Skip to content

Grêmio e arbitragem

novembro 16, 2010

 

Foto: Ivan Storti, Lancepress

Existe algo errado neste Brasileirão e não precisa ser adepto à teoria da conspiração para constatar. O que para muitos podem parecer choro, para o torcedor gremista é um fato consumado: o Grêmio é um dos clubes mais prejudicados pela arbitragem brasileira neste campeonato. Como disse uma vez Alberto Guerra, parece predominar a seguinte lei: na dúvida, sempre marque contra o Tricolor.

Já perdi as contas de quantas penalidades a favor do Grêmio que foram sonegadas pela arbitragem. Assim como estou cansado de ver a falta de critério na distribuição de cartões, ora prejudicando o time de Renato, ora favorecendo o time adversário. No último jogo, Keirrison poderia ser expulso com segundo amarelo, num carrinho por trás, o que deixaria os dois times com 10 jogadores. Contudo, nada foi feito.

Na rodada passada, ocorreu mais um pênalti não marcado para o Grêmio, em Lúcio, podendo colocar o time de Renato à frente no placar. Ainda que concorde que o lance em si possa até ser interpretativo, porém, também era com Ronaldo na polêmica partida contra o Cruzeiro, na última rodada. Todavia, com o Corinthians ou até mesmo Santos, tudo fica mais fácil quando se trata de marcação de penalidades máxima.

O Santos teve 12 pênaltis, enquanto que o Corinthians teve 11 marcados a seu favor neste Brasileiro, incluindo os fajutos, como o de Vilson, que ocasionou na expulsão do zagueiro, na vitória gremista por 1×0. A lambança da arbitragem somente não foi maior porque Victor defendeu o pênalti, impedindo o empate.

Já foram, inclusive, marcados lances em que Dentinho caiu sozinho na área, como no jogo do Avaí, assim como Neymar ganhou fama de cai-cai não por acaso. Então, pegando o exemplo do Lúcio, torna-se mera constatação afirmar que se ele jogasse no time do Parque São Jorge ou da Vila Belmiro, ele teria mais chances de ter a penalidade marcada.

Antes fosse apenas choro, mas não é, uma vez que os números mostram tais fatos. Ao mesmo tempo que Santos teve 12 pênaltis e Corinthians teve 11 a favor, o Grêmio teve apenas três. Contudo, mais estranho é quando se constata que o Tricolor teve nove pênaltis contra. O reflexo disso somente não é maior, porque Victor defendeu cinco deles. Tais dados divergentes contrariam a lei da probabilidade. Por que um time tem quatro vezes mais pênaltis do que o outro?

Embora não queira acreditar em complô, é incontestável o quanto a arbitragem e o Grêmio não falam a mesma língua. A lista de pênaltis sonegados não para de crescer: Palmeiras, Vasco da Gama, Internacional, Fluminense (a partir de 5min36s), Ceará, Santos, como tantos outros. Enquanto isso, outros clubes têm enorme complacência da arbitragem. Não precisa de prova, tampouco um adivinho. Apenas é necessário um pouco de senso crítico para constatar que existe algo errado neste Campeonato Brasileiro.

 

About these ads
10 Comentários leave one →
  1. Erik Persson permalink
    novembro 16, 2010 12:10 pm

    Gremistas que escrevem neste blog e outros mais.

    Acho que chegou a hora de criarmos uma PLANILHA de fatos de jogos para OS PRÓXIMOS CAMPEONATOS (GAUCHÃOS, COPA DO BRASIL, BRASILEIRÃO E LIBERTADORES) onde deveríam constar os jogos, arbitragens, erros fatais, expulsões, etc…, que possam ser levados ao conhecimento da opinião pública dos ERROS E PREJUÍZOS que são causados ao nosso GRÊMIO. Inclusive, isso poderia municiar a direção e o Departamento Jurídico gremista.

    Acho que vale a pena investir neste tipo de informação, pois a “imprensa tradicional” normalmente não faz questão de defender os interesses dos clubes (muito menos o Grêmio), mas apenas fazer a proteção do “status quo”, ou seja, Confederação, federações, tribunais, campeonatos e arbitragens em geral.

    Fica a sugestão!!!

    • novembro 16, 2010 6:22 pm

      Mauro Betting fazia isso em seu blog.
      Acompanhei dois anos seguidos.
      Adivinha se o Tricolor não ia estar sempre nas cabeças se não fossem os erros de arbitragem???
      Pois é. Isso que o cara nem era tão criterioso assim…
      Vou te dizer, larguei o blog dele porque me enojei e ficou clara a maracutaia.
      Tipo, acho que depois dos pontos corridos, talvez só o título do Cruzeiro tenha sido justo.
      O resto foi arranjo puro!
      Daí bate aquele desânimo…

  2. giovani montagner permalink
    novembro 16, 2010 5:20 pm

    considero a arbitragem o elo mais fraco do futebol, claro dentro do campo de jogo. mas ao mesmo tempo que é o mais fraco é o mais forte, pois é ela quem determina o andamento da partida, e por isso não há qualquer medida na melhoria técnica deles, é a maneira mais fácil, muitas vezes sútil, de privilegiar esta ou aquela equipe.
    estamos acostumados a pensar em desvio de condutas da arbitragem em erros grosseiros, porém o mais danoso é intensificação de determinadas situações ( grande número de faltas em regiões com possibilidade de gol) com o agravante da adoção de critérios diferentes para lances semelhantes (distribuição descontrolada de cartões amarelos e, por vezes, para jogadores chave).
    a sugestão do erik é boa, principalmente para esclarecermos quem é quem desses déspotas do apito.

  3. observador permalink
    novembro 16, 2010 6:01 pm

    O Futebol tbm acontece nos bastidores,infelizmente no Brasil ainda é assim,e não vjo força política do Gremio,a direção só reclama,mas não vjo açoes efetivasd por parte de nossos diretores.T

  4. observador permalink
    novembro 16, 2010 6:02 pm

    O Futebol tbm acontece nos bastidores,infelizmente no Brasil ainda é assim,e não vjo força política no Gremio,a direção só reclama,mas não vjo açoes efetivas por parte de nossos diretores.Tbm tem o clube dos 13,mas esse eu larguei d mão,pois é uma empresa a parte!!

    • giovani montagner permalink
      novembro 16, 2010 6:16 pm

      isso não ocorre somente no brasil, veja qualquer campeonato europeu e vais perceber como os grandes clubes são “protegidos”, e se falarmos de fifa vamos longe (a espanha no mundial passado foi a equipe mais ajudada pela arbitragem).

  5. novembro 16, 2010 6:17 pm

    Pênalti, impedimento…
    2010, 2009, 2008, 2007, 2006…
    Brasileirão, Copa do Brasil, Gauchão…

    Brabo!
    Dá um desânimo, barbaridade…

  6. Alfredo Carlet permalink
    novembro 16, 2010 9:51 pm

    Força política zero, ao contrário dos protegidos vermelhos.

  7. novembro 17, 2010 2:14 pm

    contra o santos:
    errou nas falta de critério nas faltas marcadas pro santos, dois cartões amarelos não dados (keirrison e adriano – os dois resultariam em expulsões mais tarde), pênalti não dado no lúcio. ainda assim, acertou na expulsão correta do jonas e pênalti bem marcado do rafael marques.

    contra o ceará:
    três impedimentos com chances claríssimas de gol, pênalti não dado no andré lima e o geraldo tinha que ter sido expulso por uma carrinho por trás no rocka. nem falta foi :/

    contra o fluminense:
    regra nova – cabeçada no jonas dentro da área não é pênalti

  8. novembro 17, 2010 2:16 pm

    e por aí vai, quero só ver o jogo contra o patético-pr.

    até se o grêmio fosse jogar o colonial de canguçu ia ser roubado, é brincadeira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: