Skip to content

A direção está correta

abril 20, 2009
Foto: Vinicius Rebello

Foto: Vinicius Rebello

 

A demora da direção em anunciar um novo treinador seus tem motivos para ocorrer, por mais que não seja compreendida por boa parte da torcida. Apesar de haver o risco de ficar sem um novo técnico nas oitavas-de-final da Libertadores, vejo que a direção está olhando além da competição sul-americana. Então acredito que o nome anunciado como novo técnico deverá ser mesmo o de Paulo Autuóri, enquanto Marcelo Rospide segue comandando do time até a sua chegada.

A diretoria quer um trabalho em longo prazo, que dure no mínimo até dezembro de 2010. E está correta em pensar desta maneira. Não há bons resultados se não houver um trabalho com continuidade. Mas o que torna mais difícil a escolha de um novo treinador é que são poucas as opções no mercado que dêem segurança num projeto duradouro. E trocar de técnico é sempre algo que deve ser evitado, pois geralmente não costuma dar certo no decorrer da temporada.

Portanto, se André Krieger e Luiz Onofre Meira quisessem contratar qualquer treinador, já teríamos um profissional imediatamente. Por outro lado, vejo que eles estão se esforçando para trazer aquilo que é de fato o melhor nome para o Grêmio, mesmo que contrarie parte da torcida, que vê em Renato Portaluppi como a grande salvação. Neste caso, segue a minha discórdia da frase “voz do povo é a voz de Deus”, porque não é verdade. Entre esperar um pouco mais por Paulo Autuóri ou buscar Renato imediatamente, eu fico com a primeira opção, porque assim fico mais seguro com o trabalho desenvolvido no Olímpico.

A minha única crítica neste processo é que tamanho silêncio da direção, porque isso gera muito espaço para especulações e conclusões precipitadas. Alguém precisa explicar ao torcedor que a relutância em chamar alguém aclamado pela torcida não se dá por vaidade (como alguns colunistas esportivos querem passar), e sim por acreditar que ele não se encaixa nesse tipo de projeto neste momento. Por isso, creio que falte alguém que consiga lidar com a imprensa para acabar com quaisquer especulações e evitando assim conclusões precipitadas por parte dos torcedores.

De resto, caso a diretoria esteja mesmo trabalhando na vinda de Paulo Autuóri, então acredito que essa demora para anunciar o novo técnico seja justificável. Este é um profissional com larga experiência, visão tática e currículo para dar a segurança para fazer um projeto em longo prazo. Por essa razão, sou a favor de manter Marcelo Rospide como técnico até a liberação de Autuóri no Al-Rayyan. Isso colocaria em risco a Libertadores? Sim, mas antes da Libertadores do que toda a temporada.

 

*Texto redigido às 10h33 – 21 de abril de 2009

Anúncios
11 Comentários leave one →
  1. abril 20, 2009 9:07 pm

    É isso aí. Que venha Autuori, um técnico bom e por bastante tempo.

  2. Juliano permalink
    abril 21, 2009 11:55 am

    Assim como a Libertadores, a temporada a estrutura do clube já foram comprometidas. Com essa direção fazendo politicagem o que nos resta é amargar um ano ridículo. Não sou corneteiro, sempre fui de apoiar, mas não está dando para ver tudo que está acontecendo e aplaudir, mas isso não quer dizer que vaio o time no estádio. Quanto ao treinador creio que Autuori seja o nome mais indicado mesmo, porém essa demora é ruim. Pegar o time em uma quarta de finais, se passar pelas oitavas com Rospide e esse elenco, Autuori vai ter pouco tempo para treinar o time e podemos ficar fora. Tomara que tudo que vem se desenhando se modifique e essa direção não siga os passos de Obino, e seja um grande ano. Volta Odone.

  3. abril 21, 2009 1:41 pm

    Não acho que a demora seja o certo. Penso que o time já deve estar com a cara do novo treinador nas oitavas. mudar de técnico em pleno mata mata pode ser um suicidio.
    Acho que agora que a demora já foi muito grande o melhor mesmo é manter o rospide.

  4. JuandeRamos permalink
    abril 21, 2009 2:21 pm

    não acho que ela está certa…

    É só espera a eliminação da libertadores para o Palmeiras nas oitavas e 2 derrotas no brasileirão…

  5. abril 21, 2009 2:25 pm

    Tchê, o problema não é só a demora na contratação, mas a escolha por um tipo de profissional que NUNCA DEU CERTO NO GRÊMIO. Todos os projetos vitoriosos do Tricolor foram sempre com treinadores gaúchos identificados com o futebol GAÚCHO. Não acho que é hora pra diretoria contrariar os fatos desta maneira.
    Sinceramente, se não for o Renato, acho melhor que seja mesmo um cara tipo Gimar Iser ou até manter o ROSPIDE mesmo que são daqui e poderiam seguir os passos de Enio Andrade, Espinosa, Felipão, Tite e Mano, por exemplo.
    Além disso, pra quem manteve Roth no cargo por todo este tempo como essa direção, alegar falta de currículo de Renato Gaúcho é um absurdo. Mas tudo bem, cada um com a sua visão. Quem manda afinal, são eles. Mas convoco todos os sócios que, como eu estão revoltados com a situação e falta de visão de nossa direção, a esvaziar o Olímpico na terça que vem. Isso que minha meta no início do ano era ir em todos os jogos da Libertadores. Não tenho vontade de apoiar quem não nos dá ouvidos. Se eles podem arriscar a Libertadores que além de ser o nosso TRI, marcaria para sempre o centenário dos moranguinhos, não podemos concordar com isso e nossa melhor resposta seria não colocar os mesmos 30 mil do jogo contra o Aurora. Nós somos o Clube e é justamente esta inversão de valores no Grêmio revolta. Demos a maior amostra de nosso apoio à demissão de Roth, no dia 07, em plena terça feira às 19:00 e agora, acho que temos que mostrar nossa indignação com a espera por Autuori até o dia 20 de MAIO.
    Abraço,
    Eduardo Trindade
    http://www.eduardotrindade.com.br

  6. abril 21, 2009 3:45 pm

    Pessoal, não é só a Libertadores que está em jogo, e sim uma temporada inteira. Não podemos jogar tudo isso nas costas de Rospide. E se ele não consegue obter bons resultados no decorrer da temporada? Vamos mudar de treinador passada a metade do ano? Se for para trazer um bom profissional (com currículo e experiência), então seja ainda neste semestre. Eu acho que a direção está certa por isso. Há custo? Sim, que pode ser a Libertadores. Por essa razão que relutei tanto na demissão de Roth, porque daria exatamente esse problema. Agora, não há outro jeito, vamos assim e para o que der e vier.

  7. abril 21, 2009 10:30 pm

    Ênio Andrade, Valdir Espinosa, Felipão, Tite e Mano tem todos DUAS coisas em comum: 1) São GAÚCHOS e CONHECIAM O FUTEBOL GAÚCHO. 2) Foram os treinadores que conquistaram os títulos mais importantes da história Tricolor.
    Imagino que, a exemplo de outros comentários meus não publiques mais este. Mas vou inclusive te mencionar com um exemplo de blog que FILTRA no meu TCC que faço sobre a blogosfera.
    Então, mesmo que não concordes com minha opinião, deixo a mais uma vez. Está errado NÃO SÓ ESPERAR ESTE TEMPO TODO, COMO ACHAR QUE AUTUORI SERÁ A SOLUÇÃO. Impressiona que as pessoas que supostamente conhecem o Grêmio não vejam isso com claridade. Antes ROSPIDE ou GILMAR ISER que esse FIGURÃO QUE SÓ QUER OS MAIS DE 300 MIL que o clube vai lhe pagar. Um absurdo.
    Só muda se os sócios, como eu, protestarem não indo ao jogo de terça que vem, deixando menos de 10 mil no estádio. Talvez assim os loucos de nossa diretoria abram os olhos. Ah, sem contar que uma derrota para o Boyacá, por mais que doa o coração, pode ser benéfica. Acho que assim eles não deverão insistir nesta temeridade de trocar o técnico apenas depois do primeiro jogo das quartas de final, quando tudo já pode estar perdido.
    Eduardo Trindade
    http://www.eduardotrindade.com.br

  8. abril 21, 2009 10:34 pm

    Bah, usando bloqueio?!?!
    Tens muito que aprender sobre blogs ainda meu caro.
    Lamentável.
    Eduardo Trindade
    http://www.eduardotrindade.com.br

  9. heraldo permalink
    abril 21, 2009 10:47 pm

    me desculpe bruno, os tre spatetas da foto, não conseguiram planejar o gauchão,agora querem dizer que estão, planejando até 2010, e se o autuori vier, e nos perdermos a cops, e estivermos indo mal no brasileiro,como que fica.O tite nos moranguinhos esta com a corda no pescoço, se perder duas tres seguidas no brasileirão, tchau, assim que se vive.

  10. abril 23, 2009 6:47 pm

    Ufa, agora que eu vi os comentários, podemos debater, Eduardo. 🙂
    Quando você escreve sobre os treinadores gaúchos que deram certo no Grêmio, não há como discordar, a história já diz tudo. Os exemplos que citou como o Ênio Andrade, Valdir Espinosa, Felipão, Tite e Mano Menezes são perfeitos.
    Porém, será que teremos que ficar reféns disso? Será que nunca um treinador que não seja gaúcho não pode dar certo treinando o Grêmio? Se esse é um tabu, então está na hora de quebrá-lo. Nem sempre o Rio Grande do Sul terá um grande repertório de bons treinadores. Sendo assim, o Grêmio precisa superar isso.
    Você citou Renato Portaluppi e Gilmar Iser. Começando pelo último, eu admito que não acompanhei muito o Juventude no Gauchão, mas só leio e ouço boas críticas a ele. Porém, acredito que ele é muito verde para uma Libertadores. Se for para apostar em alguém nessa situação, então é melhor manter Marcelo Rospide, que ao menos conhece o grupo e trabalha há anos no Grêmio.
    Sobre o Renato, mesmo ele tendo no currículo uma Copa do Brasil, mas não o vejo como um técnico confiável num trabalho de longo prazo. Ele coleciona altos e baixos na sua carreira. Não há como negar seus méritos por ser campeão da Copa do Brasil de 2007, fazer uma excelente caminhada no Brasileirão desse ano e nem em ajudar o Fluminense a realizar a sua melhor campanha na Libertadores.
    Mas foi no próprio Fluminense que Renato me deixou com pé atrás, com as suas declarações e por não conseguir focar o time. O Fluminense perdeu a Libertadores em Quito, contra a LDU, num jogo muito abaixo de seu potencial e totalmente desconcentrado. Era um time ansioso, assim como o próprio técnico, que não conseguiu superar esse problema, nem depois no Brasileirão, quando deixou o clube na rabeira da tabela.
    Um dia, eu quero ver sim o Renato na casamata do Olímpico (ou da Arena), mas somente quanto ele estiver mais maduro e aprender que atitudes de treinador não devem ser iguais a algumas atitudes de jogadores, pois são responsabilidades totalmente distintas.
    Enquanto isso não ocorre, eu acredito que Autuóri seja mais experiente e maduro para assumir o Grêmio com tamanha responsabilidade. Não é gaúcho? Mas é um carioca competente, que já provou todo o seu potencial como treinador. Num projeto em longo prazo, ele sim tem uma carreira mais estável e é o único que tem a capacidade de ser unanimidade entre diretoria e torcida (ou o mais próximo disso, atrás de Felipão). Apesar disso, pode dar errado, pois assim é o futebol. Mas neste momento, não podemos nos basear em futurologia e sim no presente. E neste momento, não vejo nome melhor do que Autuóri, mesmo com todos os riscos que ocorrem pela sua espera.
    Abraço.

  11. Juliano permalink
    abril 25, 2009 8:54 pm

    Os três patetas ,como o Heraldo falou, estão deixando o condomínio atrasar, é lamentável. Tudo que foi conseguido depois de muita luta, a estabilidade parece estar indo para o buraco onde Obino e essa sua trupi de panacas deixou antes de Odone assumir. Oremos porque a coisa ta ficando feia, as coisas começam a repetir 2004 e isso preocupa: acabaram com as categotias de base, time sem treinador, direção sem planejamento, poiliticagem acima de tudo. Suicídio já é quase dever. Força Grêmio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: