Skip to content

Celso Roth no Atlético Mineiro

maio 4, 2009

Foto: Bruno Cantini/Divulgação - Celso Roth e Beto Ferreira

Foto: Bruno Cantini/Divulgação - Celso Roth e Beto Ferreira

 

Do Grêmio ao Atlético Mineiro. Essa foi a caminhada de Celso Roth em seu curto período como técnico desempregado. E por mais incrível que pareça, o ex-técnico gremista já trabalha num novo clube, enquanto o Grêmio ainda espera por seu substituto.

O Galo acertou a saída de Émerson Leão (por favor, não o cogitem para ser técnico do Grêmio), que há anos não se firma mais e nem o peso do seu nome consegue lhe garantir emprego nos grandes clubes do Brasil.

Em Minas Gerais, tenho uma clara simpatia pelo Cruzeiro. Além de também ser azul, a camisa da Raposa é a segunda mais linda, claro, ficando atrás da camisa do Grêmio, que é insuperável.

Mas ainda sim, fico preocupado com o Atlético Mineiro. Ao contrário do que ocorre no GREnal, onde há uma gangorra que hora tende ao lado azul e outra ao lado vermelho, em Minas Gerais a supremacia celeste é inquestionável nas duas últimas décadas. As duas finais dos estaduais de 2008 e 2009, em que o Cruzeiro conquistou o Bicampeonato Mineiro e com direito a duas goleadas de 5×0, apenas comprovam que os dois clubes estão em patamares diferentes.

E entre os grandes clubes que caíram para Série B e regressaram para Série A, o que ainda mais encontra dificuldade em se estabilizar é o Clube Atlético Mineiro. A torcida atleticana anda desanimada com o futuro, basta olhar nos blogs alvinegros.

Será que Celso Roth conseguirá reerguer o Galo? Não tenho dúvidas de que ele é melhor do que Leão, mas o problema do Atlético é administrativo. Talvez com Alexandre Kalil, que sempre me parece coerente em suas entrevistas, o Galo possa ver uma luz no fim do túnel. Claro, que o caminho ainda é longo, muito longo. Uma estrutura administrativa e consequentemente times forte para disputar os principais títulos não se fazem de uma hora para outra.

Apesar de gostar mais do Cruzeiro do que do Atlético, torço bastante para que o Galo, agora com o senhor Celso Juarez Roth, consiga reencontrar o caminho das vitórias, exceção, claro, quando o seu adversário for o Grêmio.

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. maio 4, 2009 6:44 pm

    Boa sorte. Ao Roth, e ao Atlético Mineiro.

  2. MAXIMILANO SARTURI permalink
    maio 17, 2009 12:12 pm

    fomos literalmente roubados pouca vergonha , so assim para o atletico com aquele time muito ruim ganhar pois e candidato a cair de novo tenho dito sempre imortal tricolor gremio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: