2009 11:49 am

    O Reinaldo já foi embora, acabou o contrato e o Grêmio não renovou. Perea não está sendo aproveitado e ouvi dizer que se negociar ele com o Palmeiras é um esquema de dívida antiga.

    • Augusto permalink
      maio 15, 2009 2:32 pm

      Valeu Juliano. Obrigado pela informação. Aí no sul, apesar de nossa rivalidade sou Grêmio. Boa sorte na Libertadores com esse técnico que eu queria no meu time, o Palmeiras. Saudações.

  4. maio 15, 2009 4:46 pm

    Luxemburgo usa seguido esquema com um só atacante,com a chegada do Diego Souza. Tite contra Corinthians terminou no 4-5 1…

  5. JuandeRamos permalink
    maio 15, 2009 5:53 pm

    passado ruim
    presente mediano
    futuro promissor

  6. maio 16, 2009 6:14 pm

    Com a vinda de Paulo Autuori, muita coisa irá mudar… assim espero.

    beijos Bruno.

  7. maio 17, 2009 1:51 am

    Para pensar: Guinazu se jogador do Grêmio, em competições da CBF, seria expulso como o Adilson no Mineirão? Critérios isonomicos é o mínimo que se exige. Ou será que o colorado tem tratamento diferenciado?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: